Estas fotografias em tamanho real são verdadeiras portas para outras dimensões

Se uma imagem vale mais do que mil palavras, as fotografias de Chris Engman são capazes de nos transportar para um outro universo. O fotógrafo – baseado em Los Angeles, é especialista em ilusões de ótica, porém com um detalhe muito especial: suas fotos são em grande escala e por isso mesmo, verdadeiras portas para outras dimensões.

Sua última série – Containment (contenção), é composta por mais de 300 impressões gigantes, que podem levar o observador a adentrar um deserto perdido, uma floresta densa, um refrescante riacho ou até mesmo, uma casa abandonada.

O artista explica que, se observarmos suas fotos a uma certa distância, elas parecem bastante reais, porém conforme nos aproximamos, elas começam a se distorcer, estando justamente aí, a grande ilusão!

Fotos: Chris Engman /fonte:via

Anúncios

10 tatuagens geniais que se transformam quando você dobra braços ou pernas

O mundo da tatuagem se renova de tal forma em estilos e técnicas que os limites para onde os desenhos que fazemos em nossas peles podem ir simplesmente não existem. Lembram daquelas ilusões de ótica que vinham em revistas, em que uma imagem, quando dobrada e sobreposta se tornava outra? Pois essa é a novidade em tatuagens que vem conquistando cada vez mais adeptos – e o tatuador francês Veks Van Hillik é um mestre na técnica.

Para construir a ilusão perfeita, e efetivamente formar outro desenho quando um membro do corpo se dobra, é preciso que o tatuador desenhe livremente, sem seguir uma base prévia, a fim de construir a tatuagem com os movimentos do corpo. O resultado é incrível e intrigante, ou fofo e belo – dependendo da posição do seu braço ou perna.

1.

2.


3.

4.


5.


6.


7.


8.

9.

10.

© fotos: reprodução/fonte:via

Este teste de ilusão de ótica diz muito sobre a maneira como você pensa e percebe o mundo

A maneira como vemos o mundo se manifesta na maior parte de nossos gestos e visões. Assim, é possível perceber tais modos e posições sobre o mundo e a vida nos mais variados testes – até mesmo diante de supostamente simples ilusões de ótica. Para sabermos mais sobre nossas personalidades, uma usuária publicou um teste na plataforma Playbuzz sobre o que vemos diante de uma série de imagens que nos provocam ilusões de ótica.

O teste visa descobrir qual a percepção ótica de quem o faz. Como tudo na vida, as imagens supostamente meras em verdade revelam segredos escondidos – e, assim, pretendem revelar segredos escondidos também em nós.

Como o mundo é uma imensa ilusão de ótica, sempre oferecendo muito mais sentidos do que somos capazes de primeiramente enxergar, pode se tratar de um belo teste – que você pode fazer aqui.

© fotos: reprodução/fonte:via

Ela sofreu um infarto e começou a fazer pinturas que vão bugar sua mente

A artista canadense Alex Garant, natural do Quebec, viveu uma história que mudou completamente o curso de sua vida. Ela faz faculdade de arte, mas o mundo corporativo e as obrigações do dia-a-dia a fizeram se afastar da carreira. Foi quando, em 2012, com 30 anos, ela sofreu um infarto. “Enquanto caminhava dentro do hospital, sabia que precisava focar minha vida na arte”, disse em depoimento publicado no Bored Panda.

Esta tragédia fez com que Alex compreendesse que a única coisa que tem valor real é o tempo que temos no planeta. “Eu precisava trabalhar com a minha arte, trabalhar com o meu legado e, mais do que nunca, precisava expressar esta nova energia através das imagens”, conta.

Depois de semanas de repouso na cama, ela finalmente fez uma imersão em seu estúdio, focando em um novo corpo de trabalhos que representassem seu renascimento. Alex passou a criar retratos totalmente analógicos com ilusão de ótica. “Era uma técnica que experimentei na escola de arte, mas nunca abracei completamente – até agora”. Ela se comprometeu com o estilo, criando uma marca registrada que lhe rendeu o título informal de “rainha dos olhos múltiplos”.

Desde então, a artista nunca parou de explorar novas formas de trazer imagens vibrantes para seus retratos. Elementos duplicados, formas sobrepostas e características faciais multiplicadas estão sempre presentes em suas obras. “Eu tento manter meu trabalho elegante e clássico, mas minha parte preferida é quando as pessoas veem as pinturas pela primeira vez, especialmente nas paredes de uma galeria”, conta. Algumas pessoas sentem tontura, outras nauseas, algumas ficam perturbadas e outras cativadas.

Para Alex, a única coisa que importa é que realmente sintam algo quando olharem para suas obras. Os quadros devem criar uma perturbação, trazer uma experiência diferente de apenas olhar uma obra linda. “Eu espero que as pessoas vejam meu legado como a artista que fez as pessoas pararem e olharem de uma forma diferente para a arte. Estranhamento é bom, o esquisito é belo, a inquietude é cativante”.

Alex Garant estudou no Quebec e já teve seu trabalho exposto em museus por todo o mundo. Hoje vive em Toronto, no Canada.

Conheça mais sobre seu trabalho nas imagens abaixo e pelo site oficial.

 

Reprodução/Alex Garant/fonte:via