Gatos siberianos tomaram essa fazenda e é absolutamente majestoso

Esqueça aquela sua vizinha que tem quatro gatos e você acha muito; a fazendeira russa Alla Lebedeva transformou sua propriedade em um verdadeiro paraíso felino.As fotos de seus maravilhosos gatos siberianos tornaram-se virais na internet, mas muitas vezes não são creditadas ou, pior ainda, os animais são confundidos com gatos noruegueses da floresta.Embora sejam de fato parecidos, esses gatos na verdade pertencem a espécies separadas.

Um milhão deles

A fazenda fica em Prigorodny, na Sibéria.

Alla e seu marido, Sergey, criam gatos há mais de uma década. “Quantos temos agora? Para essa pergunta, eu costumo responder ‘um milhão, talvez mais’”, ela disse ao portal DesignYouTrust.De acordo com a fazendeira, os animais passam a maior parte do tempo no galinheiro, onde dormem, caçam ratos e protegem as galinhas e os coelhos.

#koshlandia

Confira algumas das fotografias dessa “Koshlandia”, a mais fofa Terra dos Gatos que você já viu, e siga Alla Lebedeva no Twitter e no YouTube

fonte:[via] [BoredPanda]

Anúncios

Primeiro, um. Depois todos! Família de veados ‘invade’ loja nos EUA

Uma pequena loja de presentes em Fort Collins, Colorado, Estados Unidos, obteve alguns clientes bastante inesperados nesta temporada de festas. Umas das funcionárias, Lori Jones, estava trabalhando em seu turno diário no estabelecimento, quando casualmente um cervo entrou como se estivesse em uma missão para escolher alguns presentes para sua família.

“Foi hilário”, Lori disse ao The Dodo. “Ela estava olhando os óculos de sol e as batatas fritas. Eu morri de ri”, contou.

Tendo examinado os produtos em oferta, a corça foi atraída para fora por Lori que usou algo saboroso conquistá-la. Mas isso não era o fim da visita. Cerca de 30 minutos depois, ela decide voltar, mas desta vez com toda a família.

Muito bem-educados as crianças esperaram pacientemente. “Eles estavam apenas olhando na entrada como,” Podemos entrar também? “Eu disse: Não! Foi tão engraçado.”

Eventualmente, Lori conseguiu atrair a família curiosa para longe de sua loja, mas não antes de tirar fotos incríveis com seu telefone. Embora haja muita vida selvagem ao redor desta bela área como leões da montanha, ovelhas, cervos e guaxinins, entre outros, este foi um encontro excepcionalmente raro de uma família linda.

 

Imagens: Reprodução/fonte:via

Esta é Quimera, a gatinha ‘duas caras’ mais fofa da internet

Chamar uma pessoa de ‘duas caras’ não é exatamente um elogio, mas, quando se trata de felinos, pode ser algo digno de admiração. Pelo menos é o que acontece com os gatos quimera, que têm diferentes características em cada lado do corpo.

O nome é inspirado nas Quimeras, figuras mitológicas da Grécia com aparência híbrida entre dois ou mais animais – uma das mais famosas tem cabeça de leão, corpo de cabra e cauda de serpente.

Uma gatinha com essa característica, batizada justamente de Quimera, tem feito sucesso no Instagram por sua beleza mais que especial.

De um lado, pelos beges e olho acobreado, do outro, pelos pretos e olho azul. Do pescoço para baixo, o padrão de cor dos pelos se inverte.

Quimera é um animal perfeitamente saudável, como praticamente todos com essa característica – e que nem são tão raros assim. Segundo os biólogos, animais quimeras ficam assim porque têm dois tipos de DNA, algo causado por conta da fusão de embriões.

Diferentes populações de células com diferentes características fenotípicas mantêm suas estruturas, resultando em um animal com os traços que já tinham começado a se desenvolver nos embriões separadamente. Esse tipo de fusão também pode acontecer em humanos – se for antes do quatro dia de gestação, há poucas mutações visíveis, mas, se for depois, produz gêmeos siameses.

Siga a Quimera no Instagram para ver mais!

Imagens: Reprodução/Instagram/fonte:via

Conheça Lulu, a cachorra que foi ‘demitida’ por falta de vontade de trabalhar na CIA

Sabe aquela história de não se sentir bem com a carreira que parece ser seu destino profissional? Uma filhote de labrador passou por isso nos Estados Unidos, mas, graças à atenção de seus treinadores, conseguiu encontrar um caminho mais adequado.

A protagonista dessa trama é Lulu, que estava na turma de labradores treinados pela CIA para fazer parte da K9, um grupo de cães especializados em detectar explosivos a partir do faro.

Conforme o treinamento avançava, os tutores dos animais perceberam em Lulu alguns sinais de que ela não estava gostando muito daquelas coisas.

De acordo com a CIA, é normal que os cães tenham dias bons ou ruins no treinamento, mostrando preguiça, tentando simplesmente adivinhar de onde vêm os odores ou mesmo ignorando tudo que se passa ao redor.

Como normalmente esse tipo de comportamento dura um ou dois dias, eles decidiram tentar com Lulu algumas técnicas que funcionam com outros cães desinteressados, como brincar mais, acrescentar novos desafios ou simplesmente descansar.

Não resolveu, e ficou claro para os treinadores que fazer parte da divisão K9 não era mesmo do agrado de Lulu. Quando isso acontece, é comum dispensar os cães do programa, e seus treinadores têm a oportunidade de adotá-los, o que geralmente acontece.

Agora, Lulu está vivendo na casa de um dos treinadores da CIA. Ela já se tornou amiga de Harry, outro labrador preto que vive com a família. Agora, ela passa os dias brincando no quintal, farejando coelhos e esquilos e se divertindo junto das filhas do seu novo tutor.

Fotos: Divulgação/CIA/fonte:via

Esta é Joplin, a cachorrinha que caça tempestades com seu dono fotógrafo

Todo mundo em algum momento já deixou os pensamentos vagarem na direção das nuvens, procurando formas, rostos e mensagens nos céus, ou simplesmente aproveitando as nuvens em passagem para meditar.

A diferença entre a maioria de nós e o fotógrafo americano Mike Mezeul II é que ele nunca deixou de olhar pras nuvens, e fez dessa obsessão sua profissão.

O trabalho de Mezeul faz com que, quando todos estão fugindo de severas tempestades, ele corra na direção delas. Espécie de “caçador de tempestades”, Mezeul registra em fotos o poder da natureza, sua beleza ameaçadora, sua força comovente.

O fotógrafo viaja por todo os EUA registrando tornados e as piores tempestades tendo como companhia sua cachorrinha Joplin.

Suas caça às tempestades começou como um hobbie, um trabalho paralelo ao que então era seu trabalho de fato, com publicidade. Joplin foi adotada estando muito doente, e depois que sobreviveu, tornou-se mascote e sinônimo de sorte e esperança para Mezeul – assim como sua companheira de viagens.

 

Segundo ele, Joplin adora colocar a cabeça para fora da janela e sentir o vento e a chuva. Sua coragem o espanta, pois ele garante que ela jamais sentiu medo – mesmo já tendo enfrentado 13 tornados.

© fotos: Mike Mezeul II/fonte:via

Surpresaaaaa! Fotógrafo é surpreendido por 8 linces em sua varanda

Acordar por conta de um barulho vindo do lado de fora de casa e se deparar com alguns invasores no meio de sua varanda, pode não ser a surpresa mais agradável do mundo. A não ser se acontecer o mesmo que houve com Tim Newton, um fotógrafo profissional do estado do Alaska.

Quando acordou com barulhos vindos da varanda de casa, ele deu de cara com uma família de linces brincando nos móveis do quintal e então fez o que qualquer fotógrafo faria no lugar dele: correu para pegar suas câmeras.

Mamãe lince e seus sete filhotes! Ela os chamou e eles se enfileiraram bem na frente de onde ela estava (ela estava do lado de dentro da tela contra insetos). A vida selvagem do Alaska é incrível!”, dizia uma postagem feita na página do Facebook do fotógrafo.

De acordo com o post, a brincadeira continuou por cerca de uns 40 minutos e Tim aproveitou para fazer um belo registro da família se divertindo em grupo.

Imagens: Reprodução/Fonte:via

Não há mau humor resista com esta festa do pijama das cabras bebê

Algumas coisas na vida são tão absolutamente maravilhosas que podem ser usadas para muitas finalidades.Por exemplo, alguns habitantes da fazenda Sunflower, que fica em Cumberland, no Maine, Estados Unidos, são antídotos instantâneos para o mau humor.

Dez cabrinhas bebês que vivem no local já são encantadoras normalmente, pois pulam o tempo todo, brincam e dão cabeçadas umas nas outras enquanto fazem o que sabem fazer de melhor: fofurices.

Mas eis que algum gênio teve uma ideia maravilhosa pela qual ele deveria ser homenageado com uma estátua. As 10 lindas cabrinhas foram vestidas com pijamas e filmadas enquanto brincavam adoravelmente.

Atenção para os 2 minutos e 5 segundos! Neste momento um intruso tenta se infiltrar no grupo de cabrinhas e deixa tudo ainda mais fofíneo.

Imagens: Reprodução/Fonte:via