Vídeo captura o exato momento que tubarão branco se aproxima de mergulhador






Cruzar nos mares com um gigantesco tubarão branco é para a maioria das pessoas possivelmente um dos maiores pesadelos a se imaginar. Para o casal de pesquisadores e conservacionistas Ocean Ramsey e Juan Oliphant, porém, tal encontro foi motivo de celebração – e uma oportunidade para alertar a necessidade de uma legislação que proteja os tubarões brancos no Havaí, onde o mergulho ocorreu.

O encontro foi devidamente registrado em vídeo e fotos por Juan, e o impressionante material rapidamente viralizou na internet. Com mais de 6 metros de tamanho, não se sabe se o tubarão com o qual Ocean nadou lado a lado é o famoso Deep Blue, o maior tubarão branco já registrado, ou outro gigante da espécie.

Segundo Ocean, as fotos e vídeos servem para lembrar que os predadores devem ser protegidos ao invés de temidos.

Diferentemente outros animais marinhos, nos EUA não há uma lei federal que proteja os tubarões, e o preconceito contra o animal – visto erroneamente como um monstro predador que caça seres humanos – o coloca em alto risco.

© fotos: Juan Oliphant/ fonte:via

Tubarão-fantasma que vive em grandes profundidades é registrado em vídeo

 

Ainda há tantas descobertas a serem feitas sobre as criaturas que vivem nas profundezas dos oceanos. Seus canyons subaquáticos cercados por escuridão eterna são o lar de muitas espécies ainda desconhecidas. Mesmo entre as espécies que conhecemos, ainda há muito a ser descoberto sobre seus hábitos e comportamentos.

Uma dessas criaturas é um tubarão que lembra um fantasma, também chamado de quimera. Por ser cartilaginoso, ele é um primo de tubarões e arraias, e faz parte de um grupo antigo de peixes que se separou de seus parentes cartilaginosos há 400 milhões de ano, vivendo isoladamente em profundidades de até 2.600 metros. Apesar de já termos identificado 50 espécies delas, ainda sabemos muito pouco sobre essa espécie.

Agora pesquisadores conseguiram captar pela primeira vez imagens de uma das espécies, a quimera de nariz azul pontudo, a Hydrolagus trolli. A gravação aconteceu por acidente, quando geólogos enviaram uma sonda para investigar as costas da Califórnia e Havaí, a uma distância de 2km dos litorais. Seis indivíduos puderam ser vistos na imagens. Até então, a espécie só havia sido observada na região da Austrália.

Os pesquisadores afirmam que apesar de provavelmente serem Hydrolagus trolli, só será possível confirmar a espécie quando amostras de DNA forem coletadas. Se estudos futuros provarem que esses não são exemplares de H. trolli, é possível que esta seja uma nova espécie.

Com as imagens, os pesquisadores acreditam que existam pelo menos três espécies dos animais vivendo no litoral da Califórnia e duas no litoral do Havaí.

Confira:

 

Sim, essa casa de férias no Havaí fica bem no meio do vulcão mais ativo do mundo

phoenix-house-will-beilharz-hawaii_dezeen_2364_col_1

Já imaginou se hospedar em uma casa bem no meio de um vulcão? E se ele for o mais ativo do mundo, então?! Pois caso você seja da turma da aventura, saiba que isso é possível!

Conhecida como Phoenix House, a casa fica no Havaí, possui 450 metros quadrados e foi projetada pelo designer Will Beilharz. Localizada em uma comunidade na base do vulcão Kīlauea, que vem entrando em erupção contínua desde 1983, ela está disponível para locação no Airbnb.

Phoenix House, assim como o nome do pássaro mítico cuja história é sobre o surgimento das cinzas e o renascimento, é um lugar onde as pessoas podem encontrar a paz que estão buscando“, disse o designer.

Pelas fotos, é possível ter uma ideia da beleza do local, que fica mais incrível ainda à noite. Se animou? O aluguel varia entre 100 e 150 dólares por noite, e para reservar é só entrar aqui.

phoenix-house-will-beilharz-hawaii_dezeen_2364_col_2

phoenix-house-will-beilharz-hawaii_dezeen_2364_hero

phoenix-house-will-beilharz-hawaii_dezeen_2364_col_3

phoenix-house-will-beilharz-hawaii_dezeen_2364_col_1

phoenix-house-will-beilharz-hawaii_dezeen_2364_col_4

Todas as fotos © Smiling Forest /fonte:via