Ele captou imagens fantásticas da Via Láctea nos pontos mais isolados da Finlândia

O céu muitas vezes nos traz visões tão belas que merecem ser registradas para sempre. Mas na maioria das vezes a imagem fica ruim e nós, fotógrafos amadores, precisamos nos contentas com a memória de uma bela noite estrelada. Ainda bem que há profissionais como Oscar Keserci para nos brindar com incríveis imagens.

I finlandês tem se dedicado a fotografas estrelas há quase quatro anos, viajando por horas para chegar aos pontos que permitem a visão desejada. Se antes sair por aí sozinho durante a escuridão da noite era um desfio, hoje é um de seus maiores prazeres.

Autodidata, Oscar, que nasceu na Finlândia, mas foi criado na Grécia, diz estar sempre em busca de novas ideias e técnicas para aprimorar suas fotografias. Depois das sessões, ele costuma dormir no próprio carro, em meio à imensidão e sob as estrelas.

No Instagram, Oscar também publica imagens de outras maravilhas da natureza que ele encontra rotineiramente na Finlândia.

Todas as fotos © Oscar Keserci /fonte:via

Anúncios

O olhar aéreo e dramático do fotógrafo Tobias Hägg

Um mesmo lugar pode ter diferentes perspectivas, dependendo do ângulo ou da posição que o enxergamos e, neste sentido apenas a fotografia aérea nos permite observar uma paisagem do ponto de vista dos pássaros. Uma casa vista do chão é completamente diferente de quando vista do céu e, observar as fotografias do fotógrafo e cineasta sueco Tobias Hägg, nos faz refletir o quão pequenos somos frente a esse imenso mundão.

Em entrevista para o site Fubiz, o artista revelou que sempre foi um espírito criativo, o que o fez se interessar pelo cinema e pela fotografia, desde sua infância. Aos 14 anos já realizava curtas metragens e começava a criar efeitos visuais em seus filmes. Com o tempo outros interesses foram surgindo, como o jornalismo e a literatura e foi a união de tudo isso que ajudou a construir a sua arte.

O fascínio pelas fotos aéreas começou a surgir quando ele estreou no mundo do cinema, período em que se encantava facilmente pelas fotografias tiradas dos sets hollywoodianos. Queria fazer o mesmo, mas ainda não sabia como. A resposta surgiu quando finalmente surgiram os drones!

Com a ajuda da tecnologia, ele busca inspiração em filmes, músicas, livros e momentos do cotidiano, que os instiga a buscar a paisagem perfeita para fazer essas fotografias incríveis!

Fotos: Tobias Hägg /fonte:via

18 imagens que são candidatas ao prêmio de Melhor Fotografia Astronômica de 2018

Imagens do sol expelindo plumas de plasma no espaço, auroras deslumbrantes capturadas em vídeo e closes excepcionais da lua estão competindo para vencer o prêmio de melhor fotografia astronômica do ano.

As tomadas hipnotizantes pré-selecionadas pelos juízes do Royal Observatory Greenwich impressionam mostrando a beleza do universo. O vencedor do concurso receberá um prêmio em dinheiro de 10 mil libras ($ 13 mil dólares) e os vencedores de todas as outras categorias, incluindo o Fotógrafo de Astronomia Jovem do Ano, receberão £ 1.500 ($ 1.900) em dinheiro.

Confira as imagens:

fonte:via

Fotógrafa registra a beleza impressionante das paisagens naturais

A mãe natureza nos oferece os mais belos shows! A fotógrafa britânica Rachael Talibart imortaliza paisagens selvagens e ásperas com as mais impressionantes cores e texturas naturais. O gelo hipnotizante, o mar revolto, o céu incrível, o reflexo da água ou a areia da praia voando; a artista visual capta com humilde simplicidade a arte e a poesia criadas pelos elementos naturais. Trabalhos que exigem respeito e contemplação da beleza do nosso meio ambiente.

Confira seu trabalho:

Fotos: Rachael Talibart/fonte:via

Guia estelar: 3 fenômenos da astronomia para você apreciar no mês de maio

Se você é do tipo que está sempre a olhar para cima, procurando os mais incríveis eventos astronômicos que o céu nos reserva, o mês de maio terá algumas atrações para nossos olhos – pode reservar seu binóculo ou telescópio e preparar a pipoca para se deleitar. Todos os eventos aqui citados são melhor observados longe das luzes intensas dos grandes centros urbanos.

1. Para começar, chuva de meteoros

No início do mês, entre os dias 4 e 6 de maio, duas chuvas de meteoros das Eta Aquáridas acontecerão por conta de um encontro anual que a Terra tem sempre marcado: com o cometa Halley. As chuvas se darão pelo rastro da passagem do cometa e, ainda que a Lua em 2018 provavelmente esconderá boa parte do espetáculo, será possível, após a meia-noite, no leste, ainda assistir a poeira do Halley passar.

2. Júpiter brilhando muito

No dia 9 de maio, Júpiter estará em exata oposição ao sol, quando visto da Terra – e assim o planeta gigante atingirá seu máximo brilho. O fenômeno poderá ser visto a noite inteira. Já no dia 21, a estrela do show será a Lua, em quarto crescente, posicionada entre a estrela Regulus e Algieba, um sistema binário.

3. A vez de Saturno

No fim do mês, no dia 31, a lua estará em conjunção com Saturno e seu anéis. Ambos estarão visíveis na constelação de Sagitário, com a beleza que é peculiar ao planeta. Atrações, portanto, não faltarão em maio – tudo isso, gratuitamente em exibição em uma tela gigante de imbatível definição: o céu acima de nós.

© fotos: divulgação/fonte:via