Ela foi desafiada a recriar a Mona Lisa só com maquiagem – e o resultado é incrível

Um dos aspectos mais emblemáticos da Mona Lisa, pintura feita por Leonardo da Vinci entre 1503 e 1506, é a sensação de vivacidade que o rosto retratado nos passa – como se seus olhos pudessem nos seguir pela sala, ou como se seu sorriso se contraísse ou se expandisse conforme nos perdemos olhando a obra. Pois a maquiadora chinesa He Yuhong aceitou o desafio de tornar literal tal sensação, e realmente dar vida a La Gioconda, como o quadro também é conhecido – assim, Yuhong transformou a si mesma em Mona Lisa utilizando somente maquiagem.

Suas habilidades com a maquiagem já haviam espantado a todos não só na China, mas em todo o planeta. Yuhong já se transformou em Cate Blanchett, Taylor Swift, Selena Gomez e até em outro quadro de da Vinci: Dama com Arminho, com resultados espantosos.

Mas foi sua impressionante transformação em Mona Lisa que de fato levou a internet ao delírio.

Seus vídeos mostrando seus processos de transformação são postados em seu canal na plataforma chinesa Miaopai, mas existem várias reproduções deles por toda a rede. Não é exagero dizer, diante dos resultados, que He Yuhong é uma espécie de Leonardo da Vinci da maquiagem – nesse caso, trata-se praticamente de uma afirmação literal.

Abaixo, alguns dos outros trabalhos da maquiadora.

Anúncios

2 anos após a adoção, chinesa descobre que seu cachorrinho era um urso

Que atire a primeira pedra quem nunca foi enganado por uma oferta tentadora demais para ser verdade. Foi o que aconteceu com a chinesa Su Yun, mas de uma forma bem mais bizarra que o normal: ela comprou um urso acreditando que fosse um cachorro.

O fato aconteceu em 2016, e só dois anos depois ela e a família entenderam o engano. Su Yun, que vive em um vilarejo na província de Yunnan, estava de férias quando um vendedor lhe ofereceu um filhote de Mastim Tibetano, uma raça de cães muito admirada na China, por um preço bem mais convidativo que o comum.

Ela levou o animal para casa, e, ironicamente, o batizou com um nome que, em português, significa Pretinho. A família logo estranhou o apetite voraz do bicho, que comia uma caixa de frutas e dois baldes de macarrão por dia, mas não chegou a suspeitar que ele não fosse um cão.

O Pretinho acabou crescendo assustadoramente – muito mais que o Masim Tibetano, raça de grande porte – e começou a andar sobre duas patas, o que, aliado à sua aparência obviamente cada vez mais parecida com a de um urso, fez com que a família se convencesse de que algo estava errado.

Su Yun entrou em contato com o Centro de Resgate da Vida Selvagem de Yunnan, que confirmou que Pretinho era um urso-negro-asiático, espécie ameaçada de extinção por causa do interesse de mercadores ilegais, que o utilizam em receitas gastronômicas e até com fins medicinais.

Mas o destino de Pretinho vai ser diferente: ele já está vivendo no Centro de Resgate da Vida Selvagem de Yunnan, onde especialistas ainda estudam seu comportamento para decidir se ele poderá ser reintegrado à natureza ou se, por causa da criação que teve junto aos humanos, precisará viver em santuários animais.

 

Fotos via China News /fonte:via