Alunos da Ufam fizeram ensaio dentro do ônibus para relatar desafios da graduação

Quem usa o transporte público para estudar sabe o quanto é difícil chegar no horário. Agora, imagine só se você é aluno da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e precisa atravessar todos os dias a maior área verde de zona urbana do Brasil. A terceira do mundo.

Para celebrar esta conquista, muitas vezes mais desafiadora do que uma defesa de tese de sucesso, os estudantes de administração da Ufam resolveram apostar na criatividade e realizaram o ensaio de colação de grau dentro de um ônibus.

O book no coletivo foi recebido com muitas risadas pelos colegas de universidade, que se encantaram com a criatividade dos formandos. E claro, como a ideia era ser fiel aos acontecimentos da vida real, as fotografias foram tiradas por Marcos Albuquerque com o busão em movimento  e com os alunos em pé. Sim, a vida como ela é.

“Não que não fosse legal fazer um book fotográfico em um hotel, mas não era minha realidade como aluno. Seriam fotos lindas, mas a minha realidade não foi essa. Minha realidade é a Ufam”, relatou ao G1 Rafael Barros, que convenceu mais 22 amigos a comprarem sua ideia.

A Universidade Federal do Amazonas possui uma área verde de aproximadamente 6,7 milhões de m². O caminho dos alunos não é nada fácil e, além de passar horas dentro do ônibus, eles precisam conviver com animais silvestres. O percurso de ida e volta para o campus é de 12 quilômetros.

A colação de grau está marcada para o dia 15 de agosto.

Fotos: Marcos Albuquerque/Reprodução /fonte:via

Anúncios

Cuiabá terá pontos de ônibus de contêiner com jardim suspenso e energia solar

Em Cuiabá, uma iniciativa inovadora transforma contêineres que seriam descartados em pontos de ônibus.

O primeiro abrigo do tipo foi inaugurado em junho na cidade e já está em funcionamento. Ao todo, 82 paradas de ônibus deverão seguir o mesmo modelo. Através do programa “Adote um Abrigo“, empresas privadas podem financiar as estruturas e, em contrapartida, recebem o direito de exploração publicitária dos espaços por pelo menos cinco anos.

O primeiro contêiner foi instalado próximo ao Pantanal Shopping em uma parceria do poder público com a empresa  e com a Edificatto Arquitetura. Antes de se tornarem paradas de ônibus, as estruturas passam por um processo de restauração que inclui pintura, plotagem e a instalação de um jardim suspenso com plantas ornamentais que auxiliam no isolamento térmico. Com isso, os contêineres ganham pelo menos mais 15 anos de vida útil, segundo informações da Prefeitura de Cuiabá.

Com um toque de tecnologia, as paradas são equipadas com placas solares. A energia coletada é oferecida de volta aos moradores da cidade na forma de pontos de recarga USB para celulares e painéis de LED com informações sobre os ônibus que passam pelo ponto. Mini bibliotecas também devem fazer parte do espaço, que foi construído segundo as normas de acessibilidade e conta ainda com uma área especial para idosos, gestantes e obesos.

Os pontos tecnológicos serão instalados em diversos pontos da cidade, com foco em locais movimentados, que recebem uma média de 5 a 10 mil passageiros por dia.

Fotos: Gustavo Duarte / Prefeitura de Cuiabá/fonte:via

Em 3 anos ela transformou um antigo ônibus de linha num incrível apartamento

Enquanto alguns sonham em comprar uma casa própria, Jessie Lipskin decidiu criar a sua do zero.

Tudo começou quando a jovem comprou um antigo ônibus de linha de 1966 e começou a restaurá-lo. Três anos depois, o veículo se transformou em uma incrível casa sobre rodas.

Ao site Bored Panda, Jessie conta que seu interesse por modelos de vida sustentáveis surgiu após ver o documentário Garbage Warrior, que conta a história do eco-arquiteto Michael Reynolds. Inspirada pela história, ela passou a construir seu próprio lar, com muita dedicação e DIY.

A transformação custou cerca de US$ 70 mil e foi toda realizada com materiais veganos e sustentáveis. Porém, como havia sido construída enquanto Jessie estava em um relacionamento, o tamanho do veículo foi escolhido para comportar duas pessoas.

Graças a isso, a casa foi colocada a venda recentemente: “ela é muito grande para eu dirigir sozinha e eu recebi a oportunidade de embarcar em algumas viagens internacionais“, justifica em seu Instagram.

As imagens abaixo vão deixar você morrendo de vontade de se mudar para uma casa sobre rodas como essa!