Ele captou imagens fantásticas da Via Láctea nos pontos mais isolados da Finlândia

O céu muitas vezes nos traz visões tão belas que merecem ser registradas para sempre. Mas na maioria das vezes a imagem fica ruim e nós, fotógrafos amadores, precisamos nos contentas com a memória de uma bela noite estrelada. Ainda bem que há profissionais como Oscar Keserci para nos brindar com incríveis imagens.

I finlandês tem se dedicado a fotografas estrelas há quase quatro anos, viajando por horas para chegar aos pontos que permitem a visão desejada. Se antes sair por aí sozinho durante a escuridão da noite era um desfio, hoje é um de seus maiores prazeres.

Autodidata, Oscar, que nasceu na Finlândia, mas foi criado na Grécia, diz estar sempre em busca de novas ideias e técnicas para aprimorar suas fotografias. Depois das sessões, ele costuma dormir no próprio carro, em meio à imensidão e sob as estrelas.

No Instagram, Oscar também publica imagens de outras maravilhas da natureza que ele encontra rotineiramente na Finlândia.

Todas as fotos © Oscar Keserci /fonte:via

FOTÓGRAFA VIAJA PELA ÁFRICA PARA RETRATAR AS ÁRVORES MAIS VELHAS DO MUNDO À LUZ DO CÉU ESTRELADO

Como sempre a fotografa  Beth Moon sempre nos surpreendendo  com essas belas fotografias.Donas de uma beleza única, imponentes e notáveis, as árvores africanas são o fascínio da fotógrafa talentosa Beth Moon, que há 14 anos dedica seu trabalho e seu tempo para registrá-las. Na série Diamond Nights (“Noites de Diamante”, em tradução livre), a agradável surpresa de um céu estrelado surge para fazer cenário a estas árvores antigas, formando paisagens espetaculares.

Beth viajou para o continente africano e contou com a ajuda de um guia para encontrar os novos pontos de fotos, marcando-os com pedras, assim poderia retornar à noite para clicar as imagens. Através da técnica de exposição de 30 segundos, capturou as estrelas e as árvores de forma mágica, quase surreal. “Nosso relacionamento com a vida selvagem sempre teve um papel importante no meu trabalho. Essa série foi inspirada por dois estudos científicos fascinantes que conectam o crescimento das árvores com o movimento celeste e os ciclos austrais”, escreveu em seu site.

O primeiro destes estudos, vindo da Universidade de Edimburgo, aponta que a radiação cósmica afeta tanto o crescimento das árvores, que chega a ser mais importante do que as chuvas anuais e a temperatura. Já o pesquisador Lawrence Edwards concluiu que os brotos das árvores mudam ritmicamente de tamanho e forma em ciclos regulares durante todo o inverno, correlacionando o fato diretamente com os planetas e a lua.

Não é incrível? Confira abaixo as fotografias de Beth:

bethmoon

bethmoon2

bethmoon3

bethmoon4

bethmoon5

bethmoon6

bethmoon8

bethmoon9

bethmoon10

bethmoon11

bethmoon12

bethmoon13

bethmoon14

Todas as fotos © Beth Moon