As vencedoras do Concurso de Fotos Subaquáticas 2018 vão te deixar sem fôlego

Desde 2015, uma organização britânica promove o Concurso de Fotografias Subaquáticas do Ano, com o objetivo de reunir as melhores imagens tiradas sob a água e mostrar como a vida subaquática é bela e curiosa.

Todas as fotos, é claro, deveriam ser tiradas sob a água, mas imagens com parte da composição fora do nível subaquático também eram permitidas. Fotógrafos de 63 países enviaram mais de 5 mil fotografias para participar das 11 categorias da competição.

Apesar de não restringir edições posteriores ao clique, a organização deixou claro que se trata de um prêmio de fotografia, não de Photoshop, e que as imagens deveriam representar a realidade.

Confira as fotos vencedoras:

Fotografia do Ano: Tobias Friedrich (Alemanha)

Fotografia Britânica do Ano: Grant Thomas (Reino Unido)

Fotógrafo Revelação do Ano: Man BD (Malásia)

Fotógrafo Britânico Revelação do Ano: Tony Stephenson (Reino Unido)

Grande Angular: Greg Lecoeur (França)

Macro: Shane Gross (Canadá)

Comportamento: Filippo Borghi (Itália)

Retrato: Tanya Houppermans (EUA)

Preto & Branco: Borut Furlan (Eslovênia)

Câmera Compacta: Simone Matucci (Nova Zelândia)

Macro em Águas Britânicas: Henley Spiers (Reino Unido)

Câmera Compacta em Águas Britânicas: Vicky Paynter (Reino Unido)

fonte:via

 

Anúncios

10 imagens incríveis clicadas por viajantes em concurso da National Geographic

Uma das mais importantes revistas de ciência e cultura do mundo (e também uma instituição de pesquisa), a National Geographic também contempla com importância essencial a fotografia como parte de seu universo. Assim, anualmente diversos concursos fotográfico são realizados pela National Geographic, reunindo alguns dos mais importantes e interessantes trabalhos da área em diversos temas e categorias – e as fotos concorrentes da versão 2018 do Concurso de Fotos de Viagem são espetaculares.

De crocodilos na Costa Rica a cavalos selvagens na Islândia – passando por jovens jogando altinha na praia de Ipanema até estádios cobertos de nuvem no Qatar – o concurso reúne as mais incríveis imagens de fotógrafos viajantes em três categorias: Natureza, Cidade, Pessoas e ainda Voto Popular – a ser selecionada no site da National Geographic.

Os primeiros colocados em cada categoria receberão mais de 3 mil libras (cerca de 15 mil reais), enquanto a foto selecionada como grande campeã do concurso receberá cerca de 7,500 libras – mais de 37 mil reais.

© fotos: National Geographic/Créditos/fonte:via

As melhores fotografias de natureza da ‘National Geographic’ em 2017

Poucos temas são tão fascinantes e oferecem tantas imagens espetaculares para o trabalho de um fotógrafo quanto a natureza. Há mais de 100 anos a revista National Geographic, entre reportagens e artigos sobre ciência, história, geografia, história e cultural, ilustra suas páginas com as mais espetaculares imagens de animais, paisagens e a natureza de modo geral. Natural, portanto, que anualmente a revista realize o Natural Geographic’s Nature Photographer of the Year Contest, um concurso de fotografias da natureza – e os vencedores de 2017 foram finalmente anunciados.

O prêmio é dividido em quatro categorias: vida selvagem, paisagens, aérea e debaixo d’água. O vencedor em cada categoria recebe um prêmio no valor de 2,5 mil dólares. A partir dessa seleção, um grande vencedor é escolhido dentro os quatro vencedores segmentados. A fotógrafo por trás da foto campeã ganha mais 7,5 mil dólares e ainda a imagem publicada na revista e no instagram da National Geographic.

A imagem selecionada como grande vencedora do concurso geral foi a foto intitulada “Cara a cara em um rio no Borneo”, de Jayaprakash Joghee Bojan, fotógrafo de Singapura. Nela, vemos um expressivo, temeroso e concentrado orangotango cruzando um rio. A foto foi tirada com o fotógrafo também imerso, em um momento de rara felicidade – e a história por trás da foto explica não só a beleza e força da imagem como a própria expressão do animal.


“Cara a cara em um rio no Borneo”, de Jayaprakash Joghee Bojan – 1º lugar (Vida Selvagem) – 1º lugar geral

“Enquanto procurava por orangotangos selvagens na Indonésia, vi essa incrível imagem de um imenso orangotango macho atravessando um rio, apesar do fato de haverem crocodilos na água. O cultivo de palmeiras acabou com seu habitat, e no limite, essas criaturas inteligentes aprendem a se adaptar – e essa é a prova, considerando que orangotangos odeiam água e nunca se aventuram em um rio”, afirmou o fotógrafo vencedor.

“Ás vezes você fica cego quando coisas assim acontecem”, ele disse. “Você está tão ligado que nem sabe o que está acontecendo. Não sente dor, não sente os mosquitos te picando, não sente frio, pois sua cabeça está completamente perdida no que está acontecendo à sua frente”.


“Amor de mãe”, de Alejandro Prieto – 2º lugar (Vida selvagem)


“Lutadores brancos”, de Bence Mate – 3º lugar (Vida selvagem)


“Manutenção macaca”, de Lance McMillan – Menção honrosa (Vida selvagem)


“Grande coruja cinza”, de Harry Collins – Escolha popular (Vida Selvagem)


“Anêmona florescente”, de Jim Obester – 1º lugar (Debaixo d’água)


“Na sua cara”, de Shane Gross – 2º lugar (Debaixo d’água)


“Peixe voador em movimento”, de Michael O’Neill – 3º lugar (Debaixo d’água)


“Predadores em uma bola de iscas”, de Jennifer O’Neil – Menção honrosa (Debaixo d’água)


“Deriva”, de Matthew Smith – Escolha popular (Debaixo d’água)


“Cachoeira de fogo”, de Karim Iliya – 1º lugar (Paisagem)


“Grande Canyon Dushanzi”, de Yuhan Liao – 2º lugar (Paisagem)


“Iluminado”, de Mike Olbinski – 3º lugar (Paisagem)


“Frio e nebuloso”, de Gheorghe Popa – Menção honrosa (Paisagem)


“Kalsoy”, de Wojciech Kruczynski – Escolha popular (Paisagem)


“Piscina de pedra”, de Todd Kennedy – 1º lugar (Aérea)


“Do alto”, de Takahiro Bessho – 2º lugar (Aérea)


“Pingo”, de Greg C. – 3º lugar (Aérea)


“Vida depois da vida”, de Agathe Bernard – Menção honrosa (Aérea)


“Canyon vagueado”, de David Swindler – Escolha popular (Aérea)

 

© fotos: National Geographic

Concurso elege as melhores fotos de ‘Destino de Casamento’ e é impossível ficar indiferente a tanto amor

Após milhares de imagens inscritas, apenas 50 foram selecionadas, e nós imaginamos o quão difícil foi para os jurados, já que é uma foto mais incrível que a outra. Entre os destinos, há desde a Itália, África e Tailândia até Nova Zelândia, Índia e Brasil.

Já com relação aos cenários, há desde os mais simples, como uma praia, por exemplo, até os mais ousados, como uma foto onde um casal posou para as lentes do fotógrafo praticamente a beira de um precipício.

“Procuramos por imagens que deixem o público sem fôlego, ou ainda imagens que sejam inteligentes, mas que também sejam sinceras e emocionem à primeira vista”, explicou um dos juízes. E o resultado não é nada menos do que fotos que nos fazem realmente suspirar. Confira algumas abaixo, e para ver mais acesse o site do concurso.

Dolomites Mountain Range, Itália

© Nico & Vinx Ferrara of The Ferros

 

 

Milão, Itália

© Aisha Khan of Ama Photography & Cinema

 

 

Auckland, Nova Zelândia

© Asher King

 

 

Utah, Estados Unidos

© Gabi Fox of The Foxes Photography

 

 

Goa, Índia

© Lukas Piatek

 

 

Califórnia, Estados Unidos

© Garrett Burk of Jonnie + Garrett Wedding Photographers

 

 

Joanesburgo, África do Sul

© Katy Weaver

 

 

Califórnia, Estados Unidos

© Gabe McClintock

 

 

Havana, Cuba

© Pol Sena of Sweetpapermedia

 

 

Quiraing Isle of Skye, Escócia

© Keegan Cronin of Keegan Cronin Photography

 

 

Aurland, Noruega

© Melanie Ng of Assemblage Photography

 

 

Seljalandfoss Waterfall, Islândia

© Jane Iskra of ISKRA Photography

 

 

Minnesota, Estados Unidos

© Matt Lien

 

 

Aoraki Mount Cook National Park, Nova Zelândia

© Ben and Sirjana Singh of Tinted Photography

 

 

Alberta, Canadá

© Carey Nash of Carey Nash Photography

 

 

Pará, Brasil

© Nathan Thrall of Thrall Photography

Imagens © Junebug/fonte:via

Site oferece bolsa para fotógrafos emergentes captarem a vida em Myanmar

Viajar por lugares incríveis para conhecer e registrar as belezas naturais e a diversidade cultural do nosso planeta é uma ideia para lá de sedutora. Não é à toa que muita gente sonhe em se tornar fotógrafo de viagens para fazer de conhecer o mundo profissão. E um site está oferecendo uma bolsa para ajudar um iniciante de talento a dar mais alguns passos.

Desde 2006, o site World Nomads promove um concurso anual para levar um fotógrafo amador que deseja se aprimorar para algum lugar bonito do mundo com tudo pago e na companhia de um profissional para dar dicas valiosas e práticas que ajudem o iniciante a atingir um novo nível. E a bola da vez é Myanmar, país do sudeste asiático também conhecido como Birmânia.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas até o dia 3 de outubro. O vencedor será anunciado no dia 26 do mesmo mês, e a viagem está programada para começar no dia 06 e terminar em 17 de abril de 2018. Para se inscrever, é preciso enviar uma história fotográfica contada em até 5 imagens, escrever um texto de até 1500 caracteres para se apresentar e dizer por que você deve ser escolhido e preencher um formulário com os dados pessoais.

Falar inglês se torna um requisito importante, afinal, será preciso se comunicar com os moradores de Mianmar e com Richard l’Anson, fotógrafo profissional que já clicou em 85 países e será o tutor dessa edição do concurso. O prêmio inclui ainda passagens aéreas de ida e volta, roupas e equipamentos para se aventurar pelo país asiático e um seguro de viagem oferecido pelo World Nomads.

Quer saber mais e se inscrever? Acesse a página do concurso!/fonte:via

Maior concurso de fotografia do mundo anuncia fotos finalistas – e vale a pena conhecê-las

A maior competição de fotografias do mundo chegou enfim aos seus finalistas de 2017 e, depois da inscrição de 88 mil fotógrafos com cerca de 590 mil fotos para o EyeEm Photography Awards, os juízes enfim conseguiram reduzir esse impressionante número a 100 imagens concorrendo pelo prêmio maior.

As inscrições aconteceram de maio a junho, e se dividiram nas categorias O Fotojornalista, O Retratista, O Arquiteto, Ao Ar Livre e O Fotógrafo De Rua. Alguns dos finalistas podem ser vistos aqui, e a lista completa está no site da premiação.

Finalistas – O Fotógrafo de Rua

© Angkul

© Mubariz Khan

© Maciej Dakowicz

© Jatuporn Pateepaparnee

Os juízes que formam o comitê julgador do EyeEm são oriundos da National Geographic, Refinery29, BBC e outras instituições, e agora terão até setembro para selecionar os grandes vencedores em cada categoria, além de um grande vencedor.

Finalistas – O Fotojornalista

© Slawomir Olzacki

© Ritesh Shukla

© MD Emamul Kabir

© inus Guardian Escandor II

© Daren Mauree

Os vencedores de categorias serão publicados na revista do festival e participarão de uma exibição em Berlim, além de ganharem um smartphone novo.

Finalistas – O Retratista

© Uta Lauterbach

© Joanna Coates

© Adeolu Osibodu

© Gilberto Gennero

O grande vencedor, no entanto, irá até Berlim para a cerimônia do festival, em 16 de setembro, e ainda levará uma mentoria por um grande fotógrafo e um equipamento de fotografia de primeira linha.

Finalistas – O Arquiteto

© Niko S.

© Jeremy Cheung

© Ezequiel Ferreira

© Claudia Solano

O concurso reúne fotógrafos em começo de carreira do mundo todo, e seu objetivo é justamente reunir esses talentos emergentes. O futuro da fotografia é o que o prêmio procura – e, divido em tais abrangentes categorias, como um dos principais veículos de registro e documentação, no futuro da fotografia está também nosso presente e o tempo por vir da própria humanidade.

Finalistas – Ao Ar Livre

© Michael Moeller

© Marc Leppin

© Justin Edward Okoye

© Anthony Castro © EyeEm/fonte:via

As melhores fotos tiradas com drones em 2017 foram anunciadas e são de tirar o fôlego

Se os avanços tecnológicos são capazes de ampliar as perspectivas para a vida como um todo, algumas dessas criações são capazes de literalmente oferecer um novo ponto de vista para se ver as coisas. A chegada dos drones, por exemplo, revolucionou as possibilidades da fotografia justamente por isso – com facilidade é hoje possível registrar imagens de perspectivas anteriormente praticamente impossíveis. Com isso, naturalmente que premiações para fotografias aéreas também passaram a surgir. E a mais prestigiada dessas premiações, a Dronestagram, anunciou recentemente os vencedores de seu 4o Concurso Internacional de Fotografias com Drone.

Criatividade e qualidade da imagem são os dois critérios mais objetivos para avaliar os vencedores. Quem decidiu foi um painel de especialistas, incluindo pessoas ligadas à revista National Geographic que, dentre os milhares de inscritos no concurso em 2017, chegou às imagens abaixo como as melhores fotos tiradas com drones no ano.

O prêmio se divide entre as categorias Natureza, Urbano e Pessoas – e as fotos aqui dispostas foram as selecionadas e premiadas.

© fotos: divulgação/fonte:via