Minha vida nĂŁo foi um romance…

Minha vida nĂŁo foi um romance… Nunca tive atĂ© hoje um segredo. Se me amar, nĂŁo digas, que morro De surpresa… de encanto… de medo… Minha vida nĂŁo foi um romance Minha vida passou por passar Se nĂŁo amas, nĂŁo finjas, que vivo Esperando um amor para amar. Minha vida nĂŁo foi um romance… Pobre vida… passou sem enredo… GlĂłria a ti que me enches de vida De surpresa, de encanto, de medo! Minha vida nĂŁo foi um romance… Ai de mim… JĂĄ se ia acabar! Pobre vida que toda depende De um sorriso.. de um gesto.. um olhar…

AMOR É SÍNTESE

Por favor, nĂŁo me analise NĂŁo fique procurando cada ponto fraco meu. Se ninguĂ©m resiste a uma anĂĄlise profunda, Quanto mais eu… Ciumento, exigente, inseguro, carente Todo cheio de marcas que a vida deixou Vejo em cada grito de exigĂȘncia Um pedido de carĂȘncia, um pedido de amor. Amor Ă© sĂ­ntese É uma integração de dados NĂŁo hĂĄ que tirar nem pĂŽr NĂŁo me corte em fatias NinguĂ©m consegue abraçar um pedaço Me envolva todo em seus braços E eu serei o perfeito amor.

Almas que se encontram

Dizem que para o amor chegar nĂŁo hĂĄ dia… NĂŁo hĂĄ hora… E nem momento marcado para acontecer. Ele vem de repente e se instala… No mais sensĂ­vel dos nossos ĂłrgĂŁos… o coração. Começo a acreditar que sim… Mas percebo tambĂ©m que pelo fato deste momento… NĂŁo ser determinado pelas pessoas… Quando chega, quase sempre os sintomas sĂŁo arrebatadores… Vira tudo Ă s avessas e a bagunça feliz se faz instalada. Quando duas almas se encontram o que realça primeiro… NĂŁo Ă© a aparĂȘncia fĂ­sica, mas a semelhança das almas. Elas se compreendem e sentem falta uma da outra…. Se entristecem por nĂŁo terem se encontrado antes… Afinal tudo poderia ser tĂŁo diferente. No entanto sabem que o caminho Ă© este… E que nĂŁo haverĂĄ retorno para as suas pretensĂ”es. É como se elas falassem alĂ©m das palavras… Entendessem a tristeza do outro, a alegria e o desejo… Mesmo estando em lugares diferentes. Quando almas afins se entrelaçam… Passam a sentir saudade uma da outra… Em um processo contĂ­nuo de reaproximação… AtĂ© a consumação. Almas que se encontram podem sofrer bastante tambĂ©m, Pois muitas vezes tais encontros acontecem… Em momentos onde nĂŁo mais podem extravasar… Toda a plenitude do amor… Que carregam, toda a alegria de amar… E de querer compartilhar a vida com o outro, Toda a emoção contida Ă  espera do encontro final. Desejam coisas que se tornam quase impossĂ­veis, Mas que sĂŁo tĂŁo simples de viver. Como ver o pĂŽr-do-sol… Ou de caminhar por uma estrada com lindas ĂĄrvores… Ver a noite chegar… Ir ao cinema e comer pipocas… Rir e brincar… Brigar Ă s vezes, Mas fazer as pazes com um jeitinho muito especial. Amar e amar, muitas vezes… Sabendo que logo depois poderĂŁo estar juntas de novo… Sem que a despedida se faça presente. PorĂ©m muitas vezes elas se encontram em um tempo… E em um espaço diferente… Do que suas realidades possam permitir. mas depois que se encontram… Ficam marcadas … tatuadas… E ainda que nunca venham a caminhar para sempre juntas… Elas jamais conseguirĂŁo se separar… E o mais importante … TerĂŁo de se encontrar em algum lugar. Almas que se encontram jamais se sentirĂŁo sozinhas… Porquanto entenderĂŁo, por si sĂł, a infinita necessidade… Que tĂȘm uma da outra para toda a eternidade

YAMAPI

yamapi

YAMAPI

YAMAPI

YAMAPI

Yamapi is such a dork!!!

YAMAPI

YAMAPI