5 campus universitários pelo mundo onde qualquer um gostaria de ter aula

Estudar pode não ser a sua tarefa favorita no mundo, mas o aprendizado vale muito a pena, ainda mais se for numa universidade incrível onde você tenha prazer de ir. O Nômades Digitais selecionou 5 campus de cair o queixo ao redor do mundo, que vão muito além de arrastar o seu corpinho para as aulas da faculdade.

Grande parte das universidades da lista são particulares, mas isso não significa que não exista meios gratuitos de ingressar, já que a grande maioria costuma oferecer bolsas de estudo, inclusive para estrangeiros. Recentemente, a Universidade de Coimbra criou uma página em seu site oficial que dá todas as orientações para os brasileiros que gostariam de concluir a graduação por lá.

Mas, antes de mais nada, saiba que para ter um diploma internacional em mãos é preciso de muita disciplina e dedicação, porque fora das fronteiras brasileiras, não tem choro e nem vela pra passar de ano. Fala sério, com esse visual fica mais fácil querer ficar na faculdade:

1. Flagler College –  St. Augustine, Flórida

Englobando as mais diversas áreas, como arte, design, matemática, administração e ciências, a faculdade particular fica na cidade mais antiga do Estado, o que talvez justifique seu visual histórico. O campus é um marco nacional e peça central de St. Augustine, suportando menos de 30 alunos por classe na maioria das disciplinas.

Foto © stevenm_61

2. Royal Roads – Canadá

A Universidade de Royal Roads é uma instituição pública em Victoria, na Colúmbia Britânica e simplesmente tem sede num castelo medieval. A arquitetura fez com que a escola aparecesse em filmes e séries norte americanas como X-Men e Smallville. Os cursos oferecidos incluem áreas como inovação do ambiente de trabalho, gestão turística, sustentabilidade, negócios e coaching executivo.
https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/10/Royal-Roads.jpg

Foto © arbron

3. Universidade de Coimbra – Portugal

Esta universidade tem um RG bem antigo: foi fundada em 1290 e atualmente é considerada como uma das mais tradicionais da Europa. Os alunos já graduados por ela formam um time de peso, incluindo Eça de Queirós, Luís de Camões e José Bonifácio, todos esses que você estudou na escola. Ao todo, mais de 2 mil brasileiros estão matriculados, portando você vai se sentir em casa.

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/10/Coimbra.jpg

Foto © debarshiray

4. Universidade de Sydney – Austrália

Prédios em estilo gótico entregam a idade da universidade, que foi a primeira instituição de ensino do país e uma das primeiras do mundo a admitir mulheres em seus cursos. Fundada em 1850, carrega consigo títulos importantes, estando entre as oito universidades mais produtivas em pesquisa na Austrália. Além de tudo isso, a faculdade facilita a entrada de estrangeiros, já que de seus 50 mil alunos, cerca de 10 mil não são australianos.

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/10/Sydney.jpg

Foto © sidneiensis

5. Università Degli Studi di Torino – Itália

Fundada pelo príncipe Ludovico de Acaia, em 1404, a Universidade de Turim já encanta pelo visual. Esta é uma das principais escolas públicas de ensino superior do país, com foco maior em investigação científica e tecnológica. O destaque fica por oferecer cursos que não se vê em qualquer lugar, como Restauro e Conservação – afinal, está na Itália -, e Estratégia Militar.

https://www.mcgill.ca/students/international/files/students.international/loggiato_dimsliderhp_0.jpg

Todas as fotos: Divulgação

Artistas criam a maior instalação do mundo feita com bambus para mostrar como a ordem pode surgir do caos

Leve, forte e flexível. O bambu sempre foi um dos principais materiais usados para a construção de casas e abrigos. Contudo, nada do mundo contemporâneo é parecido com a estrutura que foi criada por Mike e Doug Starn. A convite do Museu de Israel, em Jerusalém, eles usaram 10 mil bambus para montar uma estrutura de 17 metros de altura, sem qualquer planejamento oficial.

Essa é a nona construção dos irmãos gêmeos em uma série chamada de Big Bambú, que tem como objetivo simbolizar como a ordem pode ser criada através do caos nas nossas vidas.

Uma equipe de 25 alpinistas foi contratada para o projeto. Com muita criatividade, os profissionais usaram mais de 80 mil metros de corda para formar a estrutura – tarefa que demorou 350 horas para ser concluída. O projeto, batizado de 5,000 Arms fo Hold You (“5 mil braços para segurar você”, em português), cria um balanço entre a ordem e o caos, entre o que é feito pelo homem e o que é criado pela natureza.

Descubra a instalação nas fotos abaixo:

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Big Bambú

Bambuextra

Este não é o primeiro trabalho de grande dimensão da dupla, que já nos presenteou com outras instalações imponentes. Navegando no site dos artistas, você pode conhecer algumas delas:

InstalaçãoBambu1

InstalaçãoBambu2

InstalaçãoBambu3

InstalaçãoBambu4

Todas as fotos © IMJ

Série de fotos incrível mostra a beleza das multidões na China

chinamultidao22

A China é o país mais populoso do mundo, com mais de 1 bilhão de habitantes. Só no ano passado, foi registrado um aumento de 7,1 milhões de cidadãos, após ser contabilizado o número de nascimentos (16,87 milhões) e mortes (9,77 milhões). Depois ver muitas fotografias retratando as multidões chinesas durante anos, o jornalista Alan Taylor compilou diversas imagens que mostram a beleza formada por pessoas em conjunto.

Entre desfiles militares, tentativas de recordes mundiais, grandes performances ou exercícios em massa, as imagens se tornam notáveis, e em certas ocasiões, caleidoscópicas. O efeito de algumas fotos, especialmente durante a rolagem da barra para baixo, são um caso a parte de quanto as multidões podem trazer incríveis movimentos em série.

O uso de roupas idênticas faz com que as fotografias ganhem ainda mais força visual, além de representar bem o número de pessoas que cabe dentro da China. As imagens, vindas de várias fontes, são espetaculares. Dá uma olhada:

chinamultidao3

Foto © Reuters / China Daily

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao22.png

Foto © Feng Li / Getty Images

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao21.png

Foto © Reuters

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao20.png

Foto © Reuters

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao19.png

Foto © Christophe Simon / AFP / Getty Images

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao18.png

Foto © Joe Chan/Reuters

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao17.png

Foto © Reuters

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao16.png

Foto © David Guttenfelder / AP

chinamultidao15

Foto © Reuters

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao14.png

Foto © Itsuo Inouye / AP

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao13.png

Foto © Reuters

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao12.jpg

Foto © Ng Han Guan / AP

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao10.jpg

Foto © Sean Yong / Reuters

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao9.png

Foto © Pedro Ugarte/AFP/Getty Images

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao8.png

Foto © Reuters / China Daily

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao7.png

Foto © Reuters

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao6.png

Foto © Goh Chai Hin / AFP / Getty Images

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao5.png

Foto © Julie Jacobson / AP

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao4.png

Foto © Issei Kato / Reuters

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao2.png

Foto © Jason Lee / Reuters

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/05/chinamultidao.jpg

Foto © Nir Elias / Reuters

chinamultidao11

Foto © Reuters / China Daily

4 estruturas misteriosas dos menores arquitetos do mundo

Por mais que o ser humano seja um ótimo arquiteto, ele não é o único ser vivo que constrói estruturas incríveis no nosso planeta. Pássaros, abelhas e formigas são alguns dos animais famosos por construírem habitações geniais, mas também há outros Oscar Niemeyer da natureza que não são tão conhecidos:

4. Cabana de gravetos

arquitetos menores 1-
A lagarta Psychidae constrói sua própria casinha com gavetos. Quando ela é pequena, usa gravetos pequenos, mas conforme vai crescendo adiciona pedaços de galhos maiores. O resultado é tão perfeito que parece uma cabana de madeira em miniatura. O que fascina é a sua habilidade de escolher gravetos com o tamanho perfeito.

https://i1.wp.com/hypescience.com/wp-content/uploads/2016/01/arquitetos-menores-1.jpg

Algumas de suas “cabanas” são em formato de pirâmide, enquanto outras têm um formato diferente, com os gravetos paralelos, criando um cilindro que tem apenas uma das bases conectada com uma folha ou galho.

3. Barraca de folhas

https://i1.wp.com/hypescience.com/wp-content/uploads/2016/01/arquitetos-menores-2.jpg

Nem todas as Psychidae curtem uma cabana de gravetos. Algumas preferem acampar em barraquinhas feitas de folhas secas. Com a ajuda de camadas de seda, a lagarta organiza as folhas em formato de pirâmide ou Torre Eiffel.

 

2. Gaiola de pelos

https://i0.wp.com/hypescience.com/wp-content/uploads/2016/01/arquitetos-menores-3.jpg

A pupa da mariposa Cyana sp. usa uma gaiola de pelos na sua etapa de desenvolvimento entre larva e adulto. Quando ainda é uma lagarta, a Cyana tem pelos longos e flexíveis, que depois são tecidos para formar a gaiola. Como cada pelo não é longo o suficiente para dar a volta toda na gaiola, a lagarta une as pontas de diferentes pelos, de forma perfeita.

O animal então se suspende no meio da gaiola com sua seda. Seus pelos são resistentes o suficiente para segurar o seu peso e proteger a pupa de predadores.

1. Casulo de folha

arquitetos menores 4
A Phonognatha graeffei é uma aranha australiana encontrada tanto em florestas como em regiões urbanas. Ela usa folhas secas para construir um esconderijo bem no centro de sua teia, fechada no topo e com uma abertura embaixo. Quando uma presa passa perto da folha, ela ataca. Quanto têm filhotes, as fêmeas constroem uma casa semelhante para eles, que funciona como berçário. O que destaca esse aracnídeo é a habilidade de usar outros materiais além das folhas quando os têm disponíveis, como papel descartado por humanos. [Popular Mechanics, SGMacro]