Obra de Niemeyer em Milão completa 40 anos e fotógrafa brasileira registra sua imponência

Os edifícios de Oscar Niemeyer no Brasil são icônicos, e lá fora não é diferente. Nos idos de 1968, Georgio Mondadori, presidente da editora italiana Mondadori, uma das líderes de mercado no país europeu, encomendou a Niemeyer o projeto de arquitetura da sede da empresa que seria inaugurada. A ideia é que o prédio fosse inspirado no Palácio Itamaraty, ou Palácio dos Arcos, a sede do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, em Brasília.

Niemeyer aceitou o desafio e projetou este que seria um de seus projetos favoritos na Europa. Além desta, o artista assina a Sede do Partido Comunista Francês, a Bolsa de Trabalho de Bobigny, o Centro Cultural Le Havre e a Sede do Jornal l’Humanité, todos na França; a casa Oscar Niemeyer, na Alemanha, o Museu de Arte Contemporânea de Ponta Delgada, a Fundação Luso-Brasileira e o Pestana Casino Park, em Portugal; entre muitos outros.

Voltando ao edifício icônico em Milão, que celebra 40 anos de sua construção, a fotógrafa e artista visual Karina Castro foi convidada por Mondadori para registrar sua beleza e grandiosidade. As imagens aproveitam os formatos geométricos, sombras e reflexos da obra para reproduzir fielmente sua imponência.

Confia as série:

Fotos: Karina Castro/fonte:via

Anúncios

Conselho internacional elege Rio como primeira capital mundial da arquitetura

O Rio de Janeiro teve sua beleza reconhecida mais uma vez pela comunidade internacional. Desta vez a cidade maravilhosa foi eleita pelo Conselho da União Internacional dos Arquitetos (UIA) como a Capital Mundial da Arquitetura.

A escolha anunciada na cidade de Oxaca, no México, credencia a capital fluminense a sediar o 27º Congresso Mundial de Arquitetos, previsto para ser realizado em 2020. Para a oficialização do título inédito basta a designação formal por parte da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

De fato, além da beleza natural de monumentos como o Pão de Açúcar durante toda a história a cidade foi alvo da criatividade de arquitetos fundamentais para o Brasil. O destaque principal vai para Oscar Niemeyer, responsável pela criação de obras icônicas como o Museu de Arte Contemporânea de Niterói e o Edifício Capanema.

Não podemos esquecer do Parque Lage, criado pelo paisagista inglês John Tyndale e desde 1957 tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) pela representatividade cultural para a cidade do Rio de Janeiro. Com sua vista para o Cristo Redentor e os mais de 52 hectares, é símbolo da consolidação da beleza e arquitetura carioca.

Fotos: Wikipédia/fonte:via