Depois de passar 70 anos em cativeiro, elefante goza liberdade na Índia

Foram necessários 70 anos para um elefante do sexo feminino sentir o significado da palavra liberdade.

Gajraj vai se tornar a primeira paciente do novo hospital de elefantes, inaugurado pela ONG Wildlife SOS, que fica na Índia. As informações são do Razões para Acreditar.

Durante meio século, o animal serviu como atração turística. Mesmo idoso, o mamífero passou grande parte da vida acorrentado e quem pagasse podia passear montada nas suas costas.

A liberdade cantou!

Por isso, Gajraj recebe tratamento intensivo para tratar de feridas nas patas. Ao contrário de anos atrás, ela vive agora em um espaço de 3 mil metros quadrados e tem uma ambulância à disposição em caso de emergência.

A ONG Wildlife SOS pretende resgatar outros elefantes em um futuro próximo. A ideia é que eles sejam enviados para um santuário que ofereça condições devidas para a vida dos elefantes, vistos como criaturas sagradas na Índia.

fonte:via

O vídeo do elefante fumante que está intrigando pesquisadores

Ao longo dos anos já se viu de tudo neste mundo, agora registros em vídeo de um elefante ‘fumante’ tem grandes condições de ser principal novidade dos últimos tempos.

O resultado de filmagens realizadas pela ONG Wildlife Conservation Society (WCS) na Índia, mostram um elefante indiano consumindo cinzas de carvão e baforando nuvens de fumaça como se fosse um fumante. Obviamente, o fato deixou pesquisadores intrigados, abrindo espaço para especulações sobre os efeitos medicinais ou se o comportamento não passa de uma brincadeira.

No vídeo, o elefante aparece bastante relaxado, enquanto usa a tromba para com o auxílio da boca, tragar e na sequência baforar as cinzas. Criando uma nuvem de fumaça que vale por uns 50 fumantes juntos. Mas, ao contrário dos tabagistas convictos, suspeita-se que o animal ingere o carvão de madeira para fins medicinais. Isso porque o carvão possui propriedades contra toxinas e os restos de madeira queimada servem como laxantes.

Se confirmado, o fato pode ser considerado raro, já que na literatura científica existe apenas um relato de consumo de carvão entre animais irracionais. Trata-se do macaco colobus-vermelho-de-Kirk, habitante de uma ilha do arquipélago de Zanzibar, conhecido por ingerir carvão para combater toxinas geradas por alimentos como a manga.   

 

Foto: Reprodução/Vinay Kumar/fonte:via

Esta família de elefantes celebrando o resgate de um filhote é a coisa mais adorável

Os elefantes são animais sociáveis e bastante conectados às suas famílias. Uma destas famílias, entretanto, passou por maus bocados quando um elefantinho ficou preso em uma vala, próximo à aldeia de Thattekad, na Índia.

Durante a noite, os moradores da região ouviram os elefantes se comunicando – provavelmente, a família tentava libertar o animal que havia ficado preso. Como o elefantinho continuava no mesmo lugar ao amanhecer, os oficiais da floresta resolveram ajudar no resgate.

Com a ajuda de uma escavadeira, foram removidas algumas áreas de terra ao redor do bichano, criando espaço para que ele pudesse sair sozinho de sua condição. A atitude foi acompanhada por diversas pessoas, que torciam para que o animal pudesse se reunir logo com sua família. De acordo com a descrição de um vídeo que retrata o resgate no Youtube (veja abaixo), o local fica próximo a uma floresta e os elefantes costumam passar por ali com frequência.

Felizmente, tudo correu bem durante o resgate e a atitude de um dos elefantes, que acreditam ser a mãe do filhote resgatado, chamou a atenção de todos. Em um gesto, ela levanta a tromba como se estivesse acenando para os oficiais em agradecimento.

Espia só:

Fotos: Reprodução Youtube/fonte:via