Idosos provam que você não precisa se preocupar com as tattoos quando envelhecer

Hypeness

Ainda que a pele seja de cada um, é comum que pessoas com uma ou várias tatuagens sejam questionadas sobre seu gosto por essa forma de arte e expressão. “E quando você envelhecer?” é uma das questões mais ouvidas.

O coletivo de artistas holandês GetOud produziu um livro e uma exibição chamados ‘TattooAge. Never too old’ (algo como “Idade para tatuar: nunca velho demais”), em que vários idosos foram fotografados exibindo as tattoos em suas salas de casa.

Foram 25 personagens retratados no total, entre pessoas que fizeram a tatuagem como presente para os netos ou para lembrar sempre de alguém amado que já partiu. Há pessoas que têm tatuagens há muitos anos, e também quem só fez a primeira depois dos 80.

Hypeness

Hypeness

Hypeness

Hypeness

Hypeness

Hypeness

Hypeness

Fotos via GetOud /fonte:via

Idosas que vivem com paixão são as estrelas de campanha da Helmut Lang

A Helmut Lang quer mostrar que não há idade para gostar de se vestir com muito estilo: desafiando um dos padrões de beleza mais persistentes da indústria da moda, a nova campanha da grife é estrelada por idosas para lá de fashion.

Mulheres de idade avançada que vivem no País de Gales foram selecionadas para estrelar a campanha que mostra a linha de outono e inverno da grife austríaca. A escolha do País de Gales se deu por causa da relação de membros da produção, incluindo o diretor do ensaio, com o local.

Alexandra Leese, a fotógrafa, contou ao Independent que “quis celebrar mulheres de uma idade que costuma ser ignorada pela grande mídia”. “É importante mostrar que estilo e paixão não são exclusividades dos jovens”, completou.

Alexandra explicou ainda que o objetivo foi retratar mulheres com grandes histórias para contar, capazes de inspirar as pessoas e colocar sorrisos em seus rostos.

Um exemplo é Dilys Price (foto acima), de 86 anos, que é atual detentora do recorde de mulher mais velha a saltar de paraquedas e cujo lema é “Faça o que quiser e não sinta medo”.

Outra modelo é Puleng (foto abaixo), de 66 anos, que nasceu na África do Sul mas vive no País de Gales. Ela conheceu o marido nos anos 70, mas perdeu o contato com ele após voltar para seu país natal. Há seis anos os dois se reencontraram e têm vivido juntos na cidade galesa de Merthyr.

Imagens: Divulgação/Helmut Lang/fonte:via

Fotógrafa faz antes e depois de seus amigos em 2000 e 2017 e mostra como mudamos com a idade

Em 2000, enquanto cursava o primeiro ano da faculdade, a fotógrafa Josephine Sittenfeld decidiu fotografar alguns colegas para fazer uma exposição. A turma se formou e os colegas seguiram seus caminhos, até que foi combinado um encontro para celebrar os 15 anos do fim do curso.

Foi aí que Josephine se lembrou das antigas imagens, guardadas num armário na casa de seus pais, e decidiu recriá-las para capturar a passagem do tempo e as transformações causadas pela vida adulta.

O resultado é o projeto Reunion, em que a fotógrafa tentou capturar os antigos colegas nos mesmos locais que antes – o que permite observar também as mudanças pelas quais o campus da Universidade de Princeton passou nos últimos 17 anos.

1.

2.

3.

4.

5.

6.

7.

8.

9.

10.

11.

12.

Fotos © Josephine Sittenfeld /fonte:via