Este homem quer transformar um navio de cruzeiro em lar para sem-teto

Apenas no Brasil, 33 milhões de pessoas não têm onde morar. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) revela que entre 2016 e 2017, subiu em 1,4% o número de invasões no país.

Nos Estados Unidos e Europa o cenário não é diferente e acaba se agravando pela postura anti-imigratória de governantes como Donald Trump, que insistem na aplicação de medidas discriminatórias para evitar o desembarque de famílias em situação de vulnerabilidade social.

No caminho contrário, Kenneth Capron está determinado em pensar métodos eficazes para auxiliar a vida dos sem-teto. Durante fala no conselho da cidade de Portland, nos Estados Unidos, o rapaz revelou a existência de um projeto que pretende transformar em lar um navio de cruzeiro abandonado.

“Estamos de olho nas pessoas sem-teto, com baixo poder aquisitivo e imigrantes que precisam de uma casa. Eles necessitam de oportunidades de emprego e treinamento. Por isso, pretendemos oferecer tudo isso dentro do navio”, ressaltou.

Assim que conseguiu permissão de representantes da prefeitura do município, Capron viabilizou a injeção de 250 mil dólares feita pela Fundação Robert Wood para estimular os estudos que transformarão o navio em casa.

Por hora, o navio de cruzeiro não é visto como uma solução definitiva, entretanto seu valor se dá pelo fato de poder proporcionar abrigo para os que precisam com urgência. Portland registra um déficit habitacional de 1 mil unidades e o navio pode oferecer pelo menos 800 apartamentos e serviços de apoio social.

“Não sei se esta é a ideia mais louca ou mais brilhante que já ouvi. Porém, o que mais me atrai é o aspecto criativo para conseguir uma saída para este problema crônico”.

Foto: Reprodução/fonte:via

Partiu? Cruzeiro mais longo do mundo dura 8 meses e passa por 59 países

Tirar um ano sabático, largar tudo e viajar ao redor de todo mundo é algo que todo mundo deveria fazer ao menos uma vez na vida, mas que praticamente ninguém consegue ou pode. Considerado o mais longo cruzeiro realizado no mundo, o Viking Sun é um navio norueguês de luxo, que justamente produz e realiza para você essa viagem: encorando em 113 portos diferentes em 59 países ao longo de 245 dias, basta subir a bordo do cruzeiro para justamente realizar esse sonho.

O cruzeiro sai de Greenwich, na Inglaterra, em agosto, e só volta ao porto original em maio do ano que vem. Os destinos são diversos, começando pela Irlanda e Noruega, e indo até a Groelândia e a Antártica. Estão incluídas também passagem pelo canal de Suez até o Mediterrâneo, Espanha, Portugal, e muito mais.

É claro que um pequeno detalhe separa esse sonho da realidade: a passagem para o Viking Sun custa nada menos que 67 mil libras, ou 322 mil reais. O preço, ao menos, inclui passagem área executiva para Londres e todas as refeições, que podem ser selecionadas de 8 diferentes restaurantes dentro do navio, além de experiências exclusivas em cada local aportado.

O navio também oferece tudo que se espera de um cruzeiro de luxo, como piscinas, cassinos e spas – e, naturalmente, com um publico seleto: somente 930 passageiros.

A próxima viagem será a terceira volta ao mundo do navio, que se diz perfeito para pensadores, músicos, pesquisadores e para quem precisa de tempo e relaxamento.

© fotos: divulgação/fonte:via