A ‘livraria’ francesa onde você pode, literalmente, passar a noite

Apaixonados por livros que pretendem visitar Paris têm um novo motivo para planejar a viagem: foi inaugurado há pouco tempo na capital francesa uma espécie de quarto de hotel inspirada em clássicas livrarias parisienses.

Chamado, sem surpresas, de La Librarie, o local faz parte de um projeto chamado Paris Boutik, que tem como objetivo transformar antigos pontos comerciais – boutiques – em acomodações temáticas, na tentativa de oferecer experiências únicas e que apresentem uma outra sensação do estilo de vida local.

A Librarie tem 45 metros quadrados, com duas suítes, sala e cozinha, podendo acomodar até quatro pessoas. Mais de 4 mil livros fazem parte do ambiente, cujo projeto teve atenção especial para o isolamento acústico – estando lá dentro é praticamente impossível ouvir ruídos externos.

Já há um apartamento temático de mercearia disponível, e a empresa pretende abrir os próximos três em breve: uma loja de vinhos, uma venda de queijos e um estúdio de moda.

Fotos: Divulgação/fonte:via

Esse cara surpreendeu seus companheiros de viagem com as fotos mais divertidas

Recentemente, o ilustrador britânico James Nathaniel fez uma viagem com uma turma de amigos para o sul da França. Como ele era o único que entendia de photoshop, ficou responsável por dar uma tratada básica nas fotos da galera.

O que ninguém esperava é que James, munido de muito bom-humor, iria transformar seus colegas e até mesmo ele próprio em criaturas pequenas e cabeçudas. “Eu gosto de transformar eu e meus amigos em crianças aumentando nossas cabeças grandes nas fotos”, disse o artista.

O resultado é o álbum de fotos de férias mais inusitado e divertido dos últimos tempos! Confira:

vacation-pictures-big-heads-james-nathaniel-2-598d5f3391624__700

vacation-pictures-big-heads-james-nathaniel-1-598d5f3180990__700

vacation-pictures-big-heads-james-nathaniel-3-598d5f35963b3__700

vacation-pictures-big-heads-james-nathaniel-5-598d5f3a954a4__700

vacation-pictures-big-heads-james-nathaniel-6-598d5f3db67c4__700

vacation-pictures-big-heads-james-nathaniel-7-598d5f408aabc__700

vacation-pictures-big-heads-james-nathaniel-8-598d5f43899d7__700

vacation-pictures-big-heads-james-nathaniel-9-598d5f458bd79__700

vacation-pictures-big-heads-james-nathaniel-10-598d5f47854a5__700

vacation-pictures-big-heads-james-nathaniel-11-598d5f4991b9b__700

vacation-pictures-big-heads-james-nathaniel-12-598d5f4b900f5__700

vacation-pictures-big-heads-james-nathaniel-13-598d5f4e96778__700

Imagens © James Nathaniel /fonte:via

O charme de Paris é tanto que basta um iPhone para qualquer um se apaixonar

Desde que Loic Le Quéré se tornou fotógrafo, há 15 anos, tem acontecido um avanço tecnológico louco, a tal ponto que, quando não sai de casa carregando seus equipamentos profissionais, ele ainda pode exercer seu trabalho fotográfico usando apenas um iPhone.

Claro, a visão profissional faz muita diferença na hora de captar as imagens, mas o aparelho deu conta do recado para que o artista conseguisse retratar a mágica Paris de forma encantadora.

Com um iPhone na mão, o francês registrou as cores, reflexos, cotidiano e pessoas da Cidade Luz.

Confira:

2c372751467051.58ee6d82b66a0 3abe5751467051.58ee6d82b3ec7 7ff27451467051.58ee6d82b4962 28a25f51467051.58ee743285a4d 82ea3151467051.58ee6d82b8e7d 90d51e51467051.58ee6d82b368d 93e48851467051.58ee6d82b395f 256e5f51467051.58ee6d82b7657 941a7451467051.58ee6d82b8bb6 4881a351467051.58ee74328a105 67130c51467051.58ee6d82b6fc7 a0ef4351467051.58ee6d82bae7a ab49d251467051.58ee743286b50 cc00a551467051.58ee6d82b9a82 d5cf3b51467051.58ee6d82b5c3c ed89c751467051.58ee6d82b558b f0160e51467051.58ee6d82b88e5 f262ef51467051.58ee74328b953 vo600
Todas as fotos © Loic Le Quéré

Nojentas bolas de meleca amarela aparecem em praia francesa

Quem frequentou as praias do norte da França nesta última semana se deparou com uma visão estranha. Centenas de pedaços de espuma amarela que parecem ter sido arrancada de um colchão gigante estão espalhadas por quilômetros de areia, de acordo com a Associação Sea-Mer, uma ONG que protege o litoral da poluição.

Autoridades francesas dizem que o material não parece ser perigoso e que amostras foram enviadas para análise no Center for Documentation, Research and Experimentation on Accidental Water Pollution, que deve anunciar os resultados em uma semana.

O presidente da Associação Sea-Mer, Jonathan Hénicart, diz que até que os resultados saiam, é melhor que ninguém encoste no material misterioso. “Ele parece ter vindo de um produto do petróleo. Poderia ser de um produto de poliuretano normalmente usado na construção. O cheiro é de parafina”. Hénicart acrescenta que o material é oleoso.

Uma hipótese é que o material pode ter vindo do óleo quente do exaustor de algum navio, que depois congelou quando se misturou à água gelada do mar.

O Canal da Mancha, onde a meleca foi vista, tem trânsito pesado de navios de carga. Como resultado, coisas estranhas acabam chegando às praias. No último mês de maio, uma substância parecida com cera apareceram nas praias de North Yorkshire, na Inglaterra. Esse material ceroso derreteu no sol e se misturou com a areia e outros poluentes, criando o maior problema para a equipe de limpeza das praias inglesas.Fonte: [via] [Live Science]

 
 

Fotógrafo encontra casa abandonada na França, e se surpreende com o que vê dentro dela

Um fotógrafo holandês, que atende por Vacant Photography, fez imagens espetaculares de uma casa abandonada numa região de campo da França.O artista, que se dedica a fotografia de exploração urbana, não esperava encontrar as cenas interessantes clicadas abaixo quando passou pela construção em decadência.

De acordo com ele, a casa fica em uma localidade um tanto isolada e está à venda, de forma que isso pode explicar porque seu interior se encontra tão intocado no tempo.

fonte  via / Confira: [BoredPanda]

Que tal um passeio de barco por esse canal francês?

canal-du-midi-36

Fora do roteiro turístico mais conhecido da França, o Canal dos Dois Mares é um dos feitos mais notáveis da engenharia civil realizados no século XVII. Ele consiste, na verdade, em dois canais, o du Midi e o de Garonne, que ligam o Mar Mediterrâneo ao Oceano Atlântico.

Sua construção começou em 1667 e foi até 1681, sendo que ele foi criado para servir como rota marítima alternativa ao Estreito de Gibraltar, muito perigoso na época, por conta dos piratas que atacavam diversos navios mercantes, e das intensas tempestades que costumavam atingir o local.

Com o passar dos anos e a modernização do transporte terrestre, o tráfego de embarcações no canal foi diminuindo, e hoje, além de ter virado Patrimônio Mundial da UNESCO, ele é usado para turismo e esportes aquáticos, sendo possível caminhar por toda a extensão do canal, admirando tanto vinhedos como incríveis campos de girassóis.

canal-du-midi-75

canal-du-midi-112

canal-du-midi-36

canal-du-midi-42

canal-du-midi-92

canal-du-midi-52

canal-du-midi-69

canal-du-midi-82

canal-du-midi-102

canal-du-midi-136

canal-du-midi-122

canal-du-midi-142

Imagens © David McKelvey/Marcel Musil/jp.37/Tourisme en Occitanie/tourisme tarn et garonne/Gemma Llorensí Torrent/fonte:via