De tímido a modelo: como deixar a barba mudou completamente a vida deste cara

Nascido no País de Gales, Gwilym Pugh, um empresário de 33 anos, tinha como grande sonho ser jogador de basquete, mas como se machucou aos 16 anos, não teve como levar adiante a carreira. Então, com apenas 21 anos, começou uma bem-sucedida companhia de seguros no quartinho de bagunça da casa de seus pais.

Trabalhar em casa e os ferimentos no joelho fizeram com que ele ganhasse muito peso: mais precisamente: 130 quilos! No entanto, seu estilo de vida prejudicial mudou completamente depois que seu barbeiro o incentivou a deixar a barba a crescer.

“Naquela época, eu estava bastante acima do peso, trabalhando 12 horas por dia, atormentado com lesões, o que significava que eu não conseguia treinar”, disse ao jornal Welshman Daily Mail. “Os negócios estavam funcionando bem, mas eu decidi que precisava colocar minha vida em ordem e queria melhorar”.

Gwilym e seus amigos montaram uma banda há vários anos. Seu barbeiro aconselhou-o manter a barba para ter algum estilo. De acordo com o seu novo visual, o músico recém-formado decidiu expandir sua transformação limpando sua dieta. A maior mudança, no entanto, foi diminuir o ritmo de trabalho.

“Foi a melhor coisa para a minha saúde quando parei de estar de nove a dez horas por dia”, explicou o homem que perdeu 40 quilos ao longo de cinco anos. Enquanto ele estava perdendo peso e aumentando a barba, Gwilym criou uma conta Instagram na qual ele possui atuais 244 mil seguidores – e contando…

Agora, Gwilym faz parte de uma agência de modelos de Londres. Ele trabalhou em campanhas de marcas como Vans, Bud Light, Diesel e outros grandes nomes.

Imagens: Reprodução/fonte:[via]

Anúncios

Mãe encontra maneira criativa de ajudar a filha com doença rara a ter mais auto estima

A estudante Selgal, de Ohio, Estados Unidos, compartilhou fotos íntimas de sua transição de gênero de homem para mulher e as imagens fornecem informações sobre o que acontece com o organismo durante a terapia de reposição hormonal. Selgal documentou 17 meses do processo.

O processo envolveu a realização de hormônios sexuais e outros medicamentos hormonais. Mostrou características sexuais secundárias que se desenvolvem na puberdade, mas não estão envolvidas na reprodução. Esses medicamentos incluem estrogênios e antiandrogênios (transformações entre homens e mulheres) e andrógenos como a testosterona (do sexo feminino ao masculino).

Em mulheres trans, esta terapia pode distribuir gordura aos quadris, reduzir o tamanho do pênis e testículos, reduzir a massa muscular e aumentar o tamanho do peito e limitar o crescimento do cabelo facial. Para manter os efeitos, as pessoas é preciso continuar a terapia com hormônios durante toda a vida.

“Nunca é tarde demais para mudar quem você é”, disse Selgal descrevendo sua jornada. “A felicidade é real, você só precisa estar disposto a arriscar qualquer coisa para encontrá-la”.

Veja as imagens:

“Me transformei disso em isso em 17 meses”

“Dois anos antes dos hormônios. Um maconheiro total”.

“1º mês de hormônios, apenas começou a faculdade. Sempre observando o espelho para ver se noto mudanças. Mas acontece que leva muito tempo para qualquer coisa importante “

“3 meses dos hormônios, começando a se sentir melhor. Ainda deprimido, mas finalmente começando a me sentir como eu “

“Eu pareço um desses caras no Dateline nesta foi, isso foi 11 meses depois do começo dos hormônios”

Continuo um cara feio.

“Iniciando o segundo ano da faculdade, 12 meses de hormônios”

Na aula, 13 meses de hormônios.

“Meu espelho está sujo, 14 meses HRT”

“Depois de um corte de cabelo muito necessário, 15 meses”

“Selfie do banheiro, 16 meses HRT”

“E esta sou eu hoje (17 meses de HRT), vivendo minha vida feliz com um namorado a quem amo mais do que a vida”

Imagens:Reprodução/fonte:via