“O beijo da vida”.

Em uma tarde de Julho de 1967, o fotógrafo Rocco Morabito dirigia calmamente o seu carro por uma estrada dos EUA, quando viu um poste de alta-tensão onde um funcionário da companhia de luz acabara de receber uma forte descarga elétrica. Vendo esta cena, parou seu carro, chamou a ambulância e desceu para tirar uma foto. Ai foi quando ele viu esta cena.

Voltando as pressas a redação do Jacksonville Journal, Rocco disse “acho que tenho uma foto muito bonita”, mas o editor lhe respondeu que a edição do dia seguinte já estava fechada. Às pressas ele mesmo revelou o filme e mostrou a foto para o editor. Depois de olhar por um instante, ele disse “muito boa”, e resolveu batizá-la de “O beijo da vida”.

Agora, vamos entender melhor o que aconteceu. Randall Champion e J.D. Thompson eram dois eletricistas responsáveis pela manutenção de linhas de alta tensão. Naquele dia, faziam a manutenção de rotina nos postes da West 26th Street, quando Champion sofreu um terrível acidente: um choque elétrico de mais de 4.000 volts atingiu o corpo do trabalhador, paralisando imediatamente o seu coração.

O cinto de segurança impediu a queda de Randall, e seu colega, Thompson, em um momento de frieza e forte instinto de sobrevivência, o fez respiração boca-a-boca. Thompson continuou a soprar ar nos pulmões de Champion até que sentiu que este voltara a respirar levemente, e neste momento desceu junto a seu amigo para então fazer massagens cardíacas.

Ah, o “clique” rendeu o Prêmio Pullitzer de 1968 para Rocco Morabito, e Randall sobreviveu, e não satisfeito, ainda levou outro choque anos depois, tendo também sobrevivido. Incrível!!!!!

""O beijo da vida". 

Em uma tarde de Julho de 1967, o fotógrafo Rocco Morabito dirigia calmamente o seu carro por uma estrada dos EUA, quando viu um poste de alta-tensão onde um funcionário da companhia de luz acabara de receber uma forte descarga elétrica. Vendo esta cena, parou seu carro, chamou a ambulância e desceu para tirar uma foto. Ai foi quando ele viu esta cena.

Voltando as pressas a redação do Jacksonville Journal, Rocco disse “acho que tenho uma foto muito bonita”, mas o editor lhe respondeu que a edição do dia seguinte já estava fechada. Às pressas ele mesmo revelou o filme e mostrou a foto para o editor. Depois de olhar por um instante, ele disse “muito boa”, e resolveu batizá-la de "O beijo da vida". 

Agora, vamos entender melhor o que aconteceu. Randall Champion e J.D. Thompson eram dois eletricistas responsáveis pela manutenção de linhas de alta tensão. Naquele dia, faziam a manutenção de rotina nos postes da West 26th Street, quando Champion sofreu um terrível acidente: um choque elétrico de mais de 4.000 volts atingiu o corpo do trabalhador, paralisando imediatamente o seu coração. 

O cinto de segurança impediu a queda de Randall, e seu colega, Thompson, em um momento de frieza e forte instinto de sobrevivência, o fez respiração boca-a-boca. Thompson continuou a soprar ar nos pulmões de Champion até que sentiu que este voltara a respirar levemente, e neste momento desceu junto a seu amigo para então fazer massagens cardíacas. 

Ah, o "clique" rendeu o Prêmio Pullitzer de 1968 para Rocco Morabito, e Randall sobreviveu, e não satisfeito, ainda levou outro choque anos depois, tendo também sobrevivido. Incrível!!!!!"
Anúncios

Países onde os brasileiros não precisam de visto

Países onde os brasileiros não precisam de visto
Vale a pena encontrar um destino entre esses para a sua próxima viagem, sem burocracias.

Está pensando em viajar? Viajar é sempre excelente, mas as vezes traz muita dor de cabeça, especialmente em viagens internacionais onde precisamos ajeitar toda aquela papelada e documentação. Passagens, conexões, passaporte e o tão difícil de conseguir VISTO, são apenas algumas coisas a se pensar antes de curtir as merecidas férias.

Pensando nisso um site chamado Guia da Semana, preparou uma lista com países que não exigem visto de brasileiros que queiram visita-los ou estudar em seus territórios.

Confira alguns países e a lista completa no final:

África do Sul

Além das paisagens naturais incríveis e safáris, a África do Sul é o país mais rico do continente africano, e por isso tem hotéis e passeios absolutamente incomparáveis com qualquer outro lugar do mundo, incluindo o Sun City o primeiro hotel 6 estrelas do planeta. E não acaba por aí, o Parque Nacional Kruger, possibilita o contato com leões, rinocerontes, girafas, zebras e todos os gigantes da savana.
Bahamas

O arquipélago das Bahamas se localiza no Oceano Atlântico próximo aos EUA e a Cuba. Você vai encontrar as praias mais belas e uma das águas mais claras do mundo por aqui. As barreiras de corais são um ponto obrigatório para quem gosta de mergulho, já que a visibilidade da água pode ultrapassar os 50 metros.

Espanha

Uma das melhores culinárias do mundo, os melhores vinhos e é claro, assistir um belíssimo jogo no Santiago Bernabeu e no Camp Nou, desvendar os segredos de Salamanca e conhecer os museus de um dos países berços da humanidade. Quem é brasileiro já convive um pouco com a cultura desse país magnífico, então seria uma expansão dos seus horizontes.

Itália

Outra velha conhecida de nós brasileiros, o Brasil abriga muitos descendentes de italianos. Na Itália, o comum é visitar o Coliseu, fazer um pedido na Fontana di Trevi, comer as melhores pizzas e massas do mundo, visitar as Nutellarias (Se você não sabe o que é isso precisa correr para o país), resumindo, tudo que uma pessoa tem OBRIGAÇÃO de fazer para poder dizer que teve uma boa vida terrena.

Mônaco

Mônaco é o lugar das pessoa ricas e apaixonadas pela ostentação. O segundo menor país do mundo abriga também a maior proporção média de habitantes milionários entre todos os países. As residências são belíssimas assim como os veículos que circulam por ali. Deixe o recalque de lado, coloque a roupa social na mala e vá visitar esse pequeno reduto de riqueza.

Israel

Caminhe pela cidade onde Cristo foi crucificado e onde Maomé ascendeu aos céus. Vá a Nazaré e acompanhe os passos de Jesus até chegar ao Mar Morto, dono das águas mais salgadas do mundo. Independente da sua crença ou religião, vale a pena conhecer Israel e seus segredos. As estruturas turísticas são boas e a comida não é tão diferente daquela vista em restaurantes árabes no Brasil.

Lista dos países que não exigem visto para brasileiros

Áustria
África do Sul
Alemanha
Argentina
Bahamas
Bélgica
Bolívia
Bulgária
Chile
Colômbia
Coréia do Sul
Costa Rica
Croácia
Dinamarca
Equador
Eslováquia
Eslovênia
Espanha
Nova Zelândia
Filipinas
Finlândia
França
Grécia
Honduras
Hong Kong
Hungria
Irlanda
Islândia
Israel
Itália
Luxemburgo
Malásia
Marrocos
Namíbia
Noruega
Mônaco
Holanda
Panamá
Polônia
República Tcheca
Portugal
Suécia
San Marino
Tunísia
Turquia
Tailândia
Vaticano
Venezuela
Peru
Paraguai
Uruguai
Suíça

Países onde os brasileiros não precisam de visto

Países onde os brasileiros não precisam de visto
Vale a pena encontrar um destino entre esses para a sua próxima viagem, sem burocracias.

Está pensando em viajar? Viajar é sempre excelente, mas as vezes traz muita dor de cabeça, especialmente em viagens internacionais onde precisamos ajeitar toda aquela papelada e documentação. Passagens, conexões, passaporte e o tão difícil de conseguir VISTO, são apenas algumas coisas a se pensar antes de curtir as merecidas férias.

Pensando nisso um site chamado Guia da Semana, preparou uma lista com países que não exigem visto de brasileiros que queiram visita-los ou estudar em seus territórios.

Confira alguns países e a lista completa no final:

África do Sul

Além das paisagens naturais incríveis e safáris, a África do Sul é o país mais rico do continente africano, e por isso tem hotéis e passeios absolutamente incomparáveis com qualquer outro lugar do mundo, incluindo o Sun City o primeiro hotel 6 estrelas do planeta. E não acaba por aí, o Parque Nacional Kruger, possibilita o contato com leões, rinocerontes, girafas, zebras e todos os gigantes da savana.
Bahamas

O arquipélago das Bahamas se localiza no Oceano Atlântico próximo aos EUA e a Cuba. Você vai encontrar as praias mais belas e uma das águas mais claras do mundo por aqui. As barreiras de corais são um ponto obrigatório para quem gosta de mergulho, já que a visibilidade da água pode ultrapassar os 50 metros.

Espanha

Uma das melhores culinárias do mundo, os melhores vinhos e é claro, assistir um belíssimo jogo no Santiago Bernabeu e no Camp Nou, desvendar os segredos de Salamanca e conhecer os museus de um dos países berços da humanidade. Quem é brasileiro já convive um pouco com a cultura desse país magnífico, então seria uma expansão dos seus horizontes.

Itália

Outra velha conhecida de nós brasileiros, o Brasil abriga muitos descendentes de italianos. Na Itália, o comum é visitar o Coliseu, fazer um pedido na Fontana di Trevi, comer as melhores pizzas e massas do mundo, visitar as Nutellarias (Se você não sabe o que é isso precisa correr para o país), resumindo, tudo que uma pessoa tem OBRIGAÇÃO de fazer para poder dizer que teve uma boa vida terrena.

Mônaco

Mônaco é o lugar das pessoa ricas e apaixonadas pela ostentação. O segundo menor país do mundo abriga também a maior proporção média de habitantes milionários entre todos os países. As residências são belíssimas assim como os veículos que circulam por ali. Deixe o recalque de lado, coloque a roupa social na mala e vá visitar esse pequeno reduto de riqueza.

Israel

Caminhe pela cidade onde Cristo foi crucificado e onde Maomé ascendeu aos céus. Vá a Nazaré e acompanhe os passos de Jesus até chegar ao Mar Morto, dono das águas mais salgadas do mundo. Independente da sua crença ou religião, vale a pena conhecer Israel e seus segredos. As estruturas turísticas são boas e a comida não é tão diferente daquela vista em restaurantes árabes no Brasil.

Lista dos países que não exigem visto para brasileiros

Áustria
África do Sul
Alemanha
Argentina
Bahamas
Bélgica
Bolívia
Bulgária
Chile
Colômbia
Coréia do Sul
Costa Rica
Croácia
Dinamarca
Equador
Eslováquia
Eslovênia
Espanha
Nova Zelândia
Filipinas
Finlândia
França
Grécia
Honduras
Hong Kong
Hungria
Irlanda
Islândia
Israel
Itália
Luxemburgo
Malásia
Marrocos
Namíbia
Noruega
Mônaco
Holanda
Panamá
Polônia
República Tcheca
Portugal
Suécia
San Marino
Tunísia
Turquia
Tailândia
Vaticano
Venezuela
Peru
Paraguai
Uruguai
Suíça

Artista passa um ano na floresta criando belas esculturas com o que encontra na natureza

Galhos, folhas, raízes e pedaços de tronco secos se tornam matéria prima para a arte mais hippie de todas, a land art, dedicada a reunir obras daqueles que fazem uso somente do que resta da natureza. Entre os artistas, Spencer Byles passou mais de um ano criando lindas esculturas com material encontrado nas florestas das comunas francesas de La Colle Sur Loup, Villeneuve Loubet e Mougins.

Em equilíbrio com o meio ambiente, ele coletou partes naturais para criar sua arte exatamente no habitat em que vivem, não trazendo danos para nenhum ecossistema envolvido. Segundo ele, seu projeto é “secreto”, já que a única forma de encontrar as obras é por meio de fotos ou simplesmente se deparando com uma delas no meio do caminho, o que pode ser uma surpresa das boas, gerando até um certo mistério.

O trabalho do artista é efêmero e se modifica com o tempo. As peças não foram feitas para durar e acabam, pouco a pouco, retornando para onde vieram, criando um ciclo de vida natural.

Vai dizer que as peças não têm um ar filosófico e poético? Olha só:

forest-land-art-nature-spencer-byles-210

forest-land-art-nature-spencer-byles-191

forest-land-art-nature-spencer-byles-181

forest-land-art-nature-spencer-byles-171

forest-land-art-nature-spencer-byles-161

forest-land-art-nature-spencer-byles-151

forest-land-art-nature-spencer-byles-121

forest-land-art-nature-spencer-byles-111

forest-land-art-nature-spencer-byles-110

forest-land-art-nature-spencer-byles-101

forest-land-art-nature-spencer-byles-91

forest-land-art-nature-spencer-byles-81

forest-land-art-nature-spencer-byles-72

forest-land-art-nature-spencer-byles-61

forest-land-art-nature-spencer-byles-51

forest-land-art-nature-spencer-byles-42

forestlandart

Todas as fotos © Spencer Byles