A livraria na República Tcheca que foi considerada a mais bonita do mundo

Uma das coisas boas de viajar é poder voltar com a mala cheia de livros que, além das histórias que retratam, também têm uma boa história de viagem por trás. E se esses livros forem comprados na livraria mais bonita do mundo, a história fica melhor ainda, não acha?

Quem quiser incluir um exemplar com essa característica na sua própria biblioteca, precisará visitar a República Tcheca em sua próxima viagem. Afinal, é lá que está localizada a livraria Klementinum, detentora do título de mais bonita do mundo, que pode ser facilmente encontrada no centro histórico de Praga.

Além de uma imensa coleção de livros, que inclui algumas raridades, a Klementinum também é um lugar para os amantes da arquitetura barroca. Seus quase três séculos de história foram capazes de somar um acervo de mais de 20 mil livros.

Dá uma olhada na beleza do espaço:

livraria1

Foto via

livraria2

Foto via

livraria3

Foto Vit Svajcr/Wikimedia Commons

livraria4

Foto via

livraria5

Foto © Rijn Collins

livraria6

Foto © Klementinum

Anúncios

O rei africano que mora na Alemanha e governa via Skype

A tecnologia é realmente capaz de romper todas as barreiras e fronteiras do mundo. O rei Bansah, de nome Céphas Bansah, lidera um povo de Gbi, distrito de Gana, na África, simplesmente via computador, já que ele mora em Ludwigshafen, na Alemanha. Dono de uma oficina mecânica, ele se divide nas duas funções em seu dia a dia um tanto quanto peculiar.

Através de emails e do Skype, o rei se comunica com o povo da tribo para resolver conflitos, mediando entre os vivos e seus antepassados através de um poderoso trono colocado em sua sala. Periodicamente, Bansah visita seu reinado pessoalmente e leva consigo planos de infraestrutura que busca diretamente com o governo alemão, motivo esse que fez com que ele se mudasse para a Europa assim que conquistou a coroa, no início dos anos 90.

A tribo, parte do grupo étnico Ewe, convive através de ajuda mútua, preservando e administrando em conjunto itens como terra e água. As famílias vivem juntas em casas de barro simples, onde homens e mulheres praticam a poligamia. Elas são incentivadas a trabalhar para que sejam independentes do marido, enquanto eles são todos trabalhadores comuns que sustentam a comunidade.

E quem pensa que rei só tem vida boa, existem desafios bem chatos com a fama da profissão. Bansah se tornou alvo fácil na Alemanha por ser um cidadão comum e já teve sua casa assaltada, quando, impiedosamente, levaram embora joias e coroas que foram de seus avós. Não está fácil pra ninguém.

Bansah_01
Foto: marco schoeler
Cephas_Bansah_01 

Cephas_Bansah_03 

Cephas_Bansah_07
Foto: kurier
KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA 

Cephas_Bansah_06 

Cephas_Bansah_04
*Dica de Felipe Pacheco

Estes voluntários do Mato Grosso se vestem de personagens pra alegrar os dias em hospitais, asilos e abrigos

Mesmo que seja necessário, nem sempre é fácil encarar o lado positivo da vida quando estamos diante de uma adversidade. Por isso mesmo, é justamente quando mais precisamos ser otimistas que parece que uma nuvem negra começa a pairar sobre nossas cabeças… Um grupo de voluntários de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, descobriu a fórmula secreta para afastar essa nuvenzinha e levar felicidade para as pessoas que mais precisam. É a Liga do Bem.

Os voluntários do projeto se fantasiam de personagens de desenhos animados e histórias em quadrinhos e levam alegria para hospitais, asilos e comunidades carentes. O projeto, que existe há quase três anos, já conta com cerca de 140 voluntários e a ideia partiu de um verdadeiro super-herói: o Superman.

liga3

Segundo o criador, as fantasias são uma maneira de se conectar com as pessoas de uma forma que remete à infância e permite uma rápida empatia com os voluntários. Por isso mesmo, nenhum deles revela sua verdadeira identidade. Eles são apenas o Homem-Aranha ou o Super Mario, vestidos com roupas criados pelos próprios voluntários.

Além disso, os integrantes também passam por treinamentos que permitem que seja mantida a qualidade do projeto, tanto em questões relacionadas à biossegurança, quanto em relação à postura nos locais visitados. Como resultado, eles levam muita felicidade aos locais por onde passam, o que dá para perceber pelos sorrisos nas fotos abaixo.

liga2

liga4

liga5

liga6

liga7

liga8

liga9

liga10

liga1

Todas as fotos © Liga do Bem

Esta casa na Austrália é o sonho de todo amante de Star Wars

Uma casa futurista de Queensland, na Austrália, está enlouquecendo fãs da saga Star Wars. Desenhada pelo arquiteto Charles Wright, quando vista de cima, ela parece a verdadeira Millenium Falcon, aquela espaçonave pilotada por Han Solo que foi elemento chave em algumas das maiores vitórias da Aliança Rebelde sobre o Império Galáctico.

A espetacular construção está localizada numa área de 30 hectares, e é uma verdadeira mansão, com direito a 6 quartos, além de ser uma casa sustentável, gerando energia através de painéis solares e armazenando água da chuva num tanque subterrâneo que tem capacidade para 250 mil litros.

2-107

3-107

4-103

O proprietário, um comerciante de selos postais aposentado, conta que o projeto foi encomendado em 2006, ficando pronto três anos depois. Toda de concreto, aço e vidro, a incrível casa nave fica a 11 metros acima da água, dando a impressão de que está saindo do lago, e custou modestos $15 milhões.

Ela foi feita a pensar no feng shui, além de já ter ganho um prêmio de arquitetura local. Incrível!

5-96

6-93

8-82

9-75

casa_star_wars_08

casa_star_wars_07

casa_star_wars_06

casa_star_wars_04

casa_star_wars_03

100x100_casa_star_wars_00_0

10-73

Todas as imagens © Divulgação

Fotógrafa retrata crianças albinas na África em série poderosa para combater o preconceito

Crescida no Congo, a fotógrafa Patricia Willocq relembra o quão fascinante foi a sua infância lá e nos trouxe parte destas sensações de amor e compaixão a partir do ensaio abaixo – um retrato sobre tolerância e humanidade entre negros e pessoas com albinismo.

O projeto chamado de Black Ebony tem como principal objetivo promover o entendimento e a tolerância entre grupos minoritários da nossa sociedade. Como consequência de sua condição, muitos que têm albinismo vivem em comunidades isoladas na África, particularmente quando seus parentes têm pele negra.

O albinismo é uma condição genética rara que afeta apenas uma em cada 20 mil pessoas na Europa e na América do Norte. Ao contrário do que muitos pensam, ele não é discriminado por etnia ou gênero – afeta o mundo inteiro.

“Ser uma pessoa com albinismo em muitas partes da África não é o melhor presente que a vida pode te dar. Mas no Congo essa situação é muito diferente de outros lugares como a Tanzânia, por exemplo, onde essas pessoas são discriminadas”, conta Patricia para o Feature Shoot.

É importante lembrar que na Tanzânia as coisas vão além da intolerância: corpos são encontrados mutilados com frequência, pois alguns acreditam que “dá sorte”. Ignorância ainda é o principal problema, de acordo com Patricia.

Bom, voltando para as fotos, vale a pena conferir um grande passo dado por este trabalho na divulgação do amor e da união. Algumas das fotos também foram selecionadas pela UNICEF para tratar de propostas humanísticas, que ainda concedeu a Patricia o prêmio de foto do ano, em 2013. Vem ver:

AlbinismoWolf1

AlbinismoWolf2

AlbinismoWolf3

AlbinismoWolf4

AlbinismoWolf5

AlbinismoWolf7

1255413_orig

3693648_orig

7766465_orig

453613_orig

4530533_orig

8037069_orig

7915961_orig

4118702_orig

Todas as fotos © Patricia Willocq