Essas camas de gato com ares espaciais vão deixar seu bichano lunático

Não é como se gatos precisassem de muito para relaxar e dormir tranquilamente: pode ser em caixas, na prateleira, em cima do notebook… Mas, mesmo assim, nós adoramos vê-los descansando em caminhas feitas especialmente para os bichanos.

A empresa chinesa My Zoo sabe disso e criou uma linha de incríveis camas inspiradas em naves espaciais. São três modelos, todos à base de madeira, que fazem qualquer gatinho parecer o mais fofo dos astronautas.

Os modelos Alfa e Beta foram pensados para ficar no chão, enquanto o modelo Gama é projetado para ser colocado na parede e fazer os gatos descansarem ‘no espaço’.

Os preços não são lá muito convidativos: a partir de 135 dólares, que hoje equivalem a mais de 500 reais. Isso sem falar no frete, já que os produtos são vendidos pela Amazon. O jeito é curtir as imagens e torcer para que alguém traga a ideia para o Brasil.

Gama

Alfa

Beta

Fotos: reprodução/fonte:via

Anúncios

O emocionante reencontro de gato com sua humana após 13 anos de separação

Constatar que seu animal de estimação desapareceu é terrível. Aviso aos amigos, anúncios em jornais e distribuídos por postes e, hoje, nas redes sociais, nem sempre resultam em final feliz. Foi assim com a inglesa Janet Adamowicz, que vive em Harrogate.

Em 2005, sua gatinha Boo, então com quatro anos, desapareceu. Janet fez tudo o que era possível para encontrá-la, mas não teve sucesso. Depois de um ano de busca, desistiu e aceitou que o melhor a fazer era acreditar que Boo estava em um novo lar onde recebesse carinho e atenção.

Hoje, ela cuida de dois gatos, Ollie, que adotou em 2008, e Tessie, desde 2014. Ao receber a ligação de uma clínica veterinária que dizia estar com seu gato perdido, ela estranhou. “Os dois estão comigo”, disse, antes de ser surpreendida com a notícia de que estavam falando de Boo.

A gatinha foi encontrada Pocklington, cidade a mais de 60 km de onde Janet vive. Ao analisar os dados contidos em um microchip instalado no animal, os veterinários localizaram Janet e seu telefone de contato. Foram quase 13 anos separadas.

De acordo com Janet, ao rever Boo ficou nítido que a gata se lembrava dela. “Apesar de ter só cinco anos quando se perdeu, ela ainda se recorda de mim e tem sido minha sombra desde que voltou para casa”, disse.

Boo reconheceu a dona na hora, e em poucos minutos ela estava esfregando o rosto, pedindo carinho e miando”, contou uma das pessoas que trabalha na clínica. “Garantimos que não houve um olho seco em todo o prédio”, completou.

Janet contou que Boo sempre gostou de sair e passear, mas que voltava para casa todas as vezes. É impossível saber como ela foi parar em uma cidade a mais de 60 km de distância, mas os veterinários acreditam que ela viveu nas ruas esse tempo todo, procurando comida ou sendo alimentada por humanos. Apesar de estar um pouco desidratada, ela foi encontrada em boas condições de saúde e passa muito bem.

Fotos via SWNS /fonte:via

Fotógrafo clica 20 gatos ‘loucões’ de catnip

O fotógrafo profissional de animais de estimação Andrew Cattila captura uma variedade de personalidades bobas e expressivas dos gatos enquanto eles reagem à sua viagem. Recentemente, ele terminou um projeto sobre o amor dos gatos pelo Catnip, ou a erva-do-gato.

Em seu livro Cats On Catnip, publicado em junho deste ano, ele faz uma coleção humorística de dezenas de fotos de gatos engraçados e adoráveis ​​enquanto brincam, rolam e comem seu lanche favorito. “Enquanto eu costumava ser terrivelmente alérgico a gatos, agora eu moro com minha namorada, nossos três gatos e uma enorme quantidade de gatinhos adotivos fora de D.C.”, conta Andrew.

Gatos adoram catnip. Quer seja comê-lo, brincar com ele ou rolar nele, a erva transforma nossos amigos felinos domésticos em divertidos bailes de atividade. Despreocupados e desimpedidos, eles são livres para serem tolos, excepcionalmente brincalhões e honestos.

Um divertido e delicioso olhar para nossos companheiros peludos, este livro é perfeito para todos os amantes do gato.

Fotos: Andrew Cattila/fonte:via

Catisfaction #2: delicie-se com essas fotos de gatíneos ronronantes

A fotógrafa italiana Marianna Zampieri passa muito tempo tirando fotos apaixonantes de gatos. Depois de 6 anos nesta função, ela se tornou muito boa em registrar esses felinos. Ela ficou conhecida por seu projeto “C-AT Work”, que mostra gatos carinhosos que vivem em locais de trabalho, e agora segue com “Cats in Venice”, que se tornou um livro em abril de 2018.

“Durante esses anos, eu conheci uma enorme quantidade de gatos incríveis, cada um com diferentes qualidades e comportamentos. Eu sempre tentei pegar expressões de satisfação de gatos, ou “Catisfaction” (Gatisfação fica péssimo, mas é só uma tentativa de tradução) como eu gosto de chamar, uma espécie de cara ou sentimento feliz”, conta. “Isso é o que eu mais gosto, quando os gatos mostram algum tipo de felicidade. Muitas pessoas dizem que os gatos não sorriem como os cães… Bem, esta é a prova de que os gatos podem sorrir também!”

A fotógrafa fez uma seleção de fotos de diferentes projetos de gatos que, para ela, resume o que seria Catisfaction. “Eu não sei se eles estão realmente felizes ou não, mas seus rostos em alguns momentos de relaxamento quando eles estão realmente curtindo carinhos me fazem sorrir e me dão uma sensação de paz”.

Conheça o trabalho:

Fotos: Marianna Zamperi/fonte:via

Para combater estereótipos, pitbulls ganham coroas de flores

Como muitas pessoas, Sophie Gamand nem sempre foi a maior fã de pitbulls. Como fotógrafa voluntária de abrigos de animais, ela costumava ficar tensa sempre que via um. E então algo mudou. Em 2014, a fotógrafa de Nova York decidiu confrontar seu medo e assumir um projeto que a forçaria a interagir com os pit bulls, relata o My Modern Met.

Inicialmente, ela queria ver por si mesma se os pitbulls eram realmente tão perigosos quanto as pessoas dizem que são – e o que ela aprendeu a surpreendeu.

Ela “descobriu a natureza doce e gentil dos pitbulls e como eles são obedientes e ansiosos para agradar”, disse Gamand ao site. “Eles são patetas, amorosos e muito ligados às pessoas”, relata.

Equipada com sua nova mentalidade, ela decidiu fotografar os cães individualmente com coroas de flores coloridas adornando suas cabeças na esperança de desafiar a percepção do público sobre a raça. E funcionou.

Gamand diz que a equipe de abrigos de animais frequentemente diz a ela que suas fotos, publicadas nas redes sociais com uma breve descrição da personalidade de cada cão, já salvaram inúmeros cães da eutanásia e ajudaram muitos outros a encontrar lares para sempre. “Elas ajudaram os cães a serem adotados, que tinham zero interesse por meses ou até anos”, diz ela.

Nos últimos anos, ela fotografou mais de 400 pitbulls e suas imagens serão publicadas em um futuro livro intitulado Pit Bull Flower Power: The Book. Será lançado em outubro para o Mês de Conscientização do Pitbull.

Ela diz que o estereótipo dos pit bulls sendo excessivamente agressivo é “completamente infundado”, acrescentando que a genética tem pouca ou nenhuma influência na personalidade de um cão. O que faz a diferença, no entanto, é o cuidado e o treinamento adequados, e é por isso que ela está dedicando o trabalho de sua vida para ajudar os cães a encontrar lares amorosos.

Quem aguenta essa fofura?

Além disso, os cães adoram as sessões de fotos. “Estes são todos cães de abrigo que passam a maior parte do tempo em uma gaiola”, diz Gamand. “Eles são tão felizes por toda a atenção, prazeres e amor que recebem nas filmagens. Eles amam nada mais do que ser bons meninos e meninas – aprendendo truques, sentados para conseguir um biscoito. É o momento especial deles. esforço de equipe entre o manipulador, o cachorro e eu mesmo “.

Suas fotos se espalharam por todas as redes sociais, e agora ela recebe pedidos para visitar abrigos de animais em todo o mundo, da Índia ao Kuwait e à China. Antes do Pit Bull Flower Power, o primeiro livro de Gamand, o Wet Dog – que apresenta cães molhados adoráveis ​​- foi publicado em 2015.

Continue rolando para ver mais da série Flower Power da Gamand e confira este projeto e outros em sua página do Instagram e website:

Fotos: Sophie Gamand/fonte:via

Fotógrafo clica 20 gatos ‘loucões’ de catnip

O fotógrafo profissional de animais de estimação Andrew Cattila captura uma variedade de personalidades bobas e expressivas dos gatos enquanto eles reagem à sua viagem. Recentemente, ele terminou um projeto sobre o amor dos gatos pelo Catnip, ou a erva-do-gato.

Em seu livro Cats On Catnip, publicado em junho deste ano, ele faz uma coleção humorística de dezenas de fotos de gatos engraçados e adoráveis ​​enquanto brincam, rolam e comem seu lanche favorito. “Enquanto eu costumava ser terrivelmente alérgico a gatos, agora eu moro com minha namorada, nossos três gatos e uma enorme quantidade de gatinhos adotivos fora de D.C.”, conta Andrew.

Gatos adoram catnip. Quer seja comê-lo, brincar com ele ou rolar nele, a erva transforma nossos amigos felinos domésticos em divertidos bailes de atividade. Despreocupados e desimpedidos, eles são livres para serem tolos, excepcionalmente brincalhões e honestos.

Um divertido e delicioso olhar para nossos companheiros peludos, este livro é perfeito para todos os amantes do gato.

Fotos: Andrew Cattila/fonte:via