Estudante tatua bilhete escrito pela avó que está aprendendo a ler e escrever

Aprender a ler e escrever é uma mudança tão radical e importante que se torna-se uma marca indelével na vida de tal pessoa – feito uma tatuagem. Alfabetizar-se é um processo tão transformador quanto emocionante, especialmente quando se tratam de adultos que decidem enfim aprender a ler e escrever. Se somarmos a isso o amor entre uma avó e sua neta, chegamos enfim à história da estudante Marcella Martins e de sua avó, Gelsa Martins, que aos 73 anos pôde enfim escrever à Marcella seu primeiro bilhete, que a jovem decidiu tatuar em seu braço.

Segundo Marcella, desde muito cedo sua avó teve de trabalhar para ajudar em casa e, por isso, jamais aprender a ler. Munida dessa nova ferramenta, Dona Gelsa escreveu à neta um bilhete simples porém comovente: “Minha neta, eu te amo muito. Vó Gelsa”. Orgulhosa da avó e comovida com o gesto de amor, Marcella decidiu tatuar a caligrafia e a mensagem em seu braço, e postou uma foto da tatuagem em seu Twitter. A foto naturalmente viralizou.

Todo o relato trazido pela estudante na postagem é emocionante, contando um pouco da história da avó e dos percalços de sua vida, que não a impediram de se tornar “uma ótima pessoa que sempre ajudou as pessoas, sem querer ou pedir nada em troca”. Segundo Marcella, quando “Vó Gelsa” soube da repercussão, ela não só se emocionou como “mandou agradecer todos você e desejou muita saúde”.

© fotos: reprodução/fonte:via

Esta noiva surpreendeu a avó usando o mesmo vestido de casamento que ela usou em 1962

Dar uma vida nova a vestidos antigos não poderia estar mais em alta. Depois de uma jovem ser a 11ª mulher da família a usar um vestido de noiva, foi a vez de Jordyn Jensen instaurar uma tradição semelhante em sua família.

Ela decidiu que iria usar o vestido de noiva da avó em seu casamento e preparou uma surpresa para ela. A vestimenta foi usada pela primeira vez no casamento de seus avós, em 1962.

Aos 74, a avó de Jordyn, Penny Jensen, não sabia de nada quando foi convidada a um pequeno ensaio fotográfico em família antes da cerimônia. Foi a ocasião perfeita para que a noiva provasse o vestido pela primeira vez, surpreendendo e emocionando a idosa.

O casamento ocorreu em setembro desse ano, mas, se depender da noiva, a tradição deve continuar na família. Jordyn contou ao Inside Edition que irá guardar o vestido para que as futuras gerações possam utilizá-lo.

A história foi compartilhada pela fotógrafa Kortney Peterson em sua página do Facebook. “Um first look diferente de qualquer outro que eu já fiz…. Entre essa doce noiva e sua avó. A noiva secretamente usou o vestido de 1962 de sua avó viúva em seu grande dia. A vovó não sabia de nada!“, escreveu ela.

Todas as fotos © Kortney Peterson /fonte:via