Gêmeos se casam com gêmeas no Dia dos Gêmeos e a cerimônia vai te deixar confuso

A história do encontro entre as irmãs Deane e os irmãos Salyers é um raro caso em que as fotografias ao invés de ajudar a esclarecer só tornam a história ainda mais confusa. Pois como se não bastasse dois irmãos casarem-se com duas irmãs, o agravante surreal é o fato de Josh e Jeremy Salyers serem gêmeos idênticos, assim como são gêmeas idênticas as irmãs Brittany e Briana Deane. Não, você não está vendo tudo dobrado: dois gêmeos idênticos se casaram com duas gêmeas idênticas – e no exato mesmo dia, ao mesmo tempo.

Os quatro se conheceram, como não poderia deixar de ser, em um Festival de Gêmeos Idênticos na cidade de Twinsburg, em Ohio, nos EUA e, segundo contam, se apaixonaram rapidamente – cada um devidamente encantado por um gêmeo ou gêmea diferente. O pedido veio em seguida, no dia 02 de fevereiro (ou melhor, dia 02/02, uma data gêmea) e o casamento aconteceu um ano depois, na mesma data gêmea em 2018 – e no exato local onde se conheceram, no tal Festival. Os presentes na cerimônia, portanto, também eram gêmeos, e até os padres eram idênticos!

Segundo as irmãs, que elas se casassem com gêmeos era algo importante desde pequenas. “Nós sabíamos que as chances eram incrivelmente escarças”, disse Brittany. “As estrelas tiveram de se alinhar para que nossos sonhos se tornassem realidade. Eu me casei com o homem dos meus sonhos e, ao mesmo tempo, pude olhar para o lado e ver minha irmã gêmea se casando com o homem dos seus sonhos” – todos devidamente idênticos, com vestidos e ternos evidentemente iguais.

Para os irmãos, encontrar duas irmãs gêmeas idênticas era também de tal forma fundamental, que pensavam que jamais se casariam caso não encontrassem esse par perfeito. Pois, agora que encontraram, famosa ligação entre gêmeos idênticos não irá se desligar tão cedo: os dois casais planejam morarem na mesma casa, para criarem juntos seus filhos.

E a internet em polvorosa diante da história implora para que, quando as crianças nascerem, eles possam responder ao mundo a dúvida que mais apareceu entre os comentários: será que as crianças virão também todas idênticas?

© fotos: reprodução/arquivo/fonte:via

Anúncios

Noiva manda irmão em seu lugar para o ‘first look’ e a reação do noivo é a melhor possível

Heidi e Val Zherelyev já eram casados desde 2013. Como a primeira cerimônia havia sido feita de forma privada na Califórnia, o casal deciciu que iria renovar os votos em conjunto com a família, em uma festa em Phoenix, nos Estados Unidos.

Quando o dia chegou, Val estava tão nervoso que nem parecia que se tratava de seu segundo casamento com a mesma noiva. Mas Heidi encontrou uma maneira de tornar o momento descontraído, com a ajuda de seu irmão Eric….

Ela telefonou para Eric no mesmo dia e pediu que ele fosse em seu lugar para o “first look”. Embora tenha achado a ideia estranha a princípio, o irmão topou a brincadeira e surpreendeu o cunhado vestido de noiva.

Para não sujar ou estragar o vestido de Heidi, o traje usado pelo irmão foi um empréstimo da melhor amiga da noiva, já divorciada. Eric foi direto do trabalho para o ensaio e usou até mesmo o perfume e o desodorante da irmã para ficar com o cheirinho da noiva, segundo ela relatou ao site The Knot.

O noivo estava MUITO nervoso, então a noiva vestiu seu irmão no vestido de casamento velho de uma amiga e mandou ele para o first look no seu lugar. Não preciso dizer que a reação dele foi inestimável e funcionou TOTALMENTE!“, descreveu a fotógrafa Nichole Cline, que registrou o momento, em uma publicação no Facebook.

O resultado são fotos honestas e divertidas, que certamente vão ficar na memória dos noivos (e de Eric!) para sempre.

Espia só quanta fofura! ♥

Fotos © KevinChole Photography /fonte:via

Fotógrafa registra casamento indígena na taiga selvagem da Mongólia

A fotógrafa que se identifica como BatzayaPhotography viajou para a Mongólia com alguns amigos de profissão e, além de fazerem um tour fotográfico padrão pela Mongólia, foram também convidados para um casamento da tribo Tsaatan nas remotas montanhas da taiga, lar de renas nômades e de nativos do local. Os jovens casais chegavam montando lindos cavalos brancos em vez de um carrão preto. “Fiquei imaginando o quão diferente é da cerimônia de casamento ocidental”, conta.

Foi uma experiência cultural e aventureira indescritível, começando a viagem a partir da cidade capital da Mongólia, se reunindo com um guia de fotografia da Mongólia e equipe de aventura. No dia seguinte, o grupo voou para a cidade de Murun, o centro administrativo da província de Khovsgol. “Fiquei impressionada quando vi pela primeira vez as minivans 4WD russas no aeroporto local e senti que algo selvagem e aventureiro estaria à nossa espera nos próximos dias”, descreve.

Casamento tradicional da tribo Tsaatan na taiga selvagem mongol

No dia seguinte, o grupo empacotou os equipamento de fotografia e todos os nossos pertences e partiram montados a cavalo. “A rena é o transporte principal do povo Tsaatan, mas não poderem ser usadas como transporte no verão. Então selamos os cavalos e nos encontramos as montanhas da taiga do norte da Mongólia”, conta. “Nós chegamos à tribo Tsaatan em East Taiga, havia algumas tendas, renas, pessoas Tsaatan e seus filhos. Esperávamos que os pastores de renas parecessem mais como os índios americanos, mas eles são tsaatanos mongóis, pessoas Dukha que mantêm suas antigas tradições e ainda vivem a vida primitiva nas montanhas”.

O caminho para o casamento

O grande dia chegou e o fotógrafo acompanhou tudo, desde os preparativos até o final da cerimônia. Batdalai, noiva de 20 anos de idade, e seu jovem noivo é de 18 anos, receberam muitos convidados e parentes. “Os tsaatanos seguem a lei natural para viver e, na dura condição de vida das altas montanhas, eles não têm oportunidade suficiente para conhecer seus parentes”. No dia especial, todos os parentes, crianças e outros visitantes se reúnem.

Na tenda da noiva, os mais velhos têm que se sentar ao norte, simbolizando que eles estão respeitando os mais antigos. O pai do noivo tem que pedir ao pai da noiva para deixar o filho se casar com a filha – este é outro elemento da tradição do casamento. Assim que o pai da noiva aprova o casamento, tudo começa oficialmente. “Outra tradição interessante é que o pai da noiva não concorda com facilidade, ele está agindo como se ele não quisesse deixar sua filha se casar”.

Finalmente, depois de muito tempo implorando, o pai concordou e pegou seu lenço de seda para expressar sua concordância. Tudo na tenda tem significados simbólicos, a mesa de casamento e a comida também, a refeição tradicional, o huushuur, tem que ser oferecido primeiro, depois outras refeições e bebidas. “Eles falam sobre a vida do jovem casal, incluindo quantas renas eles possuirão, o que fazer no caso dos pais ficarem doentes e muito mais coisas para o futuro”.

Era como um conto de fadas em que o noivo procura em sua mulher amada no cavalo branco. Os pertences da noiva são mínimos demais em comparação com os ocidentais, mas havia todas as coisas necessárias para viver nas montanhas.

Rodearam a tenda três vezes enquanto ofereciam leite de rena ao espírito da natureza, à natureza dos elementos xamânicos e à tradição viva dos mongóis.

O homem mais velho tem que tocar o prato principal de cordeiro na mesa e depois oferecer um pedaço de carne de carneiro a todos os visitantes.

Tem até luta na cerimônia.

Depois disso, o casal é convidado para a tenda de novo para trocarem de roupa, o que significa algo profundo que agora eles oficialmente possuem sua nova casa e é hora de se estabelecerem.

Os visitantes davam presentes de casamento ao casal e o estranho era pendurar o dinheiro local, tugriks mongóis, como presente. É um casamento indígena muito misterioso.

“Foi uma maneira incrível de experimentar a cultura da Mongólia, o estilo de vida da tribo étnica e do casamento, além de descobrir o canto mais remoto, a região selvagem da taiga e fotografar todos eles. Foi inacreditável”.

Fotos: BatzayaPhotography/fonte:via

20 pais que se derreteram ao ver as filhas vestidas de noiva

Por mais ancestrais e conservadoras que certas instituições e cerimônias possam ser, muitas delas podem ter a simbólico e comovente capacidade de significar aspectos importantes da vida. A passagem de tempo, as novas etapas da vida, a saudade, o amor e todas as sentimentalidades que tais processos nos trazem muitas vezes se apresentam como espelhos para um pai diante, por exemplo, do casamento de sua filha.

Quando um pai vê pela primeira vez sua filha vestida de noiva, parece enxergar também, debaixo do véu de lágrimas que costuma lhes cobrir os olhos, a criança que um dia sua filha foi, o tempo passando e as dificuldades e felicidades que levaram tal criança a se tornar uma adulta feliz em um momento tão importante. É, portanto, sempre um momento emocionante e profundo – e ainda bem que existem câmeras para captarem o exato instante em que os mais emotivos pais veem suas filhas em seus vestidos de noiva pela primeira vez.

Assim, separamos aqui, a partir de um post original do Bored Panda, 20 dos pais mais emotivos que não conseguiram conter as lágrimas diante do casamento de suas filhas.

© fotos: Bored Panda/fonte:via

Durante casamento, padrasto pede enteada para aceitá-lo como pai

Para Anastasia Lindenman, não foi nada fácil separar-se do ex-marido, em 2015. Na época, sua filha Raina tinha só 18 meses. Por isso, quando conheceu Brandom, não imaginou que o seu relacionamento com ele fosse durar.

As coisas começaram a mudar quando Brandom e Raina se conheceram. “Ele sentou-se e brincou com ela por horas. Os brinquedos variavam, mas o entusiasmo não. Ele atendeu a todos os pedidos com um sorriso, sem qualquer hesitação: bonecas, cozinha”, contou a mãe ao site Love What Matters.

Com o passar do tempo, as visitas de Brandom se tornaram semanais e, posteriormente, diárias. No aniversário de dois anos da menina, o padrasto ajudou na organização de todos os detalhes e foi o responsável por fotografar a festa. Ainda segundo Anastasia, a amizade entre os dois é única: Brandom ensinou Raina a jogar futebol, contar e se tornou uma figura paterna em quem a menina pode confiar.

Graças a isso, a pequena foi incluída quando o padrasto decidiu pedir Anastasia em casamento. Após o pedido, ele se ajoelhou e perguntou se “poderia casar com ela e ser seu pai“. Quando Raina aceitou o pedido, ele colocou um colar de diamanete em seu pescoço.

A mãe conta que a menina participou de todos os detalhes do casamento e realmente acreditou que estava se casando. No dia da cerimônia, ela obviamente participou de tudo. Brandom fez seus próprios votos para a menina e lhe ofereceu um anel durante a festa. “Você vai me chamar de pai?“, perguntou durante a cerimônia.

Ela balançou a cabeça afirmativamente e ele colocou o anel no seu dedo e, quando ele se inclinou para lhe dar um beijo e um abraço, ela começou a chorar. Você podia ver verdadeiramente que era um momento extremamento emocional entre os dois“, descreveu a mãe.

Fotos 1-4: Anastasia Lindenman; Fotos 5-8: Amethyst & Sage Portraits /fonte:via

Fotógrafo de casamentos revela truque ridiculamente simples para fotos espetaculares

Há alguns anos, o fotógrafo brasileiro Hugo Carneiro viu uma de suas criações viralizar na internet. A foto transformava uma poça d’água na paisagem perfeita para um registro de casamento – e mostrou para todos o que as habilidades de um bom fotógrafo podem fazer.

Quem não tem poças, pode muito bem conseguir o efeito de reflexo com outro item simples que qualquer pessoa costuma ter por perto: um smartphone. É esse o truque revelado pelo fotógrafo Mathias Fast, que trabalha há seis anos com fotografias de casamento.

Em uma entrevista ao site Bored Panda, Mathias revelou como descobriu o efeito em um casamento: “As madrinhas tinham deixado seus telefones na mesa e eu vi os reflexos que eles criavam. Percebi que, com o ângulo e a distância certos, eu poderia incorporar os reflexos em uma fotografia ao mesmo tempo em que disfarçava o fato de que eles vinham de um telefone“, contou, adicionando que está longe de ser o primeiro a usar esse truque.

Mathias diz que o efeito não se limita ao uso do reflexo dos smartphones. Na verdade, qualquer superfície que reflita a luz pode ser usada com o mesmo objetivo. Bancadas de cozinha, janelas e até a superfície do seu relógio já foram utilizados como uma forma de refletir a luz em cena. O resultado é um efeito mágico que deixa qualquer pessoa com vontade de descobrir o que há por trás da composição.

Vem ver!

Fotos © Mathias Fast /fonte:via

‘Ou eles ou eu’: ela largou o marido para ficar com seus 30 cães

Depois de 25 anos de casada, Liz Haslam recebeu do marido um ultimato: ela deveria escolher entre ficar com ele ou com seus 30 cães.

Aos 49 anos, ela se separou, mas continua em ótima companhia.

De acordo com o site Bored Panda, que conta a história do casal, a família de Liz sempre foi apaixonada por animais. Sua mãe tem uma criação de cães da raça West Highland White Terrier e seu pai gerencia uma empresa de comida para cachorros.

Liz conheceu Mike quando tinha 16 anos e se casou algum tempo depois. Quando os dois se mudaram para uma casa com meio acre de terra, ela decidiu começar um canil.

Outro de seus projetos também envolvia animais: o BedforBullies resgata cães da raça Bull terrier com problemas comportamentais ou de saúde e que, portanto, não seriam acolhidos por outras instituições. Hoje, são 30 animais sob seus cuidados, muitos deles com necessidades especiais.

Ironicamente, apesar de oferecer um teto para tantos peludos, Liz está prestes a ficar sem ter onde viver. A casa em que vive e gerencia tanto seu negócio quanto o abrigo para cães é alugada e o proprietário solicitou que o imóvel seja devolvido dentro de um ano.

Como o BedforBullies é mantido unicamente com doações, segundo o SWNS, Liz está com dificuldades para encontrar um novo lugar para viver, mas não se arrepende de suas escolhas. “Eu escolhi fazer isso, é o que eu amo“, disse em entrevista.

Fotos: Liz Haslam /fonte:via