Casal adota 5 filhos para que os irmãos não se separem

Dentre os muitos temores que podem acometer crianças e adolescentes vivendo em orfanatos, à espera de uma família que lhes possam acolher, uma preocupação permanece muitas vezes esquecida: que, ao ser adotado, acabe separado de seus irmãos ou irmãs, especialmente quando estes também vivem no orfanato. Era o caso de Maria Vitória, Pedro Henrique, Miguel, Gabriel e Vitor, cinco irmãos que por um ano moraram no orfanato Rebecca Jenkins, em Cidade Ocidental, nos arredores do Distrito Federal. Depois de maus tratos e abandonos por parte da mãe biológica, os irmãos foram enviados ao orfanato pelo conselho tutelar – e, apesar do sonho da adoção, o medo de acabarem separados era igualmente grande.

Foi quando entraram em cena o casal Veranilda de Oliveira Guimarães e Adalberto Franco Guimarães – ele, um ferramenteiro aposentado; ela, uma gestora social que justamente já trabalhava no abrigo para onde as crianças foram enviadas. Depois que deu errado uma tentativa de que os cinco irmãos fossem morar com um tio – e das tantas vezes que, ao voltarem ao abrigo, as crianças corriam à Veranilda para lhe abraçar e pedir que não fossem separados – ela e Adalberto decidiu que essa era sua missão pessoal, e entrou com pedido de adoção dos cinco, juntos, de uma só vez.

Para que tal árdua tarefa fosse possível, algumas adaptações na vida do casal – que já possuía dois filhos biológicos adultos – foram necessárias: além de trocarem seus dois carros por um carro maior, de 8 lugares, Veranilda e Adalberto mudaram de casa, para oferecer mais conforto aos novos filhos.

Ainda falta alguns passos burocráticos para que as crianças carreguem orgulhosos o sobrenome “Guimarães”, mas tal detalhe não altera em nada a verdade que se confirmou – de que Veranilda e Adalberto são, agora, simples e novamente uma mãe e um pai.

© fotos: arquivo pessoal/divulgação/fonte:via

Estes gêmeos recém-nascidos abrem o berreiro se forem separados

Dizem que irmãos gêmeos possuem uma ligação especial. Mito ou verdade, fato é que esta tese ganhou força com o caso de dois irmãos que não param de chorar caso estejam separados.

Nascidos na Flórida, nos Estados Unidos, os bebês foram filmados pelo pai, Dane, em vídeo mostrando os gêmeos abrindo o berreiro quando um dos médicos tenta tirá-lo de perto do outro. A insatisfação para depois que a criança é acomodada ao lado do companheiro.

“Minha esposa Lisa não pode acompanhar o momento e nem sabia o que estava acontecendo. Ao ver o vídeo ela ficou bastante emocionada e agradecida por eu ter registrado aquela cena. Ainda choramos quando assistimos”, disse o pai orgulhoso ao Yahoo Lifestyle.

Atualmente com 11 semanas de vida, os garotos são cuidados pelos pais e uma enfermeira. Apesar de terem nascido prematuros ambos gozam de ótima saúde. Agora a expectativa dos pais é que estes laços se fortaleçam ao decorrer dos anos.

Fotos: Reprodução/Facebook/fonte:via

Parecidos, mas diferentes: retratos captam as particularidades dos gêmeos ‘idênticos’

Será que os gêmeos idênticos são realmente… idênticos?

O fotógrafo americano Peter Zelewski questiona isso em uma impactante série fotográfica que coloca gêmeos univitelinos lado a lado para mostrar suas diferenças.

Um exemplo são os irmãos de 15 anos Duke e Joe. Embora sejam gêmeos idênticos, eles não poderiam ser mais diferentes em sua aparência física e personalidade”, comenta Peter sobre uma das fotos mais instigantes do projeto.

A série ganhou o nome de Alike but not alike (“Parecidos mas não iguais“, em tradução livre). Os retratos foram capturados com os irmãos vestidos de forma semelhante nas ruas de Londres, onde o fotógrafo vive desde os anos 80.

À Huck Magazine, Peter contou que o projeto começou por acaso ao encontrar duas gêmeas com enormes cabelos ruivos que chamaram sua atenção (foto abaixo). O ensaio com as jovens correu muito bem e o fotógrafo se impressionou com a maneira como elas se conduziam durante a sessão de fotos. Daí para frente, soube que queria retratar mais gêmeos.

Até o momento, mais de quarenta duplas de irmãos de diferentes gêneros e idades já foram clicadas para o projeto. As fotografias estão em exposição no London’s Hoxton Hotel Gallery, em Londres, até o dia 22 de maio.

Confira alguns destes incríveis retratos abaixo!

 

Fotos © Peter Zelewski /fonte:via