GALERIA DE FOTOGRAFIAS

https://i0.wp.com/inapcache.boston.com/universal/site_graphics/blogs/bigpicture/ngmphoto2_113012/bp4.jpg

https://i0.wp.com/proof.nationalgeographic.com/files/2015/12/160104-best-pod-dec-08.jpg

https://i1.wp.com/zellox.com/wp-content/uploads/2016/04/national-geographic.jpg

https://i1.wp.com/assets.natgeotv.com/Shows/6612.jpg

https://i2.wp.com/assets.natgeotv.com/Shows/30161.jpg

https://i0.wp.com/news.nationalgeographic.com/content/dam/news/2016/02/28/leaping_animals/_03_NationalGeographic_1160902.ngsversion.1456662611218.adapt.768.1.jpg

https://i1.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2013/04/NationalGeographic_1329449.jpg

https://i0.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/06/animals-walking-water-01.jpg

https://i0.wp.com/www.artsfon.com/pic/201412/1440x900/artsfon.com-42262.jpg

https://i1.wp.com/media-channel.nationalgeographic.com/media/uploads/photos/content/photo/2015/04/07/Showdown_01_AnimalsGoneWild2.jpg

https://i1.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/06/waq-reptiles-01.jpg

https://thirdeyemom.files.wordpress.com/2013/11/004_nationalgeographic_1740198.jpg?w=444

https://publicidadeecerveja.files.wordpress.com/2015/08/imagem_release_479447.jpg?w=444

https://cdn.theatlantic.com/assets/media/img/photo/2015/11/2015-national-geographic-photo-cont/n01_5739056973187/main_900.jpg?1446597853

https://d.ibtimes.co.uk/en/full/1442032/national-geographic-traveler-photo-contest.jpg

https://i0.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2015/08/Gabon0383.jpg

https://insdrcdn.com/media/attachments/f/ff/10686ffff.png

http://yourshot.nationalgeographic.com/u/ss/fQYSUbVfts-T7pS2VP2wnKyN8wxywmXtY0-FwsgxpCraE8GCLiegX4ASiC0amFVSL2S4Wffeq1O6hozYTI8j/

https://i1.wp.com/6www.ecestaticos.com/imagestatic/clipping/691/253/327/6912533272fc1f80a4986690671dffa7/las-mejores-imagenes-del-concurso-national-geographic-photo-contest-2015.jpg

https://i2.wp.com/i.imgur.com/Q0Z9v.jpg

https://i2.wp.com/kids.nationalgeographic.com/content/dam/kids/photos/articles/Other%20Explore%20Photos/R-Z/Wacky%20Weekend/Funny%20Animal%20Faces/ww-funny-animal-faces-cow.jpg

https://i2.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2013/08/70618-cb1377107371.jpg

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/06/ce967-2946023014_b5c2afb52b_o.jpg?w=444

http://yourshot.nationalgeographic.com/u/ss/fQYSUbVfts-T7pS2VP2wnKyN8wxywmXtY0-FwsgxoQuSQyxUP0gg8GMIunbgDlVGo2h4M9hjaNTkTvTOQrw2/

http://yourshot.nationalgeographic.com/u/ss/fQYSUbVfts-T7pS2VP2wnKyN8wxywmXtY0-FwsgxpCEWxwC8GgmSrPEusyw2StOVnv3_EgL6KE5AEW_y-UOy/

https://i0.wp.com/proof.nationalgeographic.com/files/2015/03/14_SJohan_163-Flamingo1.jpg

https://i1.wp.com/imguol.com/c/noticias/2015/06/11/11jun2015---um-ibex-especie-de-mamifero-bovideo-caprino-se-materializa-no-deserto-como-uma-criatura-mitica-macho-e-femeas-tem-chifres-usados-na-selecao-sexual-e-defesa-do-territorio-os-chifres-que-1434018436814_1024x768.jpg

https://i2.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/02/albino-animals-your-shot-1-05.jpg

https://i0.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/02/amazingly-blue-creatures-blue-footed-booby.jpg

https://c1.staticflickr.com/3/2703/4437145665_83ec988de3_b.jpg

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/59/12/e7/5912e7fb857be51efb8c97c3173a6dd5.jpg

https://i1.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/03/animal-mustache-Emperor-tamarin-01.jpg

https://i1.wp.com/www.hd-wallpaper1.com/images/lizard-4k.jpeg

http://yourshot.nationalgeographic.com/u/ss/fQYSUbVfts-T7pS2VP2wnKyN8wxywmXtY0-FwsgxpixNiJgpmYUqqRV-ZKGW0TVBchJzHzJSPTvIZtT_hDo9/

https://i1.wp.com/www.fotosefotos.com/admin/foto_img/foto_big/bisao_americano_9ec657901b8586848f8f90fbb56b4e78_bison_no_campo.jpg

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/06/0dae5-three-bison-buffalo-walking-on-snow.jpg?w=444

https://i1.wp.com/photos1.blogger.com/img/287/5973/1024/DSC03477.jpg

https://i1.wp.com/www.imagensfotos.com.br/wp-content/uploads/2015/10/18.jpg

https://i0.wp.com/photo.sf.co.ua/g/428/5.jpg

https://i0.wp.com/proof.nationalgeographic.com/files/2015/07/6276544_uploadsmember230644yourshot-230644-6276544jpg_w3ncnjiofhmewlm54bdsjdyjylp3eflutfvvbpyjwjhzlmh4iziq_3840x5760.jpg

https://i0.wp.com/photo.sf.co.ua/g/488/3.jpg

https://i0.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/07/Shovon-Sarkar-Common-kingfisher.jpeg

https://i1.wp.com/www.berlengas.eu/sites/berlengas.eu.life/files/especies/luas_pagina.jpg

National Geographic (Mais fotografias aqui )
Anúncios

Série de fotos vintage mostra mulheres arrasando nas décadas de 70 e 80 fantasiadas de Mulher Maravilha

Com a chegada do filme Mulher Maravilha aos cinemas, não param de aparecer novidades e histórias inspiradoras relacionadas à super-heroína. Apesar do sucesso do filme, a atriz recebeu apenas 2% do valor pago ao astro de Superman. O que importa é que, apesar de tantas dificuldades, a heroína segue inspirando – e empoderando – mulheres há muito tempo!

Uma série de fotos publicadas por usuários do Reddit recentemente mostra bem isso. São fotografias antigas de mulheres arrasando fantasiadas de Mulher Maravilha. As imagens foram resultado do sucesso das três temporadas da série de televisão que levava o nome da personagem, exibida entre 1975 e 1979.

Foto: If_Isalpha

Embora tenha sido descontinuada em tão pouco tempo, a série plantou uma importante semente de empoderamento feminino na época e fez com que muitas mulheres sonhassem em ter os poderes da Mulher Maravilha por pelo menos algumas horas. Nas fotos abaixo, tiradas entre o final dos anos 70 e início dos anos 80, vemos que algumas delas puderam realizar esse desejo, mesmo que de brincadeira. 

Foto: what_the_deuce

Foto: Jdlyons81

Foto: DrDigitalWKNC

Foto: BloodyPinkChanel

fonte:via

A impressionante história – e as imagens – do homem mais alto já registrado na história

Quando Robert Wadlow nasceu, em 22 de fevereiro de 1918, nada anunciava o tamanho – literal – que ele viria a ter na história da medicina e, como não, da humanidade. Com cerca de 4 quilos, o filho de Harold e Eddie Wadlow, nascido na cidade de Anton, no estado de Illinois, nos EUA, era um bebê tão normal quanto qualquer outro. Não demorou muito, porém, para que a singularidade de Robert começasse a crescer a olhos vistos.


Robert Wadlow com 10 anos de idade

Com um ano ele já media cerca de um metro de altura e pesava 20 quilos. Aos 8 anos ele passou o pai em altura, e aos 10 atingiu 2 metros. Aos 13 anos, Robert media 2,23 metros. Bastou chegar aos 19 anos para se tornar o homem mais alto do mundo – ele até ali media 2,54 metros, e seu sapato era número 70.


Robert com 17 anos

Sua condição se deu por conta de um tumor na glândula pituitária, que destruía as células que controlam o crescimento. Assim, Robert esteve condenado a crescer por toda sua vida. Rapidamente, porém, tal condição começou a apresentar complicações – ele passou a se sentir mais fraco, e seus ossos começaram a não suportar sua estatura e peso.

Aos 20 anos ele já caminhava com a ajuda de uma longa bengala.

Robert chegou a viajar o país com o circo, e também para divulgar a marca de sapatos que confeccionava os seus. Um simples ferimento em seu tornozelo um dia transformou-se em uma severa infecção e, mesmo com tentativas cirúrgicas e transfusões de sangue, Robert Wadlow veio a falecer aos 22 anos, no dia 15 de julho de 1940.

Quando morreu, Robert media 2,74 metros, e até hoje permanece como a pessoa mais alta já registrada na história.

Doce, quieto, educado e inteligente, Robert ficou conhecido não por acaso como “gigante gentil”, e uma pequena multidão foi convocada para carregar seu caixão. Uma estátua em tamanho real existe em sua cidade, para lembrar não só de sua altura, mas também de sua doçura, proporcional ao seu tamanho, conforme conta a história.

© fotos: reprodução/fonte:via

Alguém descascou 30 anos de grafite, e aqui está o que encontrou

Na cidade de Nijmegen, na Holanda, um espaço vem sendo palco da arte urbana desde os anos 70. É o Doornroosje, um centro de encontro hippie dos anos 70, que também ficou conhecido por ser um dos primeiros lugares na Holanda onde a maconha era fumada abertamente. Já naquela época a construção viria a receber as primeiras pinturas em sua parede – e o graffiti foi sendo refeito diversas vezes com o passar dos anos.

Recentemente, o fotógrafo Paul de Graaf clicou algumas lascas descascadas da parede, que retratam estes mais de 30 anos de história. As camadas de tinta sobrepostas são arte pura e mostram que o espaço serviu como um palco para o graffiti durante todo este tempo.

As paredes da construção são pintadas de cima a baixo, como dá para ver na foto acima. Paul compartilhou as fotografias das lascas de tinta através do Imgur em um tópico que chamou a atenção na rede.

Os registros são uma incrível peça de arte!

Na foto abaixo, Paul mostra o local exato de onde as lascas de tinta foram retiradas.

O fotógrafo usou até mesmo uma banana para dar uma dimensão do tamanho do pedaço da parede que foi descascado.

Todas as fotos © Paul de Graaf

Fonte: [BoredPanda][via][via]

 

 

A impressionante beleza de pessoas albinas continua conquistando admiradores por aí

As maravilhosas fotografias de pessoas albinas clicadas pela russa-israelense Yulia Taits rodaram o mundo no ano passado, fazendo enorme sucesso também aqui . Muitos albinos entraram em contato com Yulia para agradecer pelo ensaio, o que a motivou a produzir mais uma linda série.

De acordo com a fotógrafa, ela recebeu vários relatos de pessoas albinas que falaram sobre o poder do projeto, que fez com que elas se sentissem mais bonitas e confiantes sendo do jeito que são. Eis que surge então “Porcelain Beauty Volume 2” (“Beleza de Porcelana Volume 2”), com mais lindos modelos albinos, em mais um ensaio em que a beleza natural dispensou o uso de Photoshop, marca registrada de Yulia.

Todas as fotos © Yulia Taits /fonte:via

Fotógrafo mostra um outro lado do Japão: o da solidão em meio ao caos

Na última metade do século 20, o Japão sofreu um período de crescimento econômico sem precedentes. Mas esse rápido crescimento custou um preço, e em japonês há uma palavra para definir as consequências deste chamado milagre econômico japonês. ‘Karoshi’ pode ser traduzido literalmente como “morte excessiva”; Mortalidade súbita causada por excesso de trabalho. O termo tem paralelos em outros países como a China e a Coréia do Sul, culturas que também enfatizaram a prosperidade material acima de tudo.

O fotógrafo Hiroharu Matsumoto capturou a solidão em fotografias minimalistas em preto e branco em espaços públicos no centro de Tóquio e Yokohama que isolam figuras das multidões circundantes. “Com este trabalho, eu queria encontrar o silêncio que ocorre por um momento num enorme espaço público onde muitas pessoas vão e vem“, escreve o artista em seu site.

“Pouco os homens percebem o que a solidão é e até onde ela se estende“, escreveu o filósofo renascentista Francis Bacon. Em uma das maiores áreas metropolitanas do mundo, você não esperaria encontrar a solidão que é transmitida no projeto ‘Quiet Tokyo’ de Matsumoto, mas está lá, invadindo a felicidade de muitos.

Hiroharu-Matsumoto-–-Quiet-Tokyo-01

Hiroharu-Matsumoto-–-Quiet-Tokyo-02

Hiroharu-Matsumoto-–-Quiet-Tokyo-03

Hiroharu-Matsumoto-–-Quiet-Tokyo-04

Hiroharu-Matsumoto-–-Quiet-Tokyo-05

Hiroharu-Matsumoto-–-Quiet-Tokyo-06

Hiroharu-Matsumoto-–-Quiet-Tokyo-08

Hiroharu-Matsumoto-–-Quiet-Tokyo-09

Hiroharu-Matsumoto-–-Quiet-Tokyo-10

* Imagens: Hiroharu Matsumoto fonte:via

Conheça a modelo Nyakim Gatwech e sua história de luta contra o racismo e pelo respeito à diversidade

A mais nova rainha do mundo da moda é Nyakim Gatwech, uma modelo do Sudão do Sul que vem se destacando por conta não só de sua beleza e talento, mas pela beleza da tonalidade intensamente escura de sua pele – e por como ela ostenta tal pele com orgulho e determinação. Não há, diante da força de Nyakim, barreiras, padrões e convenções de beleza que permaneçam de pé.

Hoje, aos 24 anos, Nyakim mudou-se de seu país para Minneapolis, nos EUA, a fim de investir em sua carreira. Seja onde for, a cor de sua pele jamais deixa de ser notada – inclusive para o horror do racismo.

“Vocês não acreditam o tipo de perguntas que eu ouço e o tipo de olhar que recebo por ter essa pele”, ela escreveu, referindo-se ao dia em que um motorista de Uber sugeriu que ela deveria “clarear” sua pele. Ela respondeu com uma gargalhada.

“Meu chocolate é elegante. É isso que eu represento: uma nação de guerreiros”, ela disse.

Assim, naturalmente Nyakim vem se tornando não só uma referência na luta por maior diversidade no mundo da moda, como também pelo direito dos negros e na luta contra o preconceito pelo mundo. E ela responde à altura, como a rainha negra que é.

“Negro é coragem, negro é lindo, negro é ouro. Não deixem os padrões americanos acabarem com sua alma africana”.

© fotos: reprodução/fonte:via

Penhasco a 1000 metros de altura é mais um motivo para os aventureiros visitarem a Noruega

Se você está sem destino para as próximas férias, deveria considerar seriamente a Noruega. O país nórdico, famoso por sua natureza exuberante, possui mais de 90% do seu território coberto por florestas e é o paraíso dos aventureiros e do ecoturismo.

E é lá que fica o penhasco que é cenário do vídeo que viralizou nos últimos dias nas redes, postado pela página do Facebook Spectacular Norway. Nele, o fotógrafo Simen Haughom captou diversos saltadores se aventurando na Kjerag, famosa montanha do país com mais de 1000 metros de altura.

As imagens, que são um verdadeiro espetáculo para os olhos mas que causam frio na barriga para os mais conservadores.

19453154_1242768859179000_3860356510131238534_o

19575203_1249525891836630_5105293975462030680_o

18077361_1181033968685823_4116081888712020167_o

Todas as imagens © Reprodução Facebook/fonte:via

Olhe com atenção para essas imagens para entender do que elas realmente se tratam

Quando a gente olha para alguma coisa, o cérebro rapidamente decodifica a imagem para nós, dando significado às formas e cores que estamos observando. Mas de vez em quando rola uma confusão e acreditamos estar vendo uma coisa completamente diferente do que realmente está lá.

Inga Ko, uma das editoras do Bored Panda, selecionou várias imagens que vão dar um nozinho na sua mente. Tem algumas em que é difícil entender do que se trata sem olhar a explicação… Confira nossas preferidas e coloque o cérebro para trabalhar no nível Hard!

Pode parecer um apartamento moderno, mas é o interior de um violão

Essa lagosta está em um balde, mas também poderia ser um monstro gigante em um planeta metálico

 

Pois é, isso é uma água-viva. Não é à toa que ela é conhecida como Fried Egg Jellyfish (Água-Viva Ovo Frito)

À primeira vista esses pássaros podem parecer uma grande lagarta

Achou esses planetas bonitos? Bom, na verdade eles são as partes de baixo de frigideiras

Essa vista aérea de uma linda praia é, na verdade, uma poça d’água

A neblina sobre a floresta parece um oceano

O reflexo nessa pedra não lembra um belo pôr-do-sol sobre as nuvens?

Um ovo de dinossauro? Ou quem sabe de um Pokémon? Não, é só um abacate que caiu da árvore e ficou muito tempo sob o sol

Esse monstro do mar é, na verdade, um navio que naufragou muito tempo atrás

Essa ilha enorme não passa de uma pedra com musgo

Que tal essa formação de tempestade que parece o mar em fúria?

A perna desse tamanduá lembra muito um urso panda, não?

Não é a paisagem de uma grande cidade, mas um cemitério em Tóquio!

Achou que era a Terra vista do espaço? Não, apenas o teto de um carro após uma noite de geada

Já a porta desse outro carro lembra um disco-voador sobre uma floresta

Poderia ser um lindo quadro, mas é apenas a paisagem através da janela

Ataque de pássaros? Não, só gelo sobre o pára-brisas após uma noite de inverno

Esse poço de lava parece estar sugando almas direto pro inferno

Não é uma nebulosa, mas a fumaça após uma sessão de fogos de artifício

Esse toco de madeira acabou parecendo uma família de pássaros observando o fogo

Pensou que era um pedaço de concreto? Pois é Nova Déli vista de cima

 

Às vezes as nuvens têm vontade de ser ondas do mar…

E essa rocha enorme pode muito bem ser confundida com um navio

Esse deserto nevado coberto de areia deixa muita gente com vontade de comer tiramisu

Essa linda água-viva pode muito bem passar por uma observação do Espaço

A perspectiva faz com esse esse ganso pareça um tipo gigantesco de dinossauro

Acredite, isso não é uma pintura, mas uma foto de dunas de areia na Namíbia

É o coração de uma criatura do gelo? Não, só uma pedra que congelou

Esse reflexo da tempestade poderia muito bem ser um disco-voador

Essa pedra achada na Etiópia parece um retrato do fundo do mar

Fotos via :Bored Panda fonte:via

O fim trágico do primeiro jogador de futebol a se declarar homossexual na Inglaterra

Em 1981, o time de futebol inglês Nottingham Forest, então bi-campeão da Copa dos Campeões da Europa (atual Liga dos Campeões), contratou o atacante Justin Fashanu por 1 milhão de libras. Foi o primeiro jogador negro a ser envolvido em uma transferência desse valor na história. Mas ele teria dificuldades para seguir crescendo na carreira, muito por causa de sua orientação sexual.

Justin tinha se destacado jogando pelo Norwich City, mas nunca conseguiu repetir o desempenho no Forest. Seu comportamento fora de campo influenciou: o hábito de frequentar bares e boates gays incomodava os companheiros de clube, o que o impediu de se sentir à vontade no elenco.

John Fashanu, seu irmão um ano mais novo, também foi jogador profissional, mas não o apoiou. Pelo contrário. Muito unidos na infância, os dois se distanciaram após a orientação sexual de Justin ficar mais clara. John disse que chegou a oferecer dinheiro para que o irmão não se declarasse homossexual para o público.

A história de como ele saiu do armário também é polêmica. A revelação foi feita ao tabloide The Sun em 1990 e, segundo Nick Baker, biógrafo de Justin, envolveu chantagem: o jornal ofereceu 20 mil libras para que ele se revelasse, ameaçando publicar a matéria sem seu consentimento caso ele não aceitasse.

Os comentários de companheiros de time e adversários e os cânticos ofensivos de torcidas se tornaram mais frequentes, até que Justin desistiu de tentar suportá-los. Ele chegou a jogar nos fracos campeonatos do Canadá e dos Estados Unidos, onde se aposentou e começou a seguir carreira como técnico.

Vivendo em Maryland, ele foi acusado por um rapaz de 17 anos de agressão sexual em 1997. Temendo não receber um julgamento justo, voltou para a Inglaterra enquanto as investigações prosseguiam. Justin decidiu colocar fim na própria vida aos 37 anos, após visitar uma sauna gay em Londres.

Em seu bilhete de despedida, afirmou que era inocente e que a relação com o jovem tinha sido consensual. “Me dei conta que fui condenado. Não quero mais ser uma vergonha para meus amigos e minha família. Espero que Jesus me dê boas vindas e que eu finalmente encontre a paz”, escreveu antes de se enforcar em uma garagem.

Até hoje ele é o único jogador de futebol das grandes ligas europeias a se assumir gay durante a carreira – o alemão Thomas Hitzlsperger chegou a sair do armário, mas só depois de se aposentar.

Todas as fotos: Reprodução

[com informaçõesFonte:via via]

Conheça o mundo mágico de Hayao Miyazaki no Museu Ghibli

O Ghibli é um dos mais conhecidos estúdios de animação japoneses, especialmente por causa dos filmes Meu Vizinho Totoro e A Viagem de Chihiro. Além de ser um dos fundadores do Ghibli e de dirigir a maioria dos filmes feitos por lá, Hayao Miyazaki também projetou um museu incrível sobre a história da animação no país.

O Ghibli Museum fica em Mitaka, a cerca de 20 minutos de trem de Tóquio. Inaugurado em 2001, o local foi projetado por Miyazaki com inspiração nas storyboards que ele havia criado para escrever os filmes que lhe deram fama internacional. O diretor queria que o prédio em si fosse uma atração, e ele conta com escadas que levam a salas de exibição, a pontes internas ou simplesmente a lugar nenhum.

A ideia de que a visita ao museu seja uma viagem é traduzida pelo slogan, “Venha se perder com a gente”. Há exibições fixas sobre a história e a ciência por trás das animações, além de uma réplica de estúdio para mostrar como um filme é criado, incluindo várias técnicas de ilustração.

O museu exibe curta-metragens criados pelo Ghibli exclusivamente para serem mostrados lá, além, é claro, de vários objetos relacionados aos filmes mais famosos do estúdio. Isso inclui, por exemplo, o Catbus, personagem de Meu Vizinho Totoro: um enorme gato com espaço para transportar pessoas dentro. No museu, crianças com até 12 anos podem viver a experiência de andar no gato-ônibus como no filme.

Leia também: Um parque temático inspirado em ‘Meu Amigo Totoro’ vai abrir em 2020

Feliz ou infelizmente, não há imagens do interior do museu: a administração não faz divulgações oficiais, nem é permitido aos visitantes usar câmeras. A direção pede a experiência priorize os próprios olhos e sentidos, e não através do visor digital.

Todas as fotos © Makiko Itoh /Fonte:via