TEXTO DO DIA

Que o medo da solidão se afaste
E que o convívio comigo mesmo
Se torne ao menos suportável;
Que o espelho reflita em meu rosto
Um doce sorriso que me lembro ter dado na infância;
Porque metade de mim é a lembrança do que fui,
A outra metade eu não sei…

Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
para me fazer aquietar o espírito
E que o teu silêncio me fale cada vez mais;
Porque metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço..

Oswaldo Montenegro

Anúncios

Por que esse cão é assim?

https://i0.wp.com/hypescience.com/wp-content/uploads/2016/01/cao-com-sec.jpgTalvez você tenha visto algumas imagens como a acima, que se tornaram virais na internet nos últimos dias. Elas mostram cães com costas extremamente curtas.

Longe de ser uma brincadeira com Photoshop, os animais mostrados nas fotos possuem uma condição de saúde rara chamada de “Síndrome da Espinha Curta” (SEC).

A doença é um problema congênito e portanto não transmissível, e quando dizemos que é rara, é para valer: para se ter uma ideia, só existem oito casos conhecidos em cães em todo o mundo (seis nos EUA, e dois na Itália).

O mais famoso dos oito é sem dúvida “Pig” (que significa “porca”, em inglês), a cadelinha da fotografia acima nascida no estado americano do Alabama, que tem quase 100.000 fãs em sua página no Facebook.

https://i0.wp.com/hypescience.com/wp-content/uploads/2016/01/cao-com-sec2.jpg

SEC

Apesar das muitas imagens circulando na internet dos cãezinhos com SEC, não parece haver muita investigação científica por trás da condição e sua raridade.

A Escola de Veterinária da Universidade de Sydney, na Austrália, define a SEC como um “encurtamento grave da coluna vertebral ou espinha devido à compressão das vértebras”.

A síndrome é causada por uma anomalia no desenvolvimento ósseo – as vértebras permanecem em sua cartilagem, sem endurecer, o que as torna comprimidas. Em alguns animais, podem aparecer vértebras fundidas, fazendo com que haja pouca flexibilidade da coluna.

https://i0.wp.com/hypescience.com/wp-content/uploads/2016/01/cao-com-sec3.jpg

Por conta dessa anomalia, toda a estrutura física do animal sofre alterações, como por exemplo o posicionamento da cabeça e da omoplata (escápula). Os membros posteriores e anteriores são do tamanho correto, embora possam apresentar posicionamento anormal também.

A condição pode fazer atividades como caminhar, saltar e comer em alturas baixas difícil para os cães, mas não impossível. No geral, eles podem levar uma vida consideravelmente normal. Além disso, a SEC aparentemente não afeta sua vida útil. [IFLS, PortalDoDog]

Micro habitação super confortável de 15 m² promete ser o futuro das casas de campo

Muitas vezes, as férias dão mais problemas do que o esperado. Você se programa para gastar o mínimo possível, mas acaba pagando muito mais caro. Tudo isso gera muito estresse quando era para ser um momento de conforto e descanso.

Pensando nisso, a Getaway, uma startup lançada pelo Harvard Innovation Lab, quer mudar essa rotina oferecendo casas pequenas, com mais ou menos 15 metros quadrados, para alugar em vários lugares, como campos e florestas. A ideia é permitir que as pessoas acampem, só que com os mesmos confortos de uma casa, com sala, quarto, cozinha e banheiro. Interessante saber que as casas são movidas sobre rodas e abastecidas por energia solar, o que livra da dependência da rede elétrica.

Por enquanto, a empresa mantém casas apenas em Massachusetts, EUA, onde você consegue alugar cabines por US$ 99 (cerca de R$ 400). Um dos criadores do projeto, Pete Davis explica que há uma grande diferença entre as pessoas que opinam sobre viver em pequenas casas e as que realmente vivem.

“A ideia é mostrar, de uma maneira simples, que elas conseguem fazer um teste acampando nesse tipo de moradia. Tem que experimentar e ver como se sente”, explica Davis

casa2c

casa3c

casa4c

casa5c

casa6c

casa7c

casa8c

casa10c

casa11c

casa12c

casa13c

casa14c

casa15c

casa16c

casac

Todas as imagens: Divulgação

10 lugares incríveis em Portugal que parecem saídos de um conto de fadas

Coloque como meta para 2016 uma conexão entre Brasil e Portugal, porque depois de conhecer algumas das belezas incríveis deste país, você vai começar a juntar dinheiro para conferir tudo de perto. Entre praias, florestas e pequenas aldeias, o país revela uma porção de lugares que parecem saídos de um conto de fadas. A boa notícia é que eles são reais.

Indo além de Lisboa, a conhecida capital, o lado mais interiorano é que esconde cantos dos mais encantadores, que poderiam ser vistos em qualquer filme lúdico da Disney. Confira abaixo quais são eles:

1. Ribeira de Odeleite – Castro Marim

Este belo rastro de água é também chamado de Rio do Dragão Azul. Fonte de águas claras, é considerado sagrado pelos chineses, que mantêm um fascínio pelo local tão longe de seu país. A barragem em Algarve acabou trazendo sorte, já que por causa dessa fama, o turismo cresceu consideravelmente.

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Ribeira-1.jpg

2. Quinta da Regaleira – Sintra 

Um monumento tão surpreendente só poderia ter saído de contos de fadas, certo? Errado. A Quinta da Regaleira é bem real e tem em seu território um palácio, com jardins, lagos, grutas e este poço enigmático, construído com base na alquimia. Bem interessante para quem adora mistérios e descobrir mais sobre simbologia.

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/quinta-da-regaleira-sintra-.jpg

3. Casa do Penedo – Fafe

Na região norte de Portugal, uma casa de pedra impressiona por seu formato bem curioso. Formada por quatro rochas de grandes dimensões, a Casa do Penedo é uma residência rural de férias, construída em 1974. Em seu interior, onde não há nenhuma instalação elétrica, o estilo rústico é predominante, com mobília, escadas e corrimão feitos de troncos.

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/casa-penedo.jpg

4. Forte de São João Baptista – Berlengas

O arquipélago de Berlengas é formado por uma biodiversidade marítima intensa e tem paisagens maravilhosas. O Forte de São João Baptista tem data de construção desconhecida, mas em 1655 ainda estava em construção. Abandonado em meados de 1847, foi utilizado posteriormente como base de apoio para a pesca comercial.

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/berlengas.jpg

5. Caverna Benagil – Lagoa

Formada pela erosão do vento e da água, esta cavidade natural impressiona por sua beleza e estrutura. O acesso é feito por barco ou caiaque, levando cerca de 1 hora para ir e uma para voltar. Com esse visual, pode ter certeza de que o passeio vale a pena.

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Benagil.jpg

6. Azenhas do Mar – Sintra

Quem diria que a apenas 40 km de Lisboa teria um lugar tão encantador? A aldeia romântica é formada por casinhas brancas construídas em cima de uma rocha, perto de um dos melhores mirantes da região. O grande atrativo é uma piscina cravada na rocha, própria para banhos refrescantes no Verão.

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Azenhas-do-Mar.jpgFoto © Karsten Hansen

7. Ourique – Alentejo

Alentejo é marcada pelo tempo, com muralhas, castelos, pátios e jardins. A vila de Ourique passou de campo agrícola para bairro residencial em 1879. Belos edifícios do século 19 encantam os turistas, que passeiam também no Mercado de Campo, uma das principais atrações turísticas, construído há oito décadas atrás.

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Alentejo.jpg

8. Praia Dona Ana – Lagos

Considerada a melhor praia de Portugal e até a mais bonita do mundo por algumas publicações importantes, esta pitoresca faixa litorânea é pequena no tamanho e grande em sua beleza. Falésias cercam a baía, banhada por águas cristalinas que divertem os turistas aos fins de semana, deixando o local bastante cheio. Até a gente quer estar lá!

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/praia-dona-ana.jpg

9. Palácio da Pena – Sintra

Este foi o primeiro palácio de estilo romântico de toda a Europa. Construído para ser observado de qualquer ponto do Parque Nacional da Pena, tem em seus arredores uma floresta e jardins luxuosos com mais de 500 espécies arbóreas, vindas de várias partes do mundo. As princesas piram!

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/sintra-pena-palacio.jpg

10. Piódão – Arganil

Uma aldeia rústica com charmosas casas feitas em xisto e madeira que nem parece de verdade. Entre serras e vales, o local tão inóspito ainda chama a atenção pela cor azul das portas e janelas, que dizem ser por conta da então única loja da região só vender este tom quando o povoado começou.

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/piodao.jpgFoto via

 

Cãozinho rejeitado por não ter um olho encontra dono com condição física idêntica à sua

Impossível não ficar encantado com a história do americano Jordan Trent. Cego de um olho, desde os 15 anos, decidiu adotar um cãozinho, um pastor australiano com o também com um olho a menos que ninguém mais queria adotar.

Trent se sente confortável sobre o assunto desde o começo. Ele conta que quando descobriu que faria um transplante com um olho de vaca, já fazia piadas para que todo mundo ao redor se sentisse confortável.

Aos 32 anos, o rapaz levou seus dois filhos a uma feira de animais para adoção, onde encontraram o animal. Segundo ele, os filhos ficaram muito entusiasmados quando o viram: “Papai, temos que pegá-lo, ele é cego de um olho igualzinho a você”.

Quem divulgou a história foi sua irmã, Kendra, que foi a primeira a divulgar a imagem de Trent com seu novo cachorrinho. Veja só:

dog2c

dog3c

dog4c

dog5c

dogc

Todas as imagens: Reprodução

 

 O gelo do Lago Baikal, na Sibéria, é diferente de tudo o que você já viu

Já pensou em dirigir sobre um lago de gelo? A ideia parece extremamente perigosa, mas não soa tão diferente para quem vive próximo ao Lago Baikal, na Sibéria. Considerado como o mais profundo lago de água doce e o maior em volume do mundo, ele contém cerca de 20% da superfície de água doce do planeta. Mas é quando essa água congela que o lago mostra sua verdadeira beleza.

Ele permanece coberto de gelo durante quase cinco meses ao ano. É por volta de janeiro que o lago começa a congelar, pouco após o início do inverno na região – e esse gelo demora em média cinco meses para derreter, o que faz com que a paisagem tenha um aspecto único. As formações de gelo têm uma espessura média de 1 metro, podendo chegar a até dois metros em alguns pontos: é por isso que carros e caminhões podem passar por ali sem grandes complicações.

Um congelamento irregular das águas também ocasiona o aparecimento de montículos de gelo, que parecem saídos da superfície e brilham à luz do sol como se fossem pedras preciosas. Incrivelmente, esses montículos podem chegar a ter uma altura de até 12 metros.

Com cerca de 25 milhões de anos, o Lago Baikal já é considerado como um dos mais antigos do mundo e fica localizado na região sul da Sibéria. Ele foi decretado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, em 1996. Dá uma olhada no que você encontra por lá:

lago4

Fotos © Alexey Trofimov

lago11

Fotos © Alex Cheban

Fotógrafa une cachorros e natureza em série de fotos encantadora

 

A amizade entre humanos e cachorros pode ser maior do que qualquer coisa. Quem ama um destes animais sabe que a companhia deles é única e um passeio em meio à natureza pode deixá-los mais felizes do que nunca. Agora uma fotógrafa se dedicou a registrar esses momentos capturando os olhares de felicidade dos cãezinhos.

Anne Geier vive na pequena cidade de Tauplitz, na Áustria e tem duas grandes paixões na vida: animais e fotografia. As duas surgiram quase simultaneamente, quando ela adotou a cadelinha Cindy, em 2007. Como queria registrar o crescimento da sua amiga de quatro patas, acabou se aventurando pela fotografia – e não largou mais a câmera. Hoje, Anne aproveita para levar esse amor a sério, capturando fotografias de cachorros mais do que felizes em meio à natureza.

Os resultados são mágicos e mostram também um pouco das belezas do país e das mudanças ocasionadas pelas estações do ano. Em algumas fotos, é possível ver os animais brincando em um campo florido, enquanto outras retratam flocos de neve caindo durante o inverno.

Vem ver:

cao9

cao10

cao11

cao15

cao14

cao13

cao12

cao8

cao7

cao6

cao5

cao4

cao3

cao2

cao1

Todas as fotos © Anne Geier