O maravilhoso trabalho do fotógrafo que viaja o mundo em busca do sol perfeito

Parece até montagem! O fotográfo francês Julien Grondin está há três anos na estrada com um único objetivo: capturar as mais belas paisagens do sol nascendo e se pondo! Ele começou nos EUA e depois passou por Europa e Ásia. Este ano ainda promete passar pela China e Noruega. Também conhecido como Beboy, este cara está ganhando cada vez mais seguidores.

Antes das imagens, dedico um trecho de “Livre” (ou Wild) sobre estes momentos do dia tão maravilhosos que casa perfeitamente com este belíssimo ensaio: “existe um nascer e um por do sol todos os dias. Você pode optar estar lá pra ver, você pode se colocar no caminho da beleza”.

914

516

614

715

815

318

416

515

193

202

220

154

163

173

183

138

146

1211

1310

1013

1112

Todas as fotos © Julien Grondin

Fotógrafo documenta a vida da jovem que abdicou de bens materiais para criar cães de trenó no Alaska

Desde 2013, o fotógrafo francês Brice Portolano compartilha incríveis histórias de pessoas que optaram por fugir do estilo de vida urbano para se conectar com a natureza, através do projeto No Signal.

Arctic Love foi o primeiro dos quatro ensaios do projeto, onde Brice retrata o dia a dia da jovem finlandesa Tinja, documentando seu estilo de vida numa região praticamente deserta do Alasca, onde cria 85 cães, na sua maioria huskies, sendo que alguns são “lobos cachorros”, pois seus pais ou avós eram lobos.

Tinja leva uma vida bem diferente da que estamos acostumados. Na região onde mora, quase 300 mil quilômetros distante da civilização, a jovem usa velas para obter luz em casa, cozinha num fogão a lenha e toda manhã busca água num rio próximo, onde ela precisa “quebrar o gelo” da superfície.

briceportolano2

A criadora de cães conta que deixou a Finlândia há 8 anos, quando estudava biologia e decidiu que queria levar um estilo de vida mais selvagem. Vida, aliás, que ela adora, contando que encontrou a paz na solidão do local. Todo dia, Tinja vai até os canis, onde alimenta os 85 cães, além de fazer a limpeza do local e levá-los para se exercitar, através de corridas pela região.

Ela conta que nunca pensou em usar os cães comercialmente, apesar de receber emails diariamente com propostas para explorar os cães através de passeios de trenó, por exemplo. “Eu não quero nada material. A natureza fornece tudo que preciso”, disse a jovem.

E você, teria coragem de trocar sua vida por uma mais solitária e primitiva, como o de Tinja? 

Arctic Love

Arctic Love

Arctic Love

Arctic Love

Arctic Love

briceportolano9

briceportolano10

Arctic Love

Arctic Love

Arctic Love

Arctic Love

Arctic Love

briceportolano17

briceportolano18

briceportolano19

briceportolano20

Arctic Love

Arctic Love

Para conhecer os outros projetos de No Signal, entre aqui.

Todas as fotos © Brice Portolano

Ilustrador brasileiro usa cartoons para retratar o seu dia a dia e lançar olhar crítico sobre o Brasil

Os cartoons são uma ótima maneira de expressar ideias e também de retratar (e criticar) a realidade que percebemos ao nosso redor. Com traços simples, o diretor de arte e ilustrador André Gola mostra como se usa a técnica com maestria ao publicar suas criações através das redes sociais.

André usa o seu tempo livre para criar as ótimas imagens que já conquistaram mais de 13 mil seguidores no Instagram. Inspirado em cartunistas como Saul Steinberg e Jean-Jacques Sempé, ele publica cartoons que variam entre críticas ácidas ao cenário político nacional e o puro retrato de situações simples do cotidiano.

Vem ver:

gola2

gola1

gola3

gola4

gola5

gola6

gola7

gola8

gola9

gola10

gola11

gola12

gola13

gola14

gola15

Todas as fotos © André Gola

Os gemeos atacam novamente e assinam primeiro mural na Itália em projeto pra aproximar o público da arte

Você já conhece estes personagens amarelinhos que conquistaram o mundo e cruzaram fronteiras. A dupla de artistas Osgemeos deixou pela primeira vez sua marca em solo italiano ao pintar o mural “Efêmero“ nas paredes externas do Pirelli HangarBicocca, em Milão.

A pintura faz parte do projeto  “Outside the Cube”, que entre 2016 e 2018 vai explorar vários temas exibidos por filmes e documentários, palestras e leituras. A ideia é aproximar o público da arte, colocar os jovens em contato com artistas italianos e internacionais e ensinar diferentes técnicas para eles.

Os irmãos brasileiros Gustavo e Otávio Pandolfo utilizaram a história do local como referência para criar o desenho. O prédio é uma antiga fábrica de trens, em meio a uma região bastante industrial, então foi pintado um vagão de trem com uma pessoa pegando carona do lado de fora e o nome “Margarida” na lateral, em homenagem à mãe dos dois, Margarida Kanciukaitis.

Maneiro, não?

osgemeosmilao4

osgemeosmilao

osgemeosmilao3

osgemeosmilao6

osgemeosmilao5

osgemeosmilao2

osgemeosmilao7

Todas as fotos © Osgemeos e Pirelli

Aos 90 anos, ele decidiu transformar uma escola em uma incrível galeria de arte

Para muitas pessoas, a aposentadoria é aquele momento de descansar e curtir o melhor da vida no sossego de casa. Mas, aos 90 anos, esse professor de arte prova que não existe idade para criar. Ao se aposentar após 25 anos de trabalho, Valery Khramov decidiu continuar ensinando arte, agora sob outra perspectiva.

O professor aposentado passou os três meses de férias escolares pintando as paredes de uma escola na Rússia e transformando o espaço em uma verdadeira galeria de arte. Cada um dos pisos da instituição ganhou uma temática diferente, para que diversas habilidades possam ser exploradas pelos estudantes e Valery confessa ter passado 10 dias sem dormir para poder terminar a obra a tempo.

valery1

Quando voltaram das férias, os alunos puderam se encantar com o primeiro piso do edifício, inteiramente dedicado às estações do ano, buscando mostrar a importância de proteger a natureza; ou com a geografia expressa na pintura do segundo andar, que retrata as diversas regiões da terra e suas peculiaridades. Outra área da escola é dedicada à pintura de ícones da arquitetura mundial, enquanto o setor em que as crianças menores estudam é inspirado noscontos de fada.

Valery se dedica à pintura desde a infância e registrou sua primeira obra em uma parede aos 16 anos – na época, foi um apartamento de dois dormitórios que serviu de tela para sua criação. A escola foi a maior obra do artista até hoje – e ele garante que não faz sequer esboços antes de começar a desenhar. Vem ver o resultado:

valery2

valery3

valery4

valery5

valery6

valery7

valery8

valery9

Valery1

valery10

valery11

valery12

Valery2

Valery3

valery13

valery14

valery15

Todas as fotos via

Esses filhotes de cabra ganharam casaquinhos para protegê-los do frio e para te matar de fofura

Colocar casaquinhos em filhotes é infalível para se alcançar níveis estratosféricos de fofura na internet. Já vimos todo tipo de animal vestindo suéteres e outras roupinhas de inverno, e os mais novos bichinhos a enfrentarem de gala o inverno são três filhotes de cabra, que receberam recentemente seus casacos bordados à mão para se aquecerem, nos EUA.

CABRAS7

Recém nascidos na fazenda Sunflower, as cabrinhas terão pela frente a primavera gelada do estado de Maine. Os casaquinhos foram enviados de presente por uma seguidora da fazenda chamada Stella, direto do estado do Tennessee, que soube que os fazendeiros haviam doado seus casaquinhos para outra fazenda, durante o inverno passado.

CABRAS6

Para que Stella pudesse ver seu presente em ação contra o frio, a equipe da Sunflower postou o vídeo com as cabrinhas estreando seus casacos, aproveitando um belo dia de frio recente, assim com estreando seus primeiros passos na vida. O resultado, como não poderia deixar de ser, é de nos fazer tremer de tanta fofura.

CABRAS5

CABRAS4

CABRAS3

CABRAS2

CABRAS1

© fotos: divulgação/reprodução

Marca faz sucesso ao criar linha de móveis elegante para apaixonados por bikes

As bicicletas têm ganhado espaço entre quem não aguenta mais ficar horas no trânsito, ou se espremer em ônibus ou trens lotados. Mas, embora não precise de vagas na garagem, os donos podem ter alguns problemas para guardar as bikes.

Para compensar a falta de espaço que relega as magrelas a quartinhos nos fundos, a empresa de design chilena Chol1 criou uma linha de móveis que combina beleza e praticidade, integrando as bicicletas aos ambientes domésticos.

chol1-muebles-para-bicicletas-catalogodiseno.com-10

São banquinhos, estantes, prateleiras e até um sofá feitos em madeira, com cavidades especiais para encaixar as rodas, mantendo as bikes seguras e dando um toque a mais na decoração.

A empresa oferece móveis adaptados para acomodar três tamanhos de rodas e nas cores branco, natural e canela. Os chilenos enviam seus produtos para países de todo o mundo, incluindo, claro, o Brasil.

Olha só a inovação:

Chol1 Sesión 2 from NotNancy on Vimeo

chol1-muebles-para-bicicletas-catalogodiseno.com-3

chol1-muebles-para-bicicletas-catalogodiseno.com-5

2

1

6

4

5

Todas as imagens: Reprodução/Chol1

Este casal investiu cerca de R$ 100 mil para ter uma casa móvel e viver em diferentes lugares

Viajar o mundo nem sempre precisa ser uma experiência cara e desgastante. Se você abrir mão de hotéis de luxo e longas viagens aéreas, a rotina de viagens pode ser ainda mais prazerosa e muito econômica! Um exemplo disso é a experiência do casal Jenna Spesard e Guillaume Dutilh.

Há três anos, os dois estavam em empregos que odiavam e cheios de dívidas, sem dinheiro para viajar. Logo veio a ideia: deixar tudo pra trás e investir em uma casa móvel para poder conhecer o mundo sem sair do conforto de seu lar.

tiny8

Durante um ano, os dois construíram a própria casa sobre rodas com um investimento de menos de US$ 30 mil (o equivalente a R$ 100 mil) e desde então já conheceram 30 estados americanos, além de 5 províncias canadenses. Com o dinheiro que economizaram durante esse tempo na estrada, eles também puderam conhecer países como França, Islândia e Costa Rica.

O espaço possui apenas 11,5 m², mas foi capaz de proporcionar uma enorme aventura para o casal, que compartilha suas histórias através do blog Tiny House Giant Journey (algo como “Casa Pequena Jornada Gigante”).

tiny1

tiny2

tiny3

tiny4

tiny5

tiny6

tiny7

tiny9

tiny10

A empresa Goal Zero fez um vídeo sobre a vida dos dois (em inglês):

Todas as fotos © Tiny House Giant Journey