Você pode visitar as incríveis fazendas de orgânico nas coberturas das lojas de departamento em Paris

Hypeness

Toda cidade do mundo guarda segredos que um turista desavisado seria incapaz de desvendar sozinho. Quando você poderia imaginar que na cobertura de uma das lojas mais icônicas de Paris – a Galeria Lafayette, existe uma fazenda de permacultura de 1200 metros quadrados, com plantações de tomates, morangos, ervas e flores comestíveis?

Hypeness

O passeio ainda não faz parte da rota tradicional procurada por turistas do mundo inteiro que estão visitando a cidade luz, muito menos pelos próprios franceses, mas é possível conhecer estes paraísos e ainda fazer uma degustação depois! Tudo que é produzido lá é 100% orgânico, graças a uma parceria que a loja fez com a startup Sous les Fraises (debaixo dos morangos), especializada em produzir comida orgânica em áreas urbanas.

Hypeness

Hypeness

Mais de 6 toneladas de tomate já foram colhidos nesta incrível fazenda nas alturas e, 18 mil garrafas de cerveja foram produzidas a partir do lúpulo, que também faz parte do projeto. Muitos chefs parisienses vão diariamente colher produtos frescos que irão cozinhar no dia e, estes são escolhidos a dedo pela startup, que chega a recusar quem vai apenas uma vez.

Porém, a conhecida Galeria Lafayette não é a única loja que oferece sua cobertura para fazer uma horta urbana. A BHV Marais também possui uma fazenda de 400 metros, desenvolvida pela mesma startup, que a partir de parcerias entre empresas privadas e o governo, pretende construir mais de 100 hectares de fazendas como estas, até 2020.

Hypeness

Hypeness

Agricultores do país inteiro trabalham 12 meses ao ano para que as pessoas possam ter acesso à alimentação saudável e orgânica, mesmo morando nas grandes metrópoles. Um projeto incrível que deveria ser implementado no mundo inteiro!

Hypeness

Hypeness

 fonte:via

Anúncios

Egito vai inaugurar em breve a maior fazenda de energia solar do mundo

Apesar de ser um produtor de combustível fóssil, e de historicamente depender quase que totalmente de tais fontes poluentes de energia, o Egito decidiu recentemente por uma guinada radical em tal preocupante realidade. Diante da confirmação de que sua capital, Cairo, é a segunda cidade grande mais poluída do mundo, o governo egípcio começou recentemente a construção da maior fazenda de energia solar do mundo. A ideia é que o Benban Complex possa alimentar centenas de milhares de residências e locais comerciais.

Localizado a 400 quilômetros de Cairo, o projeto custará 2,8 bilhões de dólares como parte de uma medida ainda maior por parte do governo do país, de migrar pelo menos 42% do consumo de energia do Egito para fontes renováveis. As 30 usinas solares do Benban Complex serão operadas por cerca de 4 mil trabalhadores, e será capaz de gerar até 1,8 gigawatts de eletricidade.

O presidente egípcio Abdel Fattah Sisi vem trabalhando para mudar a poluente realidade do país, que consome atualmente quase 90% de sua energia de combustíveis fósseis. Para isso, o governo vem incentivando outros projetos, como fazendas de energia eólica, e se valendo da ajuda de outros países para treinar profissionais e desenvolver o ensino de energia solar e eólica em escolas técnicas. Se o glorioso passado egípcio é ainda hoje admirado em espanto pelo mundo, quem sabe em tal campo seu presente também não venha a se tornar em breve também uma realidade a se admirar.

© fotos: repdorução/fonte:via

China constrói a fazenda solar mais fofa do mundo com o desenho de um panda gigante

A energia renovável acabou de receber uma injeção de fofura graças à Panda Power Plant, uma nova fazenda solar instalada na província de Shanxi, na China. A fazenda mais fora do convencional do mundo tem a forma de um panda e terá capacidade de 100 mw quando estiver completamente terminada.

panda-green-energy-china-1

A iniciativa da Panda Green Energy, em cooperação com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, faz parte de um impulso para educar os jovens chineses sobre energia sustentável. Consequentemente, um centro de atividades na fazenda solar orientará educadores locais sobre energia solar e seus benefícios. Desde o início da construção em novembro de 2016, o projeto progrediu rapidamente e a primeira fase está completa, com um panda de 50 mw conectado à rede.

Para obter a forma dessas criaturas peludas, a Panda Green Energy usou células solares de silicone monocristalino para as porções pretas e células solares de película fina para a face e a barriga brancas e cinzentas. Além de ser uma atitude muito fofa, a empresa deu um grande passo em mover a China em busca de soluções verdes em relação ao uso racional de energia.

panda-green-energy-china-2

A usina Panda de 100 mw fornecerá 3,2 bilhões de kWh de eletricidade verde em 25 anos, o equivalente a economizar 1,056 milhões de toneladas de carvão ou a reduzir 2,74 milhões de toneladas de emissões de dióxido de carbono.

Esta primeira usina Panda é apenas o começo. A Panda Green Energy revelou que pretende construir mais fazendas solares nos próximos 5 anos como parte do programa Panda 100. O objetivo é construir as áreas de Belt e Road que fazem parte da estratégia de desenvolvimento econômico do presidente Xi Jinping.

Todas as imagens: Reprodução/fonte:via