Fotos raras mostram o dia a dia dos Panteras Negras nos anos 1960 e 1970

Era 1967 e Stephen Shames ainda era um jovem fotojornalista dedicado a usar seu talento com a câmera para chamar atenção para questões sociais que precisavam ser debatidas. E um encontro com Bobby Seale foi fundamental para impulsionar a carreira de Stephen.

Bobby foi um dos fundadores do Partido dos Panteras Negras, uma organização para defesa dos direitos de pessoas negras nascido durante o Movimento dos Direitos Civis.

Foi Bobby quem pediu que Stephen se tornasse fotógrafo oficial dos Panteras, documentando as atividades diárias do grupo com um grau de intimidade que nenhum outro fotojornalista conseguiu atingir – o jovem era a única pessoa de fora do Partido com acesso direto aos ativistas.

À Vice França, Stephen declarou que seu objetivo era “mostrar os Black Panthers a partir de dentro, não simplesmente a documentar as suas lutas, ou a intenção de pegar em armas”, para “revelar o que acontecia nos bastidores e fornecer um retrato mais completo dos ‘Panteras’”.

Algumas das icônicas fotografias clicadas por Stephen estão em exibição em Lille, na França, dentro de ume vento chamado Power to The People. Confira algumas imagens que a Galeria Steven Kasher liberou para divulgar a obra de Stephen Shames.

Fotos por Stephen Shames (Cortesia da Steven Kasher Gallery)/fonte:via

Anúncios

Livro compila as melhores fotografias de paisagem da Inglaterra e o resultado é fascinante

Há mais de dez anos, a editora AA Publishing – sediada em Londres, faz uma compilação das melhores fotos de paisagem para publicar o maravilhoso Landscape Photographer Of The Year, uma competição que reúne as melhores fotografias de paisagens que você nunca pensou existir, no Reino Unido.

Fotografias de altíssima qualidade, que nos apresentam a natureza do interior da Inglaterra, mas também o skyline de cidades cosmopolitas – como Londres, podem ser apreciadas nesta incrível compilação, que deixa até mesmo os mais céticos de deixo caído.

Neste ano, para comemorar a 12º edição, o resultado não poderia ser mais inspirador, com campos de flores, praias insólitas e até mesmo, a incrível galáxia vista da cidade de Devon, a grande ganhadora da competição, de autoria de Will Milner. Não tem como não ficar morrendo de vontade de pegar um avião e ir conhecer de perto todos esses lugares!

Foto 1: Will Milner

Foto 2: Edward Hyde

Foto 3: Paul Fowles

Foto 4: James Loveridge

Foto 5: Chris Fletcher

Foto 6: Pawel Zygmunt

Foto 7: Harry Tisley

Foto 8: Marie Davey

Foto 9: Pete Rowbottom

Foto 10: Josef Fitzgerald/fonte:via

 

Fotógrafo retrata o isolamento de pessoas solitárias em série poética e melancólica

Quanto tempo você aguentaria passar sem energia elétrica, celular, internet ou televisão? Muitas pessoas responderiam que não aguentariam sequer um dia, porém outras passam a vida inteira longe da tecnologia, como os moradores da intocada região de Trás os Montes – Portugal. Muitas aldeias possuem apenas 10 moradores, outras apenas um e, a grande maioria é idosa, já que os jovens partiram em busca de seus sonhos.

Entretanto, a falta de tecnologia é o menor dos problemas que esses idosos enfrentam. Extremamente solitários, muitas vezes eles passam meses sem ver e falar com alguém, principalmente com as baixas temperaturas do inverno, que os obriga a passarem dias trancados em casa. Vivendo principalmente da produção agrícola e da criação de ovelhas, a vida dessas pessoas encantou o fotógrafo português Ricardo Ramos, que capturou a beleza que habita na solidão.

Durante dias, ele ouviu histórias sobre abandono da família, amores fracassados, perdas e solidão. Algumas pessoas pararam no tempo e vivem como se ainda estivessem na década de 1950, outras gostariam de voltar a ter 20 anos, porém alguns apenas convivem diariamente com a solidão, transformando-a em arte e aceitação.

Fotos: Ricardo Ramos /fonte:via

Fogo e água: fotografias capturam a paixão que mora em cada um de nós

Graças à computação gráfica, podemos criar fotografias fantasiosas, com uma aura mágica e, completamente diferentes do que nossos olhos costumam enxergar. Foi exatamente isso que o fotógrafo espanhol Joan Carol, baseado em Girona – Espanha, fez ao unir suas duas maiores paixões para criar uma série fotográfica, que deixa qualquer um de queixo caído.

Apaixonado por fotografia e artes gráficas, com muita sensibilidade e criatividade ele criou uma série dramática, inspirada no poder da água e do fogo sobre nós. Misturando cores e texturas com perfeição, suas fotografias são inspiradoras, misteriosas e, dramáticas.

Através da manipulação digital, ora sutil, ora propositalmente exagerada, sua arte abre um questionamento, de que é preciso deixar que nossas emoções fluam, assim como a natureza e a água. Suas fotografias representam a paixão e, ele soube explorar este aspecto como ninguém.

Fotos: Joan Carol /fonte:via

Frio é pouco: fotógrafa registra o incrível festival em um lago congelado na Mongólia

Existem diversas maneiras de se contar uma história. Se algumas pessoas possuem facilidade para encontrar as palavras certas e construir uma narrativa, outras possuem o dom de comunicar através das imagens, como a fotógrafa francesa Céline Jentzsch. Viajando o mundo com o objetivo de conhecer novas culturas e pessoas diferentes, a fotógrafa enxerga o mundo com os olhos de um boa contadora de histórias e, suas imagens transparecem isso.

Seu trabalho funciona como se fosse um documentário e, sua última série foi realizada em um festival de gelo em um lago congelado, na Mongólia. O festival, que já existe há bastante tempo, foi criado com o intuito de incentivar o turismo na região, mostrando as pessoas que mesmo no frio é possível se reunir com os amigos, sair de casa e se divertir.

O frio é grande, mas não é impedimento para que as pessoas participem de atividades ancestrais, como luta livre mongol, arco e flecha e shuffleboard. Apaixonada pela região e pela naturalidade das pessoas que lá habitam, Céline também organiza viagens para o país, através de uma parceria com a Photographers of the World.

Fotos: Céline Jentzsch /fonte:via

Sonhar em sair viajando sem destino em uma van? Então se inspire nesse Instagram

Largar tudo, encher uma van com somente o fundamental, pegar a estrada e viajar sem destino é o sonho de muitos e a realização, no entanto, de poucos. As dificuldades financeiras, os compromissos, os perrengues possíveis e todas as adversidades que tal aventura pode trazer costumam embarreirar esse sonho, e o perfil Project Van Life, ou Projeto Vida na Van (em tradução livre) posta fotos no Instagram para justamente manter acesa a chama de quem deseja viver na estrada.

A ideia é inspirar os nômades a viver essa vida na van, e mostrar as maravilhas e durezas de topar fazer da vida essa aventura. Trata-se de uma verdadeira comunidade de nômades, representada pelas belas fotos que ilustram a conta, e que nos provocam a botar o pé na estrada sem hora pra voltar nem lugar pra chegar.

© fotos: Instagram/fonte:via

As impactantes fotografias vencedoras do concurso Environmental Photographer 2018

O impacto do homem na natureza é coisa séria e precisa ser tratado abertamente. Estamos contribuindo para destruir os oceanos, aumentar o aquecimento global e exterminar diversas espécies. Porém, falar nem sempre é a melhor solução, já que uma imagem vale mais do que mil palavras. É por isso que, nos últimos anos, diversos concursos fotográficos vêm sendo organizados, com o objetivo de nos alertar sobre isso e, quem sabe, reverter a situação.

O concurso Environmental Photographer of Year existe desde 2007 e, é uma das premiações mais importantes de fotografia ambiental, organizado pela Chartered Institution of Water and Environmental Management (CIWEM), do Reino Unido.

Neste ano, fotógrafos de 89 países participaram do concurso e, o resultado é chocante e assustador. Conscientizando as pessoas de que precisamos mudar, as fotografias mostram desde uma criança sentada em uma terra completamente seca e morta, até escombros de um terremoto que matou mais de 600 pessoas, no Irã.

Foto 1: Saeed Mohammadzadeh

Foto 2: Chinmoy Biswas

Foto 3: Younes Khani Someeh Soflaei

Foto 4: Fardin Oyan

Foto 5: Ümmü Kandilcioğlu

Foto 6: Antonio Aragón Renuncio

Foto 7: Tapan Karmakar

Foto 8: Calvin Ke

Foto 9: Thigh Wanna

Foto 10: Jing Li /fonte:via