Divulgadas as primeiras imagens do que em breve será o maior jardim botânico do mundo

O mundo deve ganhar um novo jardim botânico em breve – e ele promete ser um dos maiores já construídos! A enorme estrutura terá lugar nas Montanhas al-Hajar, no Omã, e deve refletir a diversidade botânica do país.

Em um espaço de mais de 420 hectares, o Jardim Botânico do Omã deve tirar vantagem das diferentes paisagens do entorno em sua arquitetura. A construção está sendo projetada em uma colaboração entre Arup, Grimshaw Architects e Haley Sharpe Design. Juntas, as três empresas serão responsáveis pela arquitetura, engenharia, paisagismo e design do local.


A área central deverá refletir os oito diferentes habitats do país, exibindo espécies da flora ameaçada, nativa e endêmica do Omã. Além disso, um espaço deverá refletir o bioma das montanhas localizadas ao norte do país, enquanto outra área será dedicada ao bioma da região de Dhofar, incluindo uma floresta de monções. De acordo com o site da Grimshaw, o espaço irá exibir apenas espécies nativas, algumas das quais existentes apenas no país. Os ambientes deverão ser conectados entre si através de um teleférico.

O jardim botânico será construído com a sustentabilidade em mente. Para isso, a água usada no local virá de fontes sustentáveis e os sistemas de irrigação irão visar o máximo de economia destes recurso. A construção também buscou otimizar o uso da luz e ventilação naturais, permitindo que o próprio bioma ofereça grande parte dos recursos necessários ao funcionamento do espaço.


 

Todas as fotos: Arup/Grimshaw /fonte:via

Anúncios

Imagens chocantes retratam descaso com refugiados deixados para morrer no mar

ATENÇÃO: AS IMAGENS CONTIDAS NESSA MATÉRIA SÃO FORTES. 

Fotógrafos conseguiram captar o desespero de refugiados deixados para trás após o naufrágio de um inflável no Mar Mediterrâneo em território líbio, a 50 quilômetros da cidade de Trípoli, no dia 6 de novembro.

O barco da ONG alemã Sea-Watch foi o responsável pelo resgate, junto de uma embarcação do governo da Líbia. Segundo o que um porta-voz da ONG disse ao jornal Daily Mail, os líbios começaram a bater nos refugiados e ameaçá-los, isso tudo enquanto eles se afogavam.

O fotógrafo Alessio Paduano estava presente e registrou imagens horríveis.

“Enquanto eu tirava essa foto, podia ouvir a respiração dele ser interrompida pela água. Eu ainda ouço o barulho da respiração dele na minha cabeça”, disse ela à BBC. Paduano ressaltou, porém, que o homem foi resgatado pela Sea-Watch.

A equipe da ONG alemã observou o barco do governo da Líbia começar a se mover em partida enquanto alguns refugiados, ainda pendurados nos cascos, despencavam no mar.

Um helicóptero italiano foi levado até o local para ajudar no salvamento, mas já era tarde demais. 50 pessoas morreram afogadas no Mediterrâneo, incluindo crianças.

A Sea-Watch afirma que, caso o governo líbio permitisse que ela trabalhasse sozinha e em paz, todos teriam sido resgatados com vida. Em vídeos da operação, é possível ouvir soldados da Líbia batendo nas vítimas com cordas e vê-los empurrando resgatados do barco.

fonte:via

 
 
 

Esta quadra de Paris é tudo que quem gosta de basquete sonhou

Quem andava com pressa pela região do 9º arrondissement de Paris podia não perceber que, cravada entre dois prédios residenciais, fica uma das quadras de basquete de rua mais legais de que se tem notícia. Mas agora ficou mais difícil de não vê-la.

A quadra foi batizada de Duperré, seguindo o nome da rua em que fica localizada. Stephane Ashpool, um fashionista parisiense fã de basquete e dono da marca Pigalle, foi quem assumiu as reformas da quadra, em parceria com a Nike e a agência de design Ill-Studio.

A pintura mais recente da quadra tem cores vivas, com o piso variando entre azul e fúcsia, e as paredes no entorno incluindo também amarelo e laranja. A grade que separa a quadra da rua foi trocada por uma que permite a visão por parte dos pedestres, e a Duperré tem ainda a particularidade da escada de um dos prédios tomar um corredor na lateral.

“Através dessa nova quadra queremos explorar a relação entre esporte, arte e cultura, e sua importância como um indicador sociocultural de um determinado período de tempo”, declarou a equipe que comandou a reforma ao fazer a reinauguração da Duperré.

 Fotos © Sebastien Michelini /fonte:via

Este Instagram é um arquivo digital do melhor da moda mundial nos últimos 50 anos

Rossana Tich trabalha com relações públicas, marketing e comunicação e tem um conhecimento enciclopédico em moda. Não é à toa, portanto, que ela criou o Instagram @magazine_fan, um verdadeiro arquivo digital de páginas de revistas que compõem os últimos 50 anos de publicação de moda.

Ela juntou fotos de revistas que mostram como a moda, o estilo e a fotografia mudaram a forma como as pessoas se vestem, se posicionam socialmente, perante o mundo e consigo mesmas. No perfil ela compartilha sua extensa coleção pessoal com outros apaixonados pelo universo fashion.

“Enquanto eu tento publicar fotografias e roupas que gosto para contar uma história, às vezes é necessário publicar o contrário”, explica. “No geral, tento evitar o óbvio”.

Seu acervo vai desde clássicos Mick Jagger e Jerry Hall em clima de romance por Helmut Newton em uma edição da Vanity Fair em um especial de Cannes em 1991 a Michael Jackson da Vanity Fair de 1989, por Annie Leibovitz.

Veja:

Imagens: Reprodução /fonte:via