Os jamaicanos estão acusando o chef Jamie Oliver de apropriação cultural

Imagine só um estrangeiro chegar no Brasil e apresentar uma nova receita para o acarajé. Melhor, pense em sua reação ao se deparar com versões atualizadas do prato típico da Bahia. Sem camarão ou com azeite doce ao invés de dendê. É desta forma que muitos jamaicanos estão se sentindo com o novo lançamento de Jamie Oliver.

O chef britânico, aquele mesmo que criticou o brigadeiro brasileiro, está sendo acusado de apropriação cultural por causa de sua nova versão do jerk rice. Aos que não sabem, o jerk rice é um patrimônio da gastronomia jamaicana. Sua história remete ao período da escravidão, quando negros preparavam um composto de carnes, jerk, em grelhas improvisadas em buracos na terra.

Com o passar do tempo, a iguaria ganhou outros contornos, mas sem deixar as raízes de lado. Entre as tradições estão os temperos, como a pimenta-da-jamaica e sal, base de quase todas as receitas. Por fim, o jerk rice leva outros 30 tipos de ervas e especiarias, como tomilho, alho, canela, cebolinha e noz-moscada.

Além de apresentar uma nova versão da comida, Jamie Oliver resolveu dar um novo nome ao prato, agora punchy jerk rice. O problema é que ele não pediu autorização para o batismo e tampouco para alterar os ingredientes originais e isso não pegou nada bem entre os jamaicanos que vivem em bairros de Londres. Voltemos ao acarajé

Oliver trocou a pimenta-da-jamaica por jalapeño, dispensou as ervas e especiarias e colocou apenas sal, gengibre e alho. A escolha do chef fez com que o Ministro do Trabalho britânico, Dawn Butler, se manifestasse. Em sua conta no Twitter, o político criticou Oliver pela escolha do nome da nova ‘comida de microondas’

“Estou pensando como o jerk rice original é feito. Não se trata de mudar o nome apenas para vender produtos e ganhar dinheiro. Seu jerk rice não é bom. Isto é apropriação cultural e precisa acabar”, disse no Twitter.  

O jornal Metro resolveu caminhar por uma comunidade de jamaicanos no Sul de Londres com a novidade de Jamie Oliver. As reações, bom, o vídeo abaixo deixa bem claro que a aceitação não foi das melhores.

Em sua defesa, o chef celebridade salientou que sua intenção não era se apropriar indevidamente do jerk rice. Segundo Oliver, o objetivo era mostrar para as pessoas de onde veio sua inspiração. O britânico finalizou dizendo ter provado diversos sabores e especiarias do mundo todo e aprendido diferentes técnicas para misturar na comida do dia a dia.

Fotos: Reprodução/fonte:via