GALERIA DE FOTOGRAFIAS

https://i0.wp.com/inapcache.boston.com/universal/site_graphics/blogs/bigpicture/ngmphoto2_113012/bp4.jpg

https://i0.wp.com/proof.nationalgeographic.com/files/2015/12/160104-best-pod-dec-08.jpg

https://i1.wp.com/zellox.com/wp-content/uploads/2016/04/national-geographic.jpg

https://i1.wp.com/assets.natgeotv.com/Shows/6612.jpg

https://i2.wp.com/assets.natgeotv.com/Shows/30161.jpg

https://i0.wp.com/news.nationalgeographic.com/content/dam/news/2016/02/28/leaping_animals/_03_NationalGeographic_1160902.ngsversion.1456662611218.adapt.768.1.jpg

https://i1.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2013/04/NationalGeographic_1329449.jpg

https://i0.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/06/animals-walking-water-01.jpg

https://i0.wp.com/www.artsfon.com/pic/201412/1440x900/artsfon.com-42262.jpg

https://i1.wp.com/media-channel.nationalgeographic.com/media/uploads/photos/content/photo/2015/04/07/Showdown_01_AnimalsGoneWild2.jpg

https://i1.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/06/waq-reptiles-01.jpg

https://thirdeyemom.files.wordpress.com/2013/11/004_nationalgeographic_1740198.jpg?w=444

https://publicidadeecerveja.files.wordpress.com/2015/08/imagem_release_479447.jpg?w=444

https://cdn.theatlantic.com/assets/media/img/photo/2015/11/2015-national-geographic-photo-cont/n01_5739056973187/main_900.jpg?1446597853

https://d.ibtimes.co.uk/en/full/1442032/national-geographic-traveler-photo-contest.jpg

https://i0.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2015/08/Gabon0383.jpg

https://insdrcdn.com/media/attachments/f/ff/10686ffff.png

http://yourshot.nationalgeographic.com/u/ss/fQYSUbVfts-T7pS2VP2wnKyN8wxywmXtY0-FwsgxpCraE8GCLiegX4ASiC0amFVSL2S4Wffeq1O6hozYTI8j/

https://i1.wp.com/6www.ecestaticos.com/imagestatic/clipping/691/253/327/6912533272fc1f80a4986690671dffa7/las-mejores-imagenes-del-concurso-national-geographic-photo-contest-2015.jpg

https://i2.wp.com/i.imgur.com/Q0Z9v.jpg

https://i2.wp.com/kids.nationalgeographic.com/content/dam/kids/photos/articles/Other%20Explore%20Photos/R-Z/Wacky%20Weekend/Funny%20Animal%20Faces/ww-funny-animal-faces-cow.jpg

https://i2.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2013/08/70618-cb1377107371.jpg

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/06/ce967-2946023014_b5c2afb52b_o.jpg?w=444

http://yourshot.nationalgeographic.com/u/ss/fQYSUbVfts-T7pS2VP2wnKyN8wxywmXtY0-FwsgxoQuSQyxUP0gg8GMIunbgDlVGo2h4M9hjaNTkTvTOQrw2/

http://yourshot.nationalgeographic.com/u/ss/fQYSUbVfts-T7pS2VP2wnKyN8wxywmXtY0-FwsgxpCEWxwC8GgmSrPEusyw2StOVnv3_EgL6KE5AEW_y-UOy/

https://i0.wp.com/proof.nationalgeographic.com/files/2015/03/14_SJohan_163-Flamingo1.jpg

https://i1.wp.com/imguol.com/c/noticias/2015/06/11/11jun2015---um-ibex-especie-de-mamifero-bovideo-caprino-se-materializa-no-deserto-como-uma-criatura-mitica-macho-e-femeas-tem-chifres-usados-na-selecao-sexual-e-defesa-do-territorio-os-chifres-que-1434018436814_1024x768.jpg

https://i2.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/02/albino-animals-your-shot-1-05.jpg

https://i0.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/02/amazingly-blue-creatures-blue-footed-booby.jpg

https://c1.staticflickr.com/3/2703/4437145665_83ec988de3_b.jpg

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/59/12/e7/5912e7fb857be51efb8c97c3173a6dd5.jpg

https://i1.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/03/animal-mustache-Emperor-tamarin-01.jpg

https://i1.wp.com/www.hd-wallpaper1.com/images/lizard-4k.jpeg

http://yourshot.nationalgeographic.com/u/ss/fQYSUbVfts-T7pS2VP2wnKyN8wxywmXtY0-FwsgxpixNiJgpmYUqqRV-ZKGW0TVBchJzHzJSPTvIZtT_hDo9/

https://i1.wp.com/www.fotosefotos.com/admin/foto_img/foto_big/bisao_americano_9ec657901b8586848f8f90fbb56b4e78_bison_no_campo.jpg

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/06/0dae5-three-bison-buffalo-walking-on-snow.jpg?w=444

https://i1.wp.com/photos1.blogger.com/img/287/5973/1024/DSC03477.jpg

https://i1.wp.com/www.imagensfotos.com.br/wp-content/uploads/2015/10/18.jpg

https://i0.wp.com/photo.sf.co.ua/g/428/5.jpg

https://i0.wp.com/proof.nationalgeographic.com/files/2015/07/6276544_uploadsmember230644yourshot-230644-6276544jpg_w3ncnjiofhmewlm54bdsjdyjylp3eflutfvvbpyjwjhzlmh4iziq_3840x5760.jpg

https://i0.wp.com/photo.sf.co.ua/g/488/3.jpg

https://i0.wp.com/voices.nationalgeographic.com/files/2014/07/Shovon-Sarkar-Common-kingfisher.jpeg

https://i1.wp.com/www.berlengas.eu/sites/berlengas.eu.life/files/especies/luas_pagina.jpg

National Geographic (Mais fotografias aqui )

Mãe transforma roupas velhas em novos outfits e prova que não precisamos de roupas novas

Sabe aquela pessoa que está sempre bem vestida, com roupas diferentes e arrasando nos looks? Essa pessoa é Sarah Tyau, uma mãe de três crianças com o dom para transformar roupas usadas em peças completamente novas.

Sarah não faz apenas reparos básicos nas roupas que adquire, mas realiza uma verdadeira transformação em cada peça. Um vestido largo pode virar um incrível macacão, uma camisa masculina voltar à vida como vestido de criança e um vestido de noiva ser transformado em um elegante vestido coquetel.

roupa0

Não contente em recriar seu guarda-roupas, ela também faz o mesmo com as roupas de seus filhos, conseguindo um efeito incrível. Suas ideias e tutoriais de DIY são compartilhados através de um canal no Youtube e também aparecem com frequência na página do Facebook Our Life is Beautiful.

Espia só um dos tutoriais da moça:

roupa2

roupa3

roupa4

roupa5

roupa6

roupa7

roupa8

roupa9

Todas as fotos: Reprodução Facebook fonte

Várias dessas figuras históricas são representadas como brancas, mas eram negras e você provavelmente não sabia

A maneira com que preconceitos, padrões, estigmas e outras anomalias se afirmam e moldam nossas percepções ao longo da história pode ser lenta e gradual, mas o resultado é sempre bruto e evidente. Um bom exemplo é o fato de que algumas pessoas históricas, em diversas áreas, são simplesmente consideradas brancas como que por decreto (e muitas vezes retratadas em pinturas, textos ou filmes, como tal), ainda que suas origens, ou mesmo suas evidentes feições e cor da pele sejam negras.

No Brasil, Machado de Assis é o exemplo mais claro: negro, o maior escritor do Brasil muitas vezes foi “embranquecido” em fotografias tratadas graficamente, em documentos ou textos, e sua origem racial não costuma ser sequer mencionada. Mas, na perspectiva global histórica, Machado está longe de ser o único nome a ter sido “reposicionado” de tal forma pela história.

Alguns nomes dessa lista podem ser chocantes, mas o fato é que todas essas célebres pessoas possuem origem negra, direta ou indiretamente, ainda que a maioria de nós jamais tenha sequer tomado conhecimento desse fato.

Betty Boop

EDIT_Betty Boop

Ainda que nos desenhos que a tornaram famosa e inesquecível a personagem fosse branca, a Betty Boop “de verdade” era negra – ou ao menos a pessoa em quem ela foi inspirada. A cantora Esther Jones e sua interpretação no palco foi quem inspirou o cartunista Max Fleischer a criar a personagem Betty Boop. Esther passou a vida lutando pelos diretos da personagem que, em verdade (e em sua pele negra) ela interpretava no palco.

A Família Médici

EDIT_Medici

É impossível estudar o renascimento italiano – e basicamente toda a história da cultura ocidental – sem passar pelos Médici. O que a história não costuma muito lembrar é que a origem da família vem de uma mãe ítalo-africana, de origem moura, que se casou com um branco – que mais tarde se tornaria o papa Clemente VII. De qualquer forma, a mais importante família europeia da época era de origem negra, goste a história ou não.

Jacqueline Kennedy Onassis

EDIT_Jacqueline Onassis

Seria, afinal, Michelle Obama a única primeira-dama negra a ocupar a Casa Branca? Segundo a história da família Van Seele, da qual Jacqueline Kennedy fazia parte, não. Um ancestral de Jackie foi o primeiro negro norte-americano a se tornar doutor no país, e seu pai era conhecido “Jack negro”, por sua pele morena.

Beethoven

EDIT_Beethoven

A feição, os cabelos e a cor de pele do compositor alemão Ludwig Van Beethoven fizeram com que ele fosse conhecido entre os amigos como “espanhol”. A região onde nasceu e seu histórico familiar mostram que Beethoven tinha sim sangue mouro em suas veias, possivelmente também como descendente de escravos emigrados de colônias holandesas. Não são poucos os livros e documentos que relatam não só as características físicas que o diferenciavam, como a história de sua família e região, apontando para esse rico passado.

Papai Noel

EDIT_Santa Claus

Para além do caloroso debate sobre a existência ou não de Papai Noel, o personagem no qual o bom velhinho foi inspirado era, sem dúvida, de pele escura e origem negra. São Nicolau, o santo de onde a lenda foi construída, nasceu na região onde hoje fica a Turquia, em torno do ano 300 antes de Cristo. Nessa época, a região da Turquia era uma metrópole habitada quase que integralmente por povos de origem africana – assim como revelam os retratos criados de São Nicolau.

Santo Agostinho

EDIT_Saint Augustine

Um dos mais importantes personagens da história do cristianismo, Santo Agostinho é também fundamental para os estudos básicos de filosofia e teologia. Pouco se fala, porém, das origens geográficas e raciais do santo, que nasceu onde hoje fica a Algéria. Pinturas e documentos mais antigos, porém, confirmam não só a importância e sabedoria como a cor da pele de Santo Agostinho.

Jesus

EDIT_Jesus
Representação criada em computador de como seria de fato o rosto de Jesus

Apesar da importância do personagem, esse caso é difícil de debater. Jesus, segundo a mitologia, nasceu na África – como afirmam os evangelhos, numa região que hoje, especialmente depois da construção do canal de Suez, se tornou o Oriente Médio. Logo, a hipótese do Jesus loiro de olhos azuis é totalmente absurda e descartável – disseminada a partir da arte religiosa da renascença. Jesus compartilharia do fenótipo árabe, de pele escura.

Não há, na Bíblia, nenhum menção específica aos traços de Jesus, citado somente como um “homem comum” – coisa que, na região, jamais seria loiro de olhos azuis.

Alexandre Dumas

EDIT_Alexandre Dumas

O autor de Os Três Mosqueteiros e O Conde de Monte Cristo era filho de um general branco com uma escrava negra. Seus traços negros são evidentes em fotografias e registros, mas em muitas representações artísticas Dumas é retratado como um homem branco – o que nublou historicamente a verdadeira origem do escritor.

Clark Gable

EDIT_Clark Gable

Um dos maiores galãs de Hollywood de todos os tempos, Clark Gable não só não escondia como tinha orgulho de sua origem, tanto negra quanto de povos nativos americanos. Não por acaso, quando soube que os banheiros do set de …E O Vento Levou eram segregados entre brancos e negros, Gable se recusou a seguir filmando até que todos fossem tratados iguais.

Rainha Charlotte

EDIT_Queen Charlotte

O motivo pelo qual a Rainha Charlotte, da Inglaterra, até hoje não é admitida como de origem moura só pode ser um: isso faz com que a atual rainha Elizabeth II, assim como seus herdeiros Charles, e Williams sejam tecnicamente mestiços. Mas o fato é que Charlotte era portuguesa, de uma família que sim começou com uma moura como matriarca. Um pintor do século XVIII, responsável pela pintura acima, foi morto em água fervente por registrar Charlote de forma “excessivamente realista” – o que define perfeitamente de que forma o racismo é disseminado ao longo do tempos.

© fotos:  fonte

Ela resolveu casar consigo mesma e as fotos da cerimônia são inspiradoras

Tem épocas em que parece que nunca iremos encontrar alguém especial na vida. Esse sentimento muitas vezes passa pela cabeça de quem está solteiro há algum tempo. Mas, se a sua autoestima for tão boa quanto a de Yasmin Eleby, então a melhor alternativa pode ser se casar com a pessoa mais especial da sua vida: você mesmo!

Segundo uma publicação do site The Plaid Zebra, Yasmin teria decidido que, caso não se casasse até os quarenta anos, ela iria casar-se consigo mesma. Foi exatamente o que aconteceu. Em seu 40º aniversário, ela fez uma cerimônia de casamento com direito a damas de honra e declaração de votos para se casar consigo mesma, em uma incrível demonstração de amor próprio. ♥

Embora casar-se consigo mesmo não seja reconhecido ainda em nenhum lugar do mundo, esta já é uma tendência entre muitas mulheres que buscam afirmar seu comprometimento com suas próprias vidas. E as mulheres são maioria entre os que optam por este tipo de comemoração – provavelmente graças a uma predisposição social a valorizar o casamento desde muito novas.

Mas afinal, quem precisa de alguém quando se tem amor próprio?

yasmin1

yasmin3

yasmin5

yasmin4

Todas as fotos © Yasmin Eleby/Reprodução Facebook   fonte

Não estamos sabendo lidar com a fofura desse álbum de noivado de dois cachorros

Luna, uma cadelinha da raça Lulu da Pomerânia, e Sebastian, um bulldog francês, ficaram “noivos” no mês passado. E, claro, ganharam um ensaio romântico como todo casal que vai casar merece, além de uma conta no Instagram para celebrar seu amor canino.

58e2ad7c1400005b65073126

Tudo aconteceu graças a Emily Abril, proprietária dos catiorineos e também fotógrafa. Ela explicou que teve a ideia do ensaio inusitado após perceber o carinho de um cachorrinho com o outro. “Eu sempre achei que eles formaram um belo casal”, disse.

Agora, Emily conta que quer criar um segundo ensaio, simulando o casamento, com o objetivo de arrecadar dinheiro para uma ONG local que se dedica a cuidar de animais abandonados.

58e2ada91400005b65073127

58e2ad4516000020004d87c9

58e2b1a62c00006568ff200f

58e2b1c91500002100c7dae2

58e2ae131400005b65073129

58e2ae9e1500002100c7dacf

Todas as fotos © Emily Abril fonte

O Dr. Doolittle da vida real, que oferece próteses para que os animais amputados vivam melhor

Angel Marie é um pônei especial. Ele perdeu uma das patas logo após nascer quando, acidentalmente, sua mãe pisou em cima dela. Desde então, precisou aprender a viver com apenas três patinhas.

Mas sua vida mudou após sua história chegar aos ouvidos de Derrick Campanha, um médico da Virgínia, EUA, também conhecido como Dr. Doolittle. Derrick, que começou sua carreira desenvolvendo prótese para humanos, hoje trabalha no hospital veterinário Animal Ortho Care, também na Virgínia, desenvolvendo próteses para animais.

mini-horse-amputee-gets-prosthetic-leg-angel-marie-1

mini-horse-amputee-gets-prosthetic-leg-angel-marie-2

mini-horse-amputee-gets-prosthetic-leg-angel-marie-3

mini-horse-amputee-gets-prosthetic-leg-angel-marie-4

Ao longo dos 12 anos dedicados aos bichinhos de quatro patas, Derrick já criou mais de 25 mil próteses para diversos animais como elefantes, ovelhas, macacos, tartarugas e pandas. Ainda assim, ele diz que foi emocionante ver Angel Marie dando os primeiros passos: “Vê-lo andar é um sonho se tornando realidade. Um verdadeiro milagre!”, disse.

Imagens © Divulgação Fonte

Depois de ver esta poltrona de tricô gigante você não vai pensar em outra coisa

A designer Veega Tankun, de Londres, na Inglaterra, acabou de se formar na Universidade de Brighton. Mas apesar de ser novata, não se engane. Seu senso estético e seu talento já afloram nas produções da sua marca, a Veega Design.

O grande diferencial do seu escritório, especializado em mobiliário artesanal e acessórios, é a mistura de materiais inusitados e a utilização de técnicas antigas para criar objetos bonitos e confortáveis.

“O método tradicional nem sempre tem que significar velho e ultrapassado. O truque é renová-lo para que seja excitante novamente”, contou.

veegadesign-crafting-comfort-12-810x538

chunky-3

chunky-5

É o caso da Needle Chair, uma aconchegante poltrona feita de madeira, tricô de malha e elástico, que chama a atenção pela suas cores e forma lúdica, convidando quem a vê a se sentar nela e relaxar. Para conferir mais criações dessa jovem designer, acompanhe seu site e suas redes sociais.

chunky-6

chunky-4

chunky-7

chunky-3

veegadesign-crafting-comfort-1

Imagens © Veega Tankun fonte

O maravilhoso resort jamaicano onde roupas não são obrigatórias

Até agora, a nudez havia sido completamente esquecida dos paraísos de férias caribenhos. E foi para sanar essa lacuna que o Grand Lido Negril foi inaugurado na Jamaica, um resort onde trajes de banho são totalmente opcionais. A hospedagem marca a chegada de uma rara experiência naturista no Caribe: aqui mordomos cuidam de 26 suítes de alto luxo, com chuveiros duplos, varandas e terraços privativos com vista para o mar. A diferença é que você não precisa vestir um blazer para jantar no restaurante do hotel e sim portar apenas uma toalha.

GL4

É proibido fotografar e avançar o sinal nas dependências do Grand Lido Negril, mesmo na piscina privativa do hotel  e na praia, onde hóspedes podem relaxar como vieram ao mundo.

GL2

O resort é pé na areia e por razões estratégicas, fica longe dos hotéis familiares da região. De acordo com seu gerente geral, Cortney Miller, “as férias naturalistas tornaram-se ultrapassadas para muitos hóspedes nos últimos anos e por isso criamos uma experiência refinada como o Grand Lido. Para que eles não tenham que abrir mão de um resort moderno e luxuoso em ordem de desfrutar de férias livres de roupas”.

Fotos: reprodução Fonte

Você precisa fazer a trilha Transcarioca pelo menos uma vez na vida

No 11 de fevereiro de 2017 foi inaugurada a Trilha Transcarioca, percurso de 180 km de extensão que conecta a Barra de Guaratiba, na Zona Oeste, até o Pão de Açúcar, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

17438729_1914537755460326_3265639118922579968_n (1)

Com 25 trechos, a trilha completa pode ser realizada em 12 dias. A trilha interliga seis unidades de conservação de proteção integral: Parque Natural Municipal de Grumari, Parque Estadual da Pedra Branca, Parque Nacional da Tijuca, Parque Natural Municipal da Catacumba, Parque Natural Municipal da Paisagem Carioca, Monumento Natural Municipal dos Morros do Pão de Açúcar e da Urca.

16585125_703146013192338_1324762184047132672_n

A Trilha Transcarioca foi inicialmente idealizada por Pedro da Cunha e Menezes, em seu livro Transcarioca: todos os passos de um sonho (2000), respaldada em diversos exemplos bem sucedidos de trilhas de longo curso, tais como a Appalachian Trail (EUA), Huella Andina (Argentina), Hoerikwaggo Trail (África do Sul) e Te Araroa Trail (Nova Zelândia).

16228698_1625286064445297_6600629225097527296_n

14374484_1792325467703984_8313274956527960064_n

13739570_1152924498105642_1917377091_n

13715241_1774824059421571_293379684_n (1)

* Todas as imagens: Instagram @trilhatranscarioca  Fonte

Conheça o ‘albergue’ indiano onde as pessoas vão para morrer

Para onde vai um indiano após a morte? Não, ele não vai para o paraíso como os ocidentais, mas realiza o Moksha, um conceito Hindu de libertação dos julgamentos e tribulações da vida. É quando abandona todos os prazeres materialistas e se torna uno com a sua consciência divina.

Embora a verdadeira libertação possa ser alcançada durante a vida, acredita-se que ao encontrar Moksha durante o leito de morte a alma do hinduísta fica livre para sempre do ciclo de vida e morte que o karma impulsiona.

Existem diversas formas de passar por esse processo. É muito comum mergulhar no Ganges para lavar os pecados, mas em cidades como Varanasi, inúmeros devotos recorrem aos sacerdotes atingir Moksha, hospedando-se em pousadas como  a Mukti Bhavan. 

Fundada em 1908, Mukti Bhawan é um lugar muito conhecido na cidade e recebe visitantes anualmente. A pitoresca casa de 12 quartos é gerenciada por  Bhairav Nath Shukla encarregado de rezar pela salvação dessas almas  há 44 anos. Conheça um pouco desse cenário curioso:

M1

M2

M3

M4

M5

M6

M7

M8

Fotos: reprodução Fonte

Como um porquinho transformou a vida deste garoto autista

Sam era uma criança que se desenvolvia normalmente até que, por volta dos dois anos, sua mãe Jo Bailey, de 49 anos, começou a notar pequenas alterações em seu comportamento. De sociável e falante, o menino começou a perder suas habilidades linguísticas em poucas semanas. Algum tempo depois veio o diagnóstico de autismo.

Depois de buscar diversas maneiras de melhorar a qualidade de vida e o desenvolvimento do garoto, Jo descobriu que mini-porcos podiam ajudar pessoas com autismo. Com base nisso, ela levou o menino a uma fazenda de porcos em miniatura e percebeu o quanto ele se acalmava ao lado de Chester, um simpático porquinho ruivo.

sam2

Sam tinha cinco anos na época e a família decidiu comprar o animal para acompanhar o menino. Quando descobriram que o porquinho não era nada micro, a amizade entre os dois já estava selada. Hoje Chester tem mais de 100 kg e se tornou companheiro inseparável de Sam.

sam4

Segundo Jo contou ao Daily Mail, o porquinho fez com que a personalidade do menino voltasse a se desenvolver. Hoje, com 14 anos, ele aprendeu muito com o animal e já consegue pensar no que os outros podem sentir a partir do amor que sente por Chester. Sobre essa amizade incomum, Jo escreveu o livro Sam & Chester.

sam3

sam5

sam10

sam9

sam8

sam6

Todas as fotos via  Fonte