Confira os finalistas do prêmio de fotografias Comédia da Vida Animal 2017

O prêmio de fotografia de vida animal selvagem mais divertida é recente, existe há apenas dois anos, mas tem chamado atenção com suas imagens de animais em momentos cômicos ao redor do mundo. Para participar, há poucas regras: os animais devem ser selvagens (nada de animais de estimação ou de fazendas); a imagem não pode retratar animais sendo perturbados ou mal-tratados; e o participante deve deter os direitos autorias da imagem.
 

Paul e Tom mostram que prezam pelo bom humor não apenas nas fotografias, mas também em todos os aspectos da vida. Os termos e condições para participar do concurso dizem: “Você deve achar que Bohemian Rhapsody é uma das melhores músicas já escritas, brincadeira. Não, é verdade…”. O documento termina com a seguinte frase: “Parabéns! Você conseguiu ser todo o Termos e Condições! Muito bem! Primeira vez?”.

Claro que essas brincadeiras não significam que o concurso não seja sério. As imagens vencedoras serão anunciadas no dia 14 de dezembro de 2017, com base na opinião de uma banca que analisa a técnica e o senso de humor tanto da imagem quanto da legenda.

Os ganhadores passarão uma semana em um safári fotográfico no Quênia, com direito a acompanhante de livre escolha e passeio guiado por Paul Joyson-Hicks, um dos organizadores do concurso.

Confira abaixo 10 imagens finalistas:

 

10. Macacos aventureiros

Crédito imagem: Katy Laveck Foster / CWPA / Barcroft Images

Esses dois macacos se separaram do grupo para fazer um test drive em uma moto estacionada perto da entrada da reserva Batuangus, na Indonésia.

9. Elefante marinho possuído

Crédito imagem: George Cathcart / CWPA / Barcroft Images

Um elefante marinho jovem olha chocado para seu amigo girando o pescoço em San Simeon, Califórnia.

8. Girafa e seu avião

Crédito image: Graeme Guy / CWPA / Barcroft Images

Girafa parece estar espionando o interior de um avião nesta fotografia de Graeme Guy, feita em novembro de 2008 no Quênia. O título do autor para a imagem é “terceirização da checagem de cinto de segurança”.

7. Coceirinha gostosa

Crédito imagem: Johnny Kaapa / CWPA / Barcroft Images

Este esquilo deu uma bela coçada em seu peito na imagem registrada por Johnny Kaapa, em Gotemburgo na Suécia.

6. Careta de gorila

Crédito imagem: Josef Friedhuber / CWPA / Barcroft Images

Este gorila da montanha fez esta cara quando saiu de um arbusto depois da chuva, no Parque Nacional Virunga, em Ruanda.

5. Ninho de coelho

Crédito imagem: Olivier Colle / CWPA / Barcroft Images

Este coelho selvagem foi flagrado coletando material para construir um ninho em Bredene, na Bélgica.

4. Filhotinho equilibrista

Crédito imagem: Andrea Zampatti / CWPA / Barcroft Images

Este filhote de Muscardinus avellanarius foi fotografado se equilibrando em uma flor estreita em Monticelli Brusati, na Itália.

3. Gnu-de-cauda-preta

Crédito imagem: Jean Jacques Alcalay / CWPA / Barcroft Images

Este gnu-de-cauda-preta parece estar de pé em seus companheiros, mas na verdade está em cima de rochas em Masai Mara, no Quênia.

2. Coral de peixes anfíbios

Crédito imagem: Daniel Trim / CWPA / Barcroft Images

Esses peixes anfíbios que passam parte do dia fora d’água parecem estar cantando como membros de um coral em uma poça rasa de lama em Krabi, na Tailândia.

1. Hora da missa

Crédito imagem: Carl Henry / CWPA / Barcroft Images

Três pinguins reais se aproximam da única igreja da ilha Geórgia do Sul, que pertence ao Reino Unido e fica no Atlântico Sul, próxima das ilhas Malvinas (ou Falkland). O autor da imagem deu a seguinte legenda para ela: “Mãe, nós sempre temos que ser os primeiros a chegar à igreja?”

Conheça os outros 30 finalistas aqui.

fonte:[via]

Leão marinho puxa criança para dentro d’água em marina no Canadá; assista

Um grupo de turistas que visitava a marina Stevenston Fisherman’s Wharf, em Vancouver (Canadá) levou um enorme susto .Uma família com crianças e outros turistas perceberam a presença de um leão marinho e se aproximaram da água para alimentá-lo, ação que é desencorajada pelos administradores da região com várias placas de “não alimente os animais selvagens”.

Um dos observadores, um jovem chamado Michel Fujiwara, quis registrar o momento com seu celular e passou a filmar a interação entre o animal e as pessoas. Inicialmente, todos dão risada e acham o leão marinho uma fofura. Quando a comida para de ser lançada, porém, o animal fica frustrado e se ergue na água, bufando. Isso é interpretado incorretamente pelo grupo como um sinal de que ele é brincalhão, e a menina adora.

Segundos depois, porém, ela se senta ao lado do avô, na borda do píer, enquanto ele estende a mão para o animal, como se quisesse acariciá-lo. É aí que em questão de poucos segundos o leão marinho deixa de se concentrar no avô e morde o vestido da menina, puxando-a para dentro da água.O avô pula imediatamente na água gelada e salva a criança, com auxílio dos observadores. Em inglês, a criança grita: “vovô! Vovô!”, e ele responde: “vovô está bem, não se preocupe”. Ele então agradece pela ajuda dos observadores que o puxaram para fora da água, diz que não está ferido e a família toda vai embora rapidamente.

O vídeo foi postado na internet no sábado e em apenas um dia circulou pelo mundo, com mais de 9,2 milhões de visualizações no Youtube.

 

Risco de infecção


Danielle Hyson, uma treinadora de mamíferos marinhos no Aquário de Vancouver, analisou o comportamento do animal no vídeo. “Você o vê sair da água e bufar. Isso é o que chamamos de precursor de agressividade. Ele está avisando às pessoas que ele está ficando frustrado. Nessa situação, as pessoas devem se afastar imediatamente”, alerta ela em entrevista ao jornal The Star.

A frustração acaba em agressão, aponta ela, acrescentando que um leão marinho da Califórnia macho é muito poderoso e pode pesar mais de 200 kg. Apesar de tanto poder, eles são vistos como “fofos” pelas pessoas, que confundem seus grandes olhos e bigodes com os dos cachorros domésticos.

 

“Eles parecem fofos e sei que as pessoas têm uma atração natural por eles. Eles parecem cachorros da água, mas absolutamente não são”, afirma.A treinadora também demonstrou preocupação com a saúde da criança. Caso os dentes do animal tenham arranhado ou perfurado a pele dela, ela corre risco de uma séria infecção, difícil de ser tratada. “Focas e leões marinhos carregam bactérias terríveis na boca”, diz ela.O Aquário de Vancouver está tentando localizar a família para dar orientação sobre o que fazer caso a pele tenha sido ferida.

“Não alimente os animais”


Apesar de inúmeras placas de “não alimente os animais” espalhadas pela região, os visitantes insistem em jogar comida para mamíferos marinhos e pássaros.O administrador da marina Steveston Harbour Authority, Bob Baziuk, diz que este é um problema antigo. “Temos tentado passar essa mensagem há anos e anos – não alimente os animais. Você está pedindo por problemas quando faz isso”.

Leões marinhos da Califórnia visitam a província canadense de Brintish Columbia com regularidade no ciclo migratório, e sempre param na marina em busca de comida grátis vinda dos pescadores.“Este foi um incidente terrível. Mas aconteceu e agora este vídeo é um pôster sobre por que não devemos alimentar os leões marinhos”, diz ele.

A treinadora Danielle Hyson diz que os visitantes não estão alimentando apenas os animais marinhos. Ela nota que as pessoas da região de Vancouver têm alimentado mais ursos e pássaros, causando interações perigosas. “Quanto mais alimentamos animais selvagens, mais e mais nos colocamos em risco nessas situações”, alerta ela.

Confira o vídeo completo do incidente com o leão marinho:

Fonte;[IFLScience, CNN, The Star]