FOTO DO DIA

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/01/561f8-beleza2bafricana2b7.jpg

Cada dia a natureza produz o suficiente para nossa carência.Se cada um tomasse o que lhe fosse necessário, não havia pobreza no mundo e ninguém morreria de fome.

Mahatma Gandhi

Ensaio fotográfico delicado mostra a intimidade de dançarinos em suas casas

O fotógrafo David Perkins sabe capturar com beleza os movimentos delicados de dançarinos  já há 10 anos. Agora, pronto para sair das ruas, de monumentos e dos palcos, ambientes onde os bailarinos normalmente são clicados, Perkins decidiu ir um pouco mais fundo no íntimo de seus musos e buscá-los em sua essência.

“Home Stage” é uma série de retratos que ilustra todas as curvas, as posições perfeitas, movimentos e técnicas de danças dos fotografados em tarefas de seu dia-a-dia, de forma simples e suave. “Bailarinos em suas próprias casas. Longe das luzes. Longe dos estúdios. Sem penteados ou maquiagem. Apenas bailarinos sendo eles mesmos”, contou o fotógrafo em seu relato no BoredPanda.

Conheça na intimidade os dançarinos nessas lindas fotografias:

AaronWhite

AaronWhite2

Aaron White

AndyJacobs

Andy Jacobs

Christian

Christian2

Christian

Djassi

Djassi2

Djassi

EmilyKikta

EmilyKikta2

EmilyKikta3

Emily Kikta

guillermo

Guillermo

HollyWilder

Holly Wilder

IzzyDobbins

Izzy Dobbins

KaraCooper

KaraCooper2

Kara Cooper

MajaKeresh

MajaKeresh2

Maja Kereš

MariaAviles

MariaAviles2

Maria Aviles

MarthaDarling

Martha Darling

SatomiItohara

Satomi Itohara

Suzzanne

Suzzanne

Sylvana

Sylvana2

Sylvana

David ainda está com o projeto em andamento e vez ou outra surge um clique novo em seu Instagram, que vale a pena ser seguido.

Todas as fotos © David Perkins

Artista retrata seu passado na prisão com esculturas delicadas feitas de cascas de ovo

Passar uma vida dentro de uma prisão pode ser uma experiência brutal, depressiva e traumática. Mas o americano Gil Batle escolheu um tela bem delicada para representar suas histórias atrás das grades: ovos de avestruz.

Após duas décadas entrando e saindo de prisões da Califórnia, EUA, condenado por diferentes crimes, como fraude bancária e falsificação de documentos, Gil Batle atualmente vive em uma tranquila ilha nas Filipinas onde descobriu um novo talento, dessa vez sem infringir quaisquer leis. Com o uso de brocas, facas e bisturis, Batle começou a retratar seu passado na cadeia através da escultura.

Gil Batle, “San Quentin” (2015)

O talento para a ilustração já existia antes. Atrás das grades Batle usava sua técnica para criar retratos, que trocava por comida ou cigarros, e tatuagens que gravava na pele dos outros detentos. Os ovos, em contramão, foi uma coincidência. Após sair da prisão ele foi presenteado com um exemplar por um amigo. Foi aí que o artista encontrou o diferencial da sua obra.

Gil Batle, “Naked II” (2015)

Os temas das esculturas são variados. Vão de cenas cotidianas, como os cuidados no jardim ou a rotina solitária dos detentos, a representações de violentas cenas, como rebeliões, agressões e as invasivas revistas realizadas pelos guardas nas cavidades do corpo dos presos. Homens com cabeças de animais também são representações recorrentes no trabalho de Batle, em uma clara metáfora à selvageria encontrada no sistema prisional americano.

Gil Batle, “51:50 Dreams” (2015)

Gil Batle, “Cicada Nymphs” (2014)

Gil Batle, “Jamestown” (2015)

Gil Batle, “Jargon” (2014)

Sua exposição Chocado na Prisão: A Arte de Gil Batle atualmente está em exposição na Galeria Ricco Maresca, em Nova Iorque. Lá os visitantes podem conhecer os 19 ovos criados pelo artista até o momento, com direito a uma lupa para não perder nenhum detalhe.

Gil Batle, “Riot II - The Briefings” (2015)

Gil Batle, “Tattoo” (2015)

Ricco Maresca Gallery

Ricco Maresca Gallery

Todas as fotos: Divulgação

A adorável amizade entre um cão de terapia e um rato resgatado

Os animais são campeões em amizades improváveis, se relacionam e criam laços afetivos com espécies diferentes. No reino animal não há preconceito em relação ao sexo, tamanho ou idade. Um exemplo disso é a amizade entre o pastor holandês de terapia Osiris e o ratinho Riff Ratt. O relacionamento é tão inusitado que já está sendo conhecido nas redes sociais e seu perfil no Instagram Osiris +Riff Ratt já possui mais de 26 mil seguidores.

O ratinho foi resgatado com 4 semanas de vida e só sobreviveu por ter sido alimentado através de seringas. Assim que os dois animais se viram, tornaram-se grandes amigos e o cão virou o protetor do pequeno rato (a diferença de tamanho entre os dois é impressionante). A dupla mora em Chicago, EUA, e passa a maior parte do dia brincando juntos e se limpando – isso mesmo,eles se lambem, como se estivessem fazendo carinho um no outro. Além disso, Osiris tem o hábito de colocar o rato dentro da boca, não para o morder, mas para que ele limpe seus dentes. A relação é baseada em muito companheirismo e confiança, pois não é qualquer animal que literalmente entra dentro da boca do outro.

“Riff Ratt realmente gosta de lamber o interior da boca de Osiris. Tenho certeza de que todos estão se perguntando se temos medo que Osiris coma Riff – não! Osiris ajudou a promover ecuidar de dezenas de animais e é o cão mais doce que eu já conheci “, escreve a dona dos pets no Instagram.

cao_-ratinho

cao 1

cao-16

cao 2

cao 3

cao 4

cao 5

cao 10

cao 9

cao 7

cao 12

cao 14

cao 13

cao-18

cao 6

cao 11

Todas as fotos © Osiris and Riff