GALERIA: ESPECIAL CARNEIROS

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/b/ba/Steinbock_ibex_2.JPG

https://i2.wp.com/colunas.revistaepoca.globo.com/viajologia/files/2009/01/57-deds-348-web55.jpg

https://i1.wp.com/www.mundogump.com.br/wp-content/uploads/massupload/956033four_horn_edit.jpg

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2015/11/4cef0-argali.jpg?w=812&h=609

https://i2.wp.com/www.vortexmag.net/wp-content/uploads/2015/04/muflon1_small_by_okigraphics-d6r5i21-1.jpg

https://i2.wp.com/cabeceirasdebasto.pt/files/31/316.jpg

https://i0.wp.com/stefanstefanov.35photo.ru/photos/20121116/437438.jpg

https://i1.wp.com/www.safaribok.se/bilder/upload/6/manadens_djur/kudu5.jpg

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2015/11/483c0-desert_bighorn_barna_cropped.jpg?w=444

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2015/11/f54e6-digitalizar0001.jpg?w=443&h=609

https://i0.wp.com/globomidia.com.br/sites/globomidia.com.br/files/cabra-chifres.jpg

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/9/99/Cabra_mont%C3%A9s_2.jpg

https://i2.wp.com/wallpaper.ultradownloads.com.br/71251_Papel-de-Parede-Carneiro_1440x900.jpg

https://i0.wp.com/www.gadoo.com.br/wp-content/uploads/2014/10/7729.jpg

https://i1.wp.com/trespassosnews.com.br/media/k2/items/cache/811ebeb995a22870e562dc4cc35a49b1_XL.jpg

https://i2.wp.com/static01.nyt.com/images/2014/01/07/science/07SHEE/07SHEE-blog427.jpg

https://i1.wp.com/www.mundogump.com.br/wp-content/uploads/massupload/9560331280446868R1ycY2H.jpg

https://i0.wp.com/i1.r7.com/data/files/2C95/948F/34A8/B6C7/0134/A8BF/F3AD/4634/1-g-20120104.jpg

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/b/b0/Gorges_du_Verdon_Goat-Rove-black_0253.jpg

https://i0.wp.com/animais.culturamix.com/blog/wp-content/gallery/cabrito-montes2/cabrito-montes-4.jpg

https://i2.wp.com/granadablogs.com/gr-arquitectos/files/2014/02/43.jpg

CARNEIROS DO DESERTO E  DAS MONTANHAS ROCHOSAS e De DALL Carneiro das neves de Yakutia,Carneiro das neves de Putorana, bode selvagem,Carneiro das neves de Okhotsk,Carneiro das neves de Kamchatka,Carneiro de Stone,Carneiro de Sierra Nevada.

Anúncios

Casa minimalista onde cabem até 8 pessoas é perfeita para umas férias entre amigos

Viajar ou ficar em casa? Que tal os dois, de uma vez só? A residência móvel ESCAPE Traveler XL, desenvolvida pela empresa de design e arquitetura ESCAPE Traveler, permite que até oito pessoas possam curtir a liberdade da estrada e o conforto do lar no mesmo ambiente.

A moradia compacta mede 319 pés quadrados; seu exterior é revestido em tapume e cedro e toda acentuada em Aço Corten. Os quartos contam com um loft superior e um loft opcional, além de uma cama queen-size no primeiro piso. Cozinha completa, sala de estar com lareira e TV e banheiro compõe o restante da casa móvel.

casa1

O proprietário pode optar por instalações de sistemas eco-friendly, como abastecimento com água da chuva, banheiro de compostagem e energia solar. O valor inicial da ESCAPE Traveler XL é de 72.800 dólares. Conheça outros projetos que mais parecem sonhos no site da ESCAPE Traveler.

casa2

casa3

casa4

casa5

casa6

casa7

casa8

casa9

casa10

casa11

Todas as fotos © Werner PR

Mundo Animal: Coruja-das-neves

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2015/11/c1bed-snowy-owl.jpg?w=444

A coruja-das-neves é uma grande espécie de coruja da família Strigidae. Na América do Norte é conhecida também como coruja-do-ártico, coruja-branca-grande e coruja-das-neves-islandesa. Essa ave branca de bico preto é facilmente reconhecida. Ela tem entre 52-71 cm de comprimento, com 1,25-1,50 m de envergadura, podendo pesar entre 1,6 a 3 kg. É uma das maiores espécies de coruja e, na América do Norte, é uma das espécies mais pesadas. O macho adulto é praticamente branco puro, mas as fêmeas e os jovens têm manchas escuras. Sua densa plumagem, pernas emplumadas, fortes garras e sua coloração branca tornam a coruja-das-neves bem adaptada para a vida no norte do Círculo Ártico.

A coruja-das-neves normalmente é encontrada na região circumpolar norte, onde costuma viver no verão. No entanto, é uma ave nômade, migrando para outras regiões quando há escassez de suas presas. Essa espécie de coruja geralmente é monogâmica, e os casais muitas vezes vivem juntos por toda a vida. A reprodução ocorre em Maio, e a fêmea faz seu ninho no chão, normalmente um buraco raso em um montículo de terra com boa visibilidade e fácil acesso aos locais de caça. A fêmea coloca de 5 a 14 ovos que são incubados por cerca de 4-5 semanas. Os filhotes nascem totalmente brancos e são cuidados pelo macho e pela fêmea. Os pais defendem agressivamente o ninho e os filhotes contra predadores.

https://i0.wp.com/wallpaper.ultradownloads.com.br/278334_Papel-de-Parede-Coruja-das-Neves-na-Natureza_1600x900.jpg

A coruja-das-neves caça principalmente durante o dia, localizando a presa com a sua excelente visão e pelo som, e caça em quaisquer condições atmosféricas. A presa pode ser capturada do chão, da água ou durante o voo. Sua dieta é variada e inclui roedores e outros mamíferos com tamanho até de uma lebre, aves até o tamanho de um ganso, e ocasionalmente pode se alimentar de peixes, anfíbios, insetos, crustáceos e até mesmo de carniça. No entanto, sua principal presa, quando há disponibilidade, é o lemingue.

A coruja-das-neves pode viver 10 anos ou mais na natureza ou pelo menos 28 anos em cativeiro.

A coruja-das-neves habita a tundra aberta, das proximidades da linha das árvores até a borda dos mares polares, assim como campos costeiros, planícies de sal e pradarias de água doce. No inverno, essa espécie também ocorre em pântanos, dunas, campos, margens de lagos e praias, e às vezes em áreas habitadas. A coruja-das-neves tem uma distribuição circumpolar em torno do círculo Ártico, incluindo Canadá e Alasca, Escandinávia, Groenlândia, Islândia e Rússia, e, ocasionalmente no norte da Grã-Bretanha (Ilhas Shetland). Embora alguns espécimes permaneçam na área de reprodução durante todo o ano se as condições são boas, outros invernam mais para o sul, nos Estados Unidos, região norte e central da Europa, Rússia, China e Japão.

Todas as fotos:google