:D

Hoje quando eu estava atravessando, vi um senhorzinho caindo, as pessoas passavam por ele como se ele fosse invisível. Quando eu me aproximei ele tava sentando no chão, perguntei se ele tava bem e precisava de alguma coisa, ele me estendeu a mão e pediu dinheiro. Dinheiro eu disse que não daria, ele me olhou e disse: Me dá comida, to com fome. Eu atravessei com ele e o coloque sentado na padaria, enquanto todos me olhavam por estar com um mendigo sujo e fedorento, eu pedia comida pra ele. Eu nunca vi ninguém se emocionar tanto a comer um pão… Fui embora com uma frase que ele me falou na cabeça; “A vida tirou até meu nome, menina!” Quando já tinha saído, vem um homem bem vestido atrás de mim, pega na minha mão e diz: “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, o que Deus preparou pra você é muito maior que você pode imaginar”. Ai não teve jeito, chorei como se não houvesse amanhã.

Hoje quando eu estava atravessando, vi um senhorzinho caindo, as pessoas passavam por ele como se ele fosse invisível. Quando eu me aproximei ele tava sentando no chão, perguntei se ele tava bem e precisava de alguma coisa, ele me estendeu a mão e pediu dinheiro. Dinheiro eu disse que não daria, ele me olhou e disse: Me dá comida, to com fome. Eu atravessei com ele e o coloque sentado na padaria, enquanto todos me olhavam por estar com um mendigo sujo e fedorento, eu pedia comida pra ele. Eu nunca vi ninguém se emocionar tanto a comer um pão… Fui embora com uma frase que ele me falou na cabeça; “A vida tirou até meu nome, menina!” Quando já tinha saído, vem um homem bem vestido atrás de mim, pega na minha mão e diz: “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, o que Deus preparou pra você é muito maior que você pode imaginar”. Ai não teve jeito, chorei como se não houvesse amanhã.

20 testamentos engraçados e últimos desejos absurdos deixados neste mundo

Mita gente certamente tem aquele objeto favorito e já deve ter pensado: “Para quem eu vou deixar isso quando eu morrer?”. Pode ser na brincadeira ou até um pensamento sério, a verdade é que a gente quer deixar alguma coisa que nos lembre com alguém que amamos (ou nem tanto, como veremos mais abaixo).

Seja um simples último desejo ou até mesmo um complexo testamento, existem aqueles pedidos inusitados, estranhos e até mesmo divertidos deixados por pessoas no mundo inteiro. É claro que não temos acesso a todos eles, mas alguns famosos tornaram públicas suas vontades finais bizarras e agora você vai conhecer 20 delas.

01 – William Shakespeare

Último desejo: deixar sua “segunda melhor cama” para a esposa

Esse não foi somente um último pedido de Shakespeare, pois ele até registrou como testamento. Naquela época, ter uma boa cama, sem pulgas ou vermes, era muito caro e muito valorizado. Os melhores móveis foram deixados para as filhas. Esse desejo de deixar a segunda melhor cama para a mulher fez aumentar as especulações a respeito de seu casamento.

Quando as pessoas leram o epitáfio que o escritor deixou para o seu túmulo, quase todos tiveram certeza de que ele e a esposa não estavam bem. Ele escreveu: “Bendito seja o homem que poupa essas pedras, e amaldiçoado quem move meus ossos”. Quando a mulher morreu, sete anos mais tarde, ninguém permitiu que seu corpo fosse colocado na mesma sepultura.

02 – Charles Dickens

Último desejo: que as pessoas que fossem ao seu funeral não usassem cachecol, casaco, laço preto, sobretudo ou qualquer tipo de vestimenta de luto

Além disso, o escritor também não queria ter um funeral público e nem que fossem divulgados hora e local do velório e sepultamento. Ele pediu um funeral barato e simples, com o mínimo de pessoas possível. Mas, como era de se esperar para um autor tão importante, é óbvio que os seus pedidos foram todos ignorados.

Ele foi homenageado com um enorme cortejo fúnebre, com todos os amigos, familiares e fãs presentes em um funeral completo, que até mesmo se tornou um acontecimento nacional. O homem que estava acostumado a conseguir tudo o que queria em vida não teve o que desejada na sua morte.

03 – Benjamin Franklin

Último desejo: que sua filha não tivesse o passatempo caro e inútil de usar joias

Benjamin Franklin foi um dos homens mais admirados do mundo ocidental no final do século 18. A razão do seu estranho pedido foi porque o ex-embaixador da França deu a Franklin um retrato do Rei Louis XVI em uma moldura cravejada com 408 diamantes.

Ele adorou o quadro e foi um dos seus objetos preferidos até a sua morte. Benjamin o deixou como herança para a sua filha, Sarah, mas com a condição acima mencionada, para impedi-la de remover os diamantes do quadro para fazer joias.

04 – John B. Kelly

Último desejo: que as compras de sua filha, a princesa Grace, não falissem o principado de Mônaco

John Kelly era um empreiteiro multimilionário que foi um triplo vencedor da medalha de ouro olímpica. Sua filha (a atriz Grace Kelly) se casou com o Príncipe e passou a fazer parte da família real de Mônaco. Em seu testamento, havia muitas partes divertidas, como essas duas citadas abaixo:

“Para meu filho John, todos os meus pertences pessoais, tais como troféus, anéis, joias, relógios, roupas e equipamentos esportivos, exceto as gravatas, camisas, blusas e meias, porque é desnecessário lhe dar algo do qual ele já tomou posse”.

Ele não deixou nada para o seu genro, o príncipe Rainier de Mônaco, afirmando: “Não quero dar a impressão de que sou contra os genros, mas o que eu darei para as minhas filhas vai ajudar a pagar as contas das lojas de vestidos. Entretanto se eles continuarem dessa forma e sob a tutela da mãe, é bem provável que a família real vá à falência”.

05 – Harry Houdini

Último desejo: que sua esposa participasse de uma sessão espírita anual para que ele pudesse se comunicar com ela

Houdini, em alguma parte de sua vida, se tornou muito interessado em espiritismo por causa da grande dor que sentiu após a morte da sua mãe. Depois de vários anos tentando se comunicar com ela através de espiritualistas, ele desistiu e se convenceu de que tudo isso era conversa fiada.

Para provar isso, Houdini deixou para sua esposa uma nota secreta com dez palavras selecionadas aleatoriamente que ele iria dizer para ela depois de sua morte. Durante 10 anos, sua esposa realizou sessões espíritas, mas Houdini nunca apareceu.

06 – Napoleão Bonaparte

Último desejo: que sua cabeça fosse raspada e o cabelo dividido entre seus amigos

Napoleão desejava que, como lembrança, seus amigos guardassem uma pequena mecha de seu cabelo, e assim foi feito. Porém, em uma análise feita por um dos amigos, descobriu-se que o cabelo continha grandes quantidades de arsênico. Os sintomas prévios à morte de Napoleão (vomitar sangue seco) podem ter sido ocasionados com o envenenamento pela substância.

Existem grandes especulações de que as paredes do seu quarto continham o produto (o que não era incomum na época) e que seu próprio meio ambiente o matou, mas outros acreditam que ele foi envenenado. Na verdade, tudo colaborou, já que ele também tinha câncer de estômago e tomava remédios prescritos pelos médicos que eram verdadeiros venenos.

07 – John Bowman

Último desejo: que seus funcionários preparassem refeições todas as noites após sua morte, caso ele voltasse à vida

A esposa de Bowman e suas duas filhas morreram antes dele e ele se convenceu de que, quando morresse, toda a família voltaria à vida. Movido por essa estranha crença, ele deixou um fundo no valor de US$ 50 mil para pagar os funcionários que trabalhavam na mansão de 21 quartos.

Ele também solicitou que os funcionários fizessem uma refeição diária todas as noites para que tudo estivesse preparado caso a família voltasse com fome. A vontade do homem foi honrada com confiança até 1950, quando o dinheiro deixado acabou.

08 – T. M. Zink

Último desejo: uma biblioteca sem mulher

Zink deixou cerca de US$ 3 milhões para que fosse construída uma biblioteca completamente sem mulheres. Isso mesmo, nada do sexo feminino por lá. A palavra era para que não fossem admitidas moças para marcar as entradas dos livros, para recepcionar os leitores, nem livros ou obras de arte feitas por elas.

“Meu ódio intenso pelas mulheres não é de origem ou desenvolvimento recente, nem com base em todas as diferenças pessoais, mas é o resultado de minhas experiências com elas, além do estudo de todas as literaturas e obras filosóficas”. Sua família desafiou com sucesso a vontade de Zink, que era um advogado de Iowa.

09 – Anjo Pantoja

Último desejo: queria estar de pé em seu próprio funeral

A casa funerária de Porto Rico usou um tratamento especial de embalsamento para manter o corpo de Anjo Pantoja Medina, de 24 anos, de pé para um velório de três dias na casa de sua mãe. Usando boné e óculos de sol, o rapaz foi velado por parentes enquanto ficava encostado na posição vertical na sala de estar.

“Anjo queria ser feliz, de pé”, disse o irmão Carlos ao jornal “El Nuevo Dia”. O proprietário da casa funerária disse que a mãe de Pantoja pediu a ele que cumprisse o último desejo de seu filho, que foi encontrado morto debaixo de uma ponte, em San Juan, e sepultado três dias mais tarde.

10 – Leona Helmsley

Último desejo: deixar US$ 12 milhões para seu cachorro

Quem gostou da ideia foi Trouble, um cachorrinho maltês, que recebeu nada menos do que US$ 12 milhões de sua dona, Leona Hemsley, para que ele tivesse todo o luxo com que sempre esteve acostumado. A confiança para isso foi destinada a seu irmão, Alvin Rosenthal, a quem ela deixou US$ 10 milhões pela ajuda.

Já com as crianças de seu filho falecido Jay Panzirer (ou seja, seus netos), ela foi muito menos caridosa. Deixou “somente” US$ 5 milhões para David e Walter Panzirer e cortou completamente Craig e Meegan Panzirer do seu testamento “por razões que lhes são conhecidas”, segundo ela mesma.

 

11 – Samuel Bratt

Último desejo: deixar 330 mil libras para sua esposa, desde que ela fumasse cinco charutos por dia

Samuel Bratt usou sua última vontade simplesmente para se vingar da sua esposa. Ela não permitia que ele fumasse seus charutos favoritos. Quando morreu, em 1960, Bratt retornou o favor. Deixou 330 mil libras desde que ela fumasse cinco charutos por dia.

12 – Jayla Cooper

Último desejo: se casar

Toda menina sonha em se casar, mas Jayla Cooper, de apenas 9 anos, não tinha muito tempo para esperar por isso. Ela lutava contra a leucemia havia dois anos, uma batalha que poderia terminar em questão de semanas. Mas Jayla tinha um noivo, seu melhor amigo, Jose Griggs, um outro paciente no Centro Médico Infantil de Dallas, e queria se casar.

“Ele é muito bonito e eu o amo”, ela disse, rindo. Jayla e Jose simbolicamente se casaram em uma cerimônia rodeada de amigos e familiares. A noiva recebeu vários tipos de doações para que realizasse o casamento de seus sonhos.

13 – Heinrich Heine

Último desejo: deixar sua fortuna para a esposa desde que ela se casasse novamente

Em 1841, o poeta Heinrich Heine casou com Eugenie Mirat, uma mulher ignorante, grosseira e consumista. Porém, em seu testamento, Heine deixou tudo para a mulher sob uma condição: que ela se casasse novamente. Por quê? “Porque então haverá pelo menos um homem que vai se arrepender da minha morte”. O poeta alemão morreu em 1856.

14 – Gene Rodenberry

Último desejo: pediu para ser cremado e enviado para o espaço

Gene Rodenberry, criador do fenômeno Star Trek, era louco por espaço e ficção científica, tanto que pediu que seu corpo fosse cremado e enviado para o espaço. Seus desejos finais foram realizados e ele foi levado para fora da Terra em um satélite espacial em 1977.

As cinzas foram lançadas na atmosfera quando o satélite orbitou o planeta. Sua esposa se juntou a ele no espaço depois de sua morte, cerca de 10 anos mais tarde.

15 – Nick Wallis

Último desejo: pediu uma prostituta para perder a virgindade

O jovem que sofria de uma deficiência física resultante de uma distrofia muscular pediu uma prostituta para experimentar o sexo antes de morrer. Ele sofreu com isso por trinta anos e disse ao pessoal do hospício Douglas House (onde morava) que queria ter uma relação sexual.

Nick explicou que tinha esperança de formar um relacionamento íntimo e amoroso com uma mulher, mas sua deficiência foi uma barreira. Os arranjos foram feitos e ele finalmente teve a visita de uma prostituta. Wallis disse que não foi emocionalmente gratificante, mas a mulher foi muito agradável e muito compreensiva.

16 – Marquês de Sade

Último desejo: insistiu que seu caixão ficasse aberto por 48 horas após sua morte

Donatien Alphonse François de Sade foi um escritor francês conhecido por seus romances eróticos e histórias curtas, muitas das quais tinham aspectos violentos. Em seu último pedido, ele exigiu que seu corpo fosse mantido em um caixão aberto por 48 horas e só após esse período é que fosse pregado e enterrado.

17 – Horatio Nelson

Último desejo: deixar sua amante para o rei da Inglaterra

Horatio Nelson foi um marinheiro francês e veio a ser considerado como um dos melhores do seu tempo, servindo a Grã-Bretanha. Ele morreu em 1805 e, quando se foi, deixou sua amante, Lady Hamilton, como herança para o rei e seu país. Como era de se esperar, seus desejos foram completamente rejeitados e ignorados.

18 – William Randolph Heast

Último desejo: provar que ele não teve nenhum filho fora do casamento

O multimilionário magnata da imprensa morreu em 1951 e sua propriedade de US$ 59,5 milhões foi dividida entre sua viúva, seus filhos e sua fundação para fins de caridade. Desafiando aqueles que afirmavam que ele tinha filhos fora do casamento, ele determinou que, se alguém provasse que o filho fosse seu, teria uma soma de… Um dólar! Ninguém reivindicou.

Ele também deixou um castelo de 30 milhões para a Universidade da Califórnia, que achou muito caro mantê-lo. Então o governo tomou-o para si e agora é um marco histórico nacional aberto para visitas públicas.

19 – S. Sanborn

Último pedido: deixar seu corpo para a ciência

Quando este chapeleiro americano morreu, em 1871, ele deixou seu corpo para a ciência, sob os cuidados de Oliver Wendell Holmes, professor de anatomia da Universidade Harvard Medical School.

Depois dos estudos, ele também quis que fossem feitos dois tambores com a sua pele e fossem doados para um amigo com a condição de que ele tocasse a música “Yankee Doodle” todo dia 17 de junho de madrugada para comemorar a Guerra Revolucionária. Com o resto do corpo, ele sugeriu que fosse feito fertilizante para ajudar em plantações nas vias rurais.

20 – Janis Joplin

Último desejo: pagar uma festa para 200 convidados em seu pub favorito

Em sua breve carreira como cantora de rock e blues, Janis Joplin gravou quatro álbuns, contendo uma série de clássicos, como “Piece of My Heart”, “To Love Somebody” e “Me and Bobby McGee”. Conhecida por beber muito e fazer uso de drogas pesadas, Janis morreu em 4 de outubro de 1970, vítima de overdose.

Ela fez várias alterações em seu testamento, inclusive dois dias antes da sua morte. A cantora reservou US$ 2,5 mil para pagar uma festa durante toda a noite para 200 convidados em seu pub favorito, localizado em San Anselmo, na Califórnia, “para que seus amigos pudessem se divertir depois que ela partisse”. Todas as suas propriedades foram supostamente dadas a seus pais

As 10 mulheres mais ricas do mundo

Se você acha que só os homens conseguem acumular riquezas mirabolantes (verdadeiras montanhas de dinheiro) ao longo da vida terrestre, está enganado! Mesmo que ainda exista certa diferença no salário entre “machos e fêmeas” aqui no Brasil, saiba que mundo afora muitas mulheres estão enchendo o bolso de grana, algumas com mais poder do que alguns homens vistos como poderosos por grande parte da sociedade.

Apesar da presença recorde em 2014, ano em que 172 mulheres estão na lista das pessoas mais ricas do planeta (25% a mais em relação ao ano passado), a porcentagem da mulherada apenas representa 10% do universo dos bilionários de plantão. Muitas delas conseguem o sucesso por seu próprio esforço e mérito, mas grande parte herdou montanhas de dinheiro através dos pais ou maridões. Confira:

10. Johanna Quandt

Viúva do todo poderoso industrial alemão do automóvel, Herbert Quandt, atualmente ela é dona de 17% das ações da BMW. Montanha de dinheiro atual: US$ 12,8 bilhões.

9. Laurene Powell Jobs

O sobrenome dela soou comum para você? Pois é, a viúva do grande Steve Jobs é presidente e fundadora da Emerson Collective. Além disso, a dondoca é a maior acionista individual da Disney. Dinheiro no bolso não é problema para ela: US$ 14 bilhões em caixa.

8. Anne Cox e Íris Fontbona

Anne tem 94 anos e é a dona da Cox Enterprises — maior conglomerado de mídia de capital fechado. Íris é a viúva do magnata Andrónico Luksic e controla uma das mineradoras de cobre mais requisitadas do mundo.

Empatadas em oitavo lugar na lista, essa dupla já pode acabar com a fome no mundo: cada uma delas possui uma “simples” fortuna de US$ 15,5 bilhões.

7. Abigail Johnson

Filha do empresário e especulador financeiro Edward Johnson III, essa americana é gestora e ajuda no controle da maior empresa de fundos mútuos, a ilustre Fidelity Investments. Sua riqueza? Ah, “apenas” US$ 17,3 bilhões na conta bancária.

6. Susanne Klatten

Atualmente, Susanne é a mulher mais rica da Alemanha, devido a sua herança de metade da montadora BMW, além de controlar a farmacêutica Altana. Seu patrimônio é de US$ 17,4 bilhões.

5. Gina Rinehart

Herdeira da companhia Hancock Prospecting, maior contribuinte do governo australiano e eleita a mulher mais rica da Austrália, Gina ganha muito mais do que a sua “xará” (aquela do palito, sabe?). Ela é craque em gerar algumas polêmicas, como em achar que as grandes diferenças sociais e econômicas são uma necessidade para manter os status quo da alta sociedade — os “selecionados” de plantão. Sua fortuna já alcançou US$ 17,7 bilhões em caixa.

4. Jacqueline Badger Mars

Neta do fundador da companhia estadunidense Mars Inc., que apenas é a maior empresa de doces do mundo (Snickers, M&M’s, além de rações para animais de estimação, como a Pedigree) e herdeira de toda a grana dele, ela já tem mais US$ 20 bilhões líquidos no bolso.

3. Alice Walton

Filha do fundador do Wal-Mart e uma das herdeiras da grana dele, sua montanha de dinheiro já chegou no valor de US$ 34,3 bilhões. Mesmo assim, ela ainda perde para a mãe, Christy, que está no topo da lista.

2. Liliane Bettencourt

Única filha de Eugene Schueller, fundador da L’Oreal (empresa de beleza e cosméticos), ela herdou o cargo de acionista principal da ilustre empresa e seu patrimônio atual já passou de US$ 34,5 bilhões.

1. Christy Walton

Finalmente chegamos ao topo desse ranking bilionário! Christy é cunhadade Alice Walton (terceira colocada desse pódio), e ficou bilionária depois da morte do maridão, filho do fundador da rede Wal-Mart. Ela ocupa este posto há cinco anos, acumulando o total de US$ 36,7 bilhões. Está bom, não?

***

E você, leitor, conhece outras mulheres ricaças mundo afora? Não deixe de compartilhar sua informação com a gente nos comentários abaixo.

8 partes do corpo vistas pelo microscópio

destaque

8 partes do corpo vistas pelo microscópio

Veja como se parecem algumas partes do corpo humano, aproximadas milhares de vezes, pelas lentes de super microscópios

 

 

O corpo humano é uma máquina quase perfeita, que conta com funções incríveis. Mas, nem tudo parece bonito e bem acabado em nosso organismo se visto de muito perto. Pelo menos é essa a impressão que temos, quando vemos imagens de nosso corpo no microscópio.

Isso porque, ao serem aproximadas milhares de vezes, as “peças” que nos compõem revelam nossa vulnerabilidade e nosso lado animal, que dificilmente tomamos consciência. Veja 8 exemplos que separamos abaixo e que vão te fazer compreender essa relação:

1. Osso com osteoporose

1

Essa imagem que você vê mostra um osso doente visto de muito perto. Como dá para notar, ele está super poroso, uma vez que a osteoporose é caracterizada pela perda da massa óssea, que deixa a estrutura do corpo super sensível e passível de fraturas.

2. Pele

2

É muito feia a imagem, nós sabemos, mas é assim que a pele se parece ao microscópio. A camada superior é a queratina (marrom), composta por células mortas e achatadas, que são sempre descartadas e substituídas por células novas.

3. Tendão

4

Essa é uma espécie de cordão fibroso que existe em nosso corpo. Graças a ele os músculos se inserem nos ossos ou nos outros órgãos. A imagem – que está aumentada 5 mil vezes – mostra os feixes de fibras de colágeno.

4. Intestino delgado

3

Essa é a parte que reveste o intestino delgado (fino). Essa é uma camada mucosa, que apresenta “fendas” responsáveis por absorver as substâncias digeridas. Aliás, é exatamente essa superfície feiosa que libera os fluídos digestivos.

5. Língua

Human tongue surface, SEM

Pode ser que você tenha um pouco de dificuldades para namorar de agora por diante, até porque todo mundo tem a língua bem parecida com essa imagem, vista pelo microscópio. Como você vê, ela é coberta por feixes, bem parecidos com espinhos (vistos de perto), feitas para ajudar a sentir o sabor dos alimentos e para movimentar a comida na boca.

6

6. Olhos

7

Os olhos, que podem ser tão belos, vistos de perto (de muito perto, aliás), podem ser estranhos. Aliás, seu formato, no de varredura eletrônica, parece mais uma cratera que uma parte do corpo humano. Na fotografia, a parte azul é a pupila, e aquela massa laranja disforme é a íris. Vale a pena ver também as nossas lágrimas que são incríveis vistas de um microscópio.

11

7. Cílios

8

Assim se parece um único fio de seu cílio, visto de perto. E assim se parecem os bichinhos que vivem junto com eles, onde começa suas raízes. O quê? Não sabia que esses bichinhos existiam? Pois eles são uma espécie minúscula de ácaro que vivem na pele humana e que se alimenta das células mortas. Nada preocupante, na verdade, mas super feios se vistos de perto. Veja:

Eyelash mite, SEM

8. Placa dentária:

Dental plaque, SEM

Sabe aquela “massinha” que se forma sobre o dente quando você passa muito tempo sem os escovar? Pois é, aquilo se chama placa bacteriana. Embora isso não pareça um grande problema, o cenário pode mudar muito, se a situação for vista de perto, não é mesmo? Até porque, o que fica sobre os dentes são bactérias e os produtos do seu metabolismo. Tenso!

Desejei ter morrido, diz vietnamita queimada por napalm há 40 anos

Kim Phuc corre em desespero em imagem clássica feita pelo fotógrafo “Nick” Ut em 8 de 

Na imagem, a menina sempre vai ter 9 anos e gritará “Muito quente! Muito quente” ao fugir correndo nua de um vilarejo vietnamita com partes do corpo cobertas por Napalm. Ela sempre será uma vítima sem nome. No entanto, Kim Phuc, a menina sem nome, passou grande parte de sua vida tentando não se tornar vítima da imagem que a tornou famosa mundialmente, ainda que pouquíssimas pessoas soubessem quem ela realmente era.

Bastou apenas um segundo para o fotógrafo da AP Huynh Cong “Nick” Ut registrar a imagem, uma das mais importantes da história do fotojornalismo mundial. Uma imagem que comoveu o mundo e ajudou dar fim à Guerra do Vietnã. Apesar da relevância histórica de sua presença, Phuc diz que “realmente gostaria de escapar daquela pequena menina”. “Mas parece que aquela imagem nunca me deixou ir”, diz a vietnamita.

Em entrevista a agência AP, Phuc conta que viveu uma vida relativamente normal após os 13 meses que passou no hospital, apesar de ainda ser afetada por dores de cabeça e em outras partes do corpo, efeitos colaterais do ataque ao vilarejo vietnamita em que morava em 8 de junho de 1972. No entanto, após conseguir chegar à faculdade de medicina, ela foi forçada a deixar os estudos, retornar a Trang Bang e se tornar uma garota propaganda do governo comunista que controla o país desde o fim da guerra. Sob os olhares do Exército, ela se encontrava com jornalistas, lia uma versão roteirizada de sua história, ria e cumpria o seu papel, mas a raiva crescia em seu coração.

“Eu fui queimada por napalm, me tornei uma vítima de guerra. Mas ao crescer, eu me tornei outro tipo vítima”, diz Phuc. “Meu coração era exatamente como uma xícara de café preto. Eu desejava ter morrido com meu primo no ataque, com meus soldados no sul-vietnamitas. Era muito difícil carregar aquele fardo com aquele ódio, aquela raiva e amargura”.

Um dia, durante uma visita a uma biblioteca, Phuc começou a ler a Bíblia. A partir daí, ela conta que sua vida deu uma nova guinada. Com o auxílio de um jornalista estrangeiro, ela foi levada à Alemanha Ocidental para receber tratamento médico em 1982. Posteriormente, o governo vietnamita deu permissão a ela para estudar em Cuba. Lá, no entanto, ela seguia sendo a “Menina do Napalm”, um ícone que atraía o interesse da mídia internacional. Na escola, ela encontrou o seu futuro marido, Bui Huy Toan. Phuc acreditava que ninguém ia se apaixonar por ela por causa de suas horríveis cicatrizes nos braços, mas ele aparentemente a amava ainda mais por isso. Os dois se casaram em 1992 e passaram a lua-de-mel em Moscou. No voo de volta, os recém-casados desertaram durante uma parada para reabastecimento e se refugiaram no Canadá. Ela finalmente conseguia sua liberdade.

publicidade

Uma das primeiras coisas que fez após se estabelecer no Canadá foi contatar Ut, o fotógrafo de sua clássica imagem, a quem reencontrara em Cuba em 1989, e que a encorajou a compartilhar sua história com o mundo. Mas ela estava cansada de entrevistas e de posar para fotos. “Eu tenho um marido, uma nova vida e quero ser normal como todo mundo”.

A mídia enfim a encontrou vivendo nos arredores de Toronto, mas dessa vez ela decidiu assumir o controle de sua história. Um livro sobre sua vida lançado em 1999, assim como um documentário posterior, contavam a sua versão. Desde então, ela foi chamada para ser uma embaixadora da boa-vontade das Nações Unidas e se reencontrou com Ut múltiplas vezes.

Após quatro décadas e dois filhos, Phuc finalmente conseguiu olhar para a imagem da menina correndo nua e abraçar o poderoso significado que ela passa. “A maioria das pessoas conhece a imagem, mas muito poucos sabem sobre a minha vida”, diz. “Eu sou muito agradecida por poder aceitar a foto como um presente poderoso. Agora é minha escolha, posso trabalhar com ela pela paz”.

(A vietnamita Kim Phuc, 9 anos, corre em desespero para escapar do vilarejo de Trang Bang após ataque aéreo com napalm por forças do Vietnã do Sul. A imagem, um dos maiores ícones do jornalismo mundial, foi feita por Huynh Cong “Nick” Ut, então com 21 anos e completa 40 anos no próximo dia 8 de junho)

(O fotógrafo vietnamita Huynh Cong “Nick” Ut posa para foto em Trang Bang, Vietnã, no dia 29 de março de 2012, próximo ao local em que tirou a sua icônica foto, que lhe rendeu fama mundial e um Prêmio Pulitzer)

(Foto de 25 de maio de 1997 exibe Kim Phuc, seu filho Thomas, então com 3 anos, o marido Bui Huy Toan (ao fundo), na residência deles em Toronto, no Canadá)

(Kim Phuc abraço o fotógrafo “Nick” Ut durante reencontro dos dois em Havana, Cuba, em 17 de agosto de 1989)

(Kim Phuc e Ut posam para foto em 1973, quando a menina ainda estava sendo tratada em um hospital de Trang Bang pelos ferimentos contraídos no bombardeio de seu vilarejo)

(Foto de 29 de março deste ano mostra uma cópia da histórica imagem sendo exibida no mesmo ponto em que ela foi tirada)

Estas fotos vão fazer você pensar bem antes de julgar alguém pela aparência

Seja honesto: você também julga as pessoas pela forma como elas se apresentam, visualmente falando. É um pouco difícil tentar ver além das aparências e, para provar isso, o fotógrafo Joel Parés resolveu fazer uma série de imagens provocativas, que acabam mexendo com esse lado superficial do pré-julgamento humano.

Parés quis questionar alguns estereótipos bastante comuns, que demonstram como a cultura americana é repleta de preconceitos natos. Para isso, ele fez um ensaio fotográfico registrando diversas pessoas, sendo que cada uma delas aparece em duas versões: a que exprime o estereótipo ao qual podem estar ligadas, só pela aparência, e a que mostra o que essas pessoas fazem e, consequentemente, quem são de verdade.

Assim, Parés espera mostrar, da forma mais prática possível, que pessoas negras e estrangeiras não são necessariamente criminosas – isso é óbvio, mas por que será que muitas pessoas ainda não entendem a lógica de que a cor da pele ou o país de origem de uma pessoa não tem relação alguma com o caráter dela?

Muitos ainda carregam esses preconceitos por pura falta de análise e, se esse é o seu caso, que tal aproveitar o ensaio abaixo para repensar os julgamentos que você faz de uma pessoa apenas olhando para ela? Antes de tudo, um aviso: talvez esse processo ajude a fazer de você uma pessoa melhor.

 

1 – Jacob Williams

Veterano de combate no Iraque.

2 – Sammie Lee

Estudante da Universidade de Stanford.

3 – Alexander Huffman

 

Pintor mundialmente famoso.

4 – Jack Johnson

 

//

Pastor e missionário em tempo integral.

5 – Joseph Messer

Inventor de um aplicativo do iPhone que vale milhões.

6 – Jefferson Moon

Graduado em Harvard.

7 – Sahar Shaleem

Enfermeira em Nova York.

8 – Edgar Gonzalez

CEO da Fortune 500.

9 – Jane Nguyen

Viúva, mãe de três filhos.

***

Se as imagens acima não serviram para que você pense um pouco a respeito de preconceitos e estereótipos, ficam a seguir as palavras de Parés: “Me machuca ver todas essas coisas acontecendo, então eu decidi que usaria a minha fotografia como minha voz chorando por mudança. Meu objetivo é abrir os olhos daqueles que julgam e fazer com que eles vejam que isso é errado, eles precisam conhecer alguém antes de começar a rotular essa pessoa em determinada categoria. Todo mundo merece uma chance de ser tratado normalmente e eu gostaria que todos fossem tratados igualmente. Eu quero mudar vidas”. 

 

6 drogas que causam as mais intensas crises de abstinência

destaque
6 drogas que causam as mais intensas crises de abstinência

Veja a lista e conheça 6 drogas das quais você não vai querer chegar perto assim que tomar conhecimento de seus sintomas, em períodos de abstinência

 

 

As pessoas estão cansadas de saber que, além de ser ilegal, o uso de drogas pode causar inúmeras consequências negativas à saúde. E não é só o corpo que sofre quando se está viciado em substâncias alucinógenas: toda parte psicológica do indivíduo fica sensibilizada e a capacidade de julgamento, comprometida; especialmente durante os períodos de abstinência.

Essas crises, que levam o corpo a gritar pela droga em que foi viciado, são ainda mais agudas e nocivas quando as pessoas resolvem diminuir ou se livrar de vez do uso. De acordo com especialistas, o problema é tão sério que as tentativas de largar as substâncias podem causar dores, depressão e até alucinações.

Conheça abaixo, 6 das drogas mais conhecidas que causam as piores e mais agudas crises de abstinência possíveis:

1. HEROÍNA

1

A substância, que vicia em apenas cinco doses, é a campeã no quesito das crises de abstinência. Derivada do ópio, a substância ataca diretamente o sistema nervoso central e tende a causar mal-estar e a inquietação. Além disso, a pessoa que para de usar heroína apresenta aumento de pressão, dores musculares, insônia e vômitos;

2. COCAÍNA

22

No caso da cocaína, a crise apresenta, basicamente, tem três fases. A primeira etapa da abstinência, aparece o que as pessoas costumam chamar “fissura”, que consiste na vontade (muito grande) de usar a droga. Em seguida, vem o estado de sonolência e, por último, aparecem os sintomas de depressão, como angústia e irritabilidade. O pior de tudo é que a dependência da cocaína pode acontecer já na quarta dose;

3. CRACK

3

Derivado da pasta de coca, o crack pode ser considerado uma versão mais barata da cocaína. Inclusive, os sintomas das crises de abstinência das duas substâncias costumam ser bastante parecidos. Apesar disso, o que difere as duas drogas é que as pedras de crack viciam ainda mais rápido, em apenas duas ou três fumadas.

4. ÁLCOOL

4

Depois do consumo abusivo e constante dessas substâncias por alguns anos, a dependência é certa. E não é por ser uma droga lícita que os efeitos de suas crises de abstinência são menos brutais. Quem entende do assunto garante que os dependentes apresentam tremores, aumento da pressão, agitação excessiva e perda da clareza para avaliar as coisas. Há ainda casos mais graves que podem resultar em alucinações e delírios;

5. MACONHA

5

Embora um pouco mais leve que as crises de abstinência de outras drogas, a maconha pode causar períodos intensos de ansiedade, perda da capacidade de concentração, insônia e mau humor. Não há um consenso entre os profissionais da saúde, mas a maioria acredita que a maconha causa dependência depois de dois meses de uso constante;

6. CIGARRO

6

Outra das drogas legalizadas em nosso país é capaz de causar uma das piores crises de abstinência possíveis. Isso porque a nicotina, principal substância presente nos cigarros, tem um alto poder viciante e pode causar dependência a partir de algumas dezenas de cigarros, fumados em uma semana. Assim, quando a pessoa tenta parar, ansiedade, angústia e inquietação são os principais sintomas da abstinência. Além das clássicas perdas de concentração e de atenção.